quarta-feira, 29 de agosto de 2012

1 João 4:19—21: Nós amamos porque ele nos amou primeiro


Resultado de imagem para nós amamos porque ele nos amou primeiro

Introdução

  • Francis Schaeffer, um pastor Presbiteriano fundou o Ministério L’Abri- O Abrigo - na Suíça. Ele escreveu um pequeno livro intitulado: A Marca do Cristão. 

  • Qual é a Marca do Cristão? 

  • A marca do Cristão é o amor. 

Ø  João 13:34 - Novo mandamento vos dou: amai-vos uns aos outros como eu vos amei. 

Ø  15:12 - O meu mandamento é este: que vos ameis uns aos outros, assim como eu vos amei. 

  • Jesus Cristo introduz a si mesmo como modelo e paradigma.

I – O Amor, verbo ἀγαπάω agapáo - amar no Novo Testamento:

A - O que o Amor não é:


  1. Não é o amor romântico ou Sexual – Eros. 

  1. Não é o sentimentalismo da música contemporânea. 

  1. Não é Ecumenismo, nem aceitação de “outros”evangelhos. 

B – O que é o Amor?

O Amor é uma decisão de agir de determinada maneira, mesmo que isso implique em Sacrifício.

  1. O Exemplo de Deus:

Ø   1 João 4:9—11 - Nisto se manifestou o amor de Deus em nós: em haver Deus enviado o seu Filho unigênito ao mundo, para vivermos por meio dele. Nisto consiste o amor: não em que nós tenhamos amado a Deus, mas em que ele nos amou e enviou o seu Filho como propiciação pelos nossos pecados. Amados, se Deus de tal maneira nos amou, devemos nós também amar uns aos outros.


Ø  João 3:16 - Porque Deus amou ao mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo o que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna. 

Ø  Romanos  5:8 - Mas Deus prova o seu próprio amor para conosco pelo fato de ter Cristo morrido por nós, sendo nós ainda pecadores.


  1. O Exemplo de Cristo – João 13 “...tendo amado os seus que estavam no mundo, amou-os até ao fim” ou seja, de maneira completa, se dispondo a entregar a própria vida por eles. Cristo personifica o amor no agir ao se submeter a lavar os pés dos discípulos e lhes ensinar que o que ele havia feito devia servir-lhe de exemplo. Não de forma literal como praticado por certa igreja, mas como exemplo em todas as situações da vida. 

II – Nossa Responsabilidade

A. Porque Deus nos amou primeiro devemos nós amar também.

B. Devemos amar a Deus:


  • João 14:15 - Se me amais, guardareis os meus mandamentos.


  • João 15:14 - Vós sois meus amigos, se fazeis o que eu vos mando.

A única maneira de nós provarmos nosso amor a Deus é sendo obedientes aos seus mandamentos, principalmente ao novo mandamento que nos ensina que amemos uns aos outros, como ele nos amou! Obediência é a chave. A obediência também nos caracteriza como amigos de Cristo - João 15:14.

C. Devemos amar uns aos outros - irmãos na fé. Por que?


  1. É mandamento de Jesus – João 13:34.


  1. É a única forma de darmos testemunho para o mundo de que Cristo foi enviado por Deus - João 13:35.

  1. É prova de que somos nascidos de Deus e que conhecemos a Deus - 1 João 4:7—8

C – Devemos amar o próximo (aqueles que não são irmãos) – ver a parábola do Bom Samaritano em Lucas 10:25 a 37. 

Quem é meu próximo? É todo aquele que estiver ao alcance das minhas mãos. A parábola do Bom Samaritano – ver Lucas 10:25—37 - ilustra essa obrigação até as últimas conseqüências. Nela nós podemos ver o Samaritano amar, até mesmo um inimigo jurado, como eram os Judeus e os Samaritanos entre si.

III – Em que consiste o Amor?

A – A perspectiva correta: Nossa disposição de amar deve corresponder àquela que vemos em Cristo. Ou seja, devemos estar disposto a entregar nossa própria vida, se necessário, para o bem de nosso irmãos ou do próximo. Quando temos esta perspectiva e esta disposição - de entregar a própria vida - todas as demais coisas, sejam elas quais forem, serão insignificantes. 1 João 3:16 diz: Nisto conhecemos o amor: que Cristo deu a sua vida por nós; e devemos dar nossa vida pelos irmãos. 

B – Nos temos que ter a mesma disposição que foi demonstrada por Deus mesmo: 

  • 1 João 4:10—11 - Nisto consiste o amor: não em que nós tenhamos amado a Deus, mas em que ele nos amou e enviou o seu Filho como propiciação pelos nossos pecados. Amados, se Deus de tal maneira nos amou, devemos nós também amar uns aos outros. 

O Novo Testamento está cheio de maneiras de como podemos expressar nosso amor uns para com os outros. Ao obedecermos estes princípios – ver lista a seguir - nós estamos satisfazendo ao desejo de Deus e exercitando tanto o amor de uns para com outros, bem como a obediência a Deus.


MANDAMENTOS DE AMOR RECÍPROCO QUE DEVEM EXISTIR ENTRE OS CRENTES


“...assim como eu vos amei, que também vos ameis uns aos outros” João 13:34


O Amor a que Cristo se refere é o amor de Deus. Este amor é uma decisão que nós tomamos, de agir de uma determinada forma, mesmo que tenhamos que nos sacrificar para que tal aconteça. Como o amor é uma decisão ele se manifesta de várias maneiras. Abaixo estão alistadas algumas formas pelas quais nós podemos “decidir” amar uns aos outros:

1 - Mandamentos com ênfase positiva:

Romanos 15:7
Acolhei-vos uns aos outros
Romanos 16:6
Saudai-vos uns aos outros
1 Coríntios 12:25
Cooperem uns com os outros
Efésios 5:18-21
Submetei-vos uns aos outros
Efésios 4:2
Suportai-vos uns aos outros
Tiago 5:16
Confessai vossos pecados uns aos outros
Efésios 4:31-32
Perdoai-vos uns aos outros


2 – Mandamentos com ênfase negativa:

Romanos 14:13
Não julgueis uns aos outros
Tiago 4:11
Não faleis mal uns dos outros
Tiago 5:9
Não vos queixeis uns dos outros
Gálatas 5:14-15
Não vos mordais e devoreis uns aos outros
Gálatas 5:25-26
Não provoqueis (à inveja) uns aos outros
Gálatas 5:25-26
Não tenhais inveja uns dos outros
Colossenses 3:9-10
Não mintais uns outros

3 – Mandamentos com ênfase na edificação mútua:

1 Tessalonicenses 5:11
Edificai-vos uns outros
Colossenses 3:16
Instruí-vos e aconselhai-vos uns aos outros
1 Tessalonicenses 5:11
Encorajai uns aos outros
Hebreus 3:12-13
Exortai uns aos outros
Romanos 15:14
Admoestai-vos uns aos outros

4 – Mandamentos com ênfase no serviço mútuo:

Gálatas 5:13-14
Servi uns aos outros
Gálatas 6:2
Levai as cargas uns dos outros
1 Pedro 4:7
Sede hospitaleiros
Efésios 4:31-32
Sede benignos e compassivos uns com os outros
Tiago 5:16
Orai uns pelos outros

Que Deus abençoe a todos.

Alexandros Meimaridis

PS. Pedimos a todos os nossos leitores que puderem que “curtam” nossa página no Facebook através do seguinte link:


Desde já agradecemos a todos.

2 comentários:

  1. Muito bom vou aplicar em minha igreja esse estudo parabéns Deus abençoe

    ResponderExcluir
  2. Adorei ótimo estudo, vou aplicar na minha célula.
    Deus abençoe!

    ResponderExcluir