sexta-feira, 23 de agosto de 2013

Salmos 119:105—112 — O APEGO DO SALMISTA A DEUS E À SUA PALAVRA DIANTE DAS DIFICULDADES DA VIDA — Estudo 015



Esse artigo é parte da série "Exposição do Salmo 119" e é muito recomendável que o leitor procure conhecer todos os aspectos das verdades contidas nesse Salmo, com aplicações para os nossos dias. No final do artigo você encontrará um link para o estudo posterior

Exposição do Salmo 119 — A Excelência da Palavra de Deus  — 015

N. Exposição do Salmo 119:105—112 — O apego do Salmista a Deus e à Sua Palavra diante das dificuldades da vida.

A. Introdução
A décima quarta divisão de oito versículos do Salmo 119 inicia com a letra נ nun — que significa “peixe”. Esta letra era usada para indicar o numeral 50. Normalmente é transliterada como a letra “n” em português.

B. Nesta porção o Salmista vai falar da importância da palavra de Deus diante dos desafios da vida diária.

1. A Palavra de Deus como Lâmpada — verso 105.

a. Nos dias do Salmista não existia iluminação pública. Quando a pessoas saia de sua casa à noite precisava levar uma lâmpada consigo para evitar os perigos que a escuridão da noite escondia. A Palavra de Deus, como luz em meio a escuridão, é derivada desta observação.

b. Muitas vezes precisamos andar em meio a densas trevas. Cada pessoa precisa aprender a usar a Palavra de Deus de forma pessoal, prática e habitual —


Provérbios 6:23

Porque o mandamento é lâmpada, e a instrução, luz; e as repreensões da disciplina são o caminho da vida.

c. Um dos benefícios mais práticos da Palavra de Deus é a direção que nos oferece nas rotinas do dia a dia. Nós precisamos deixar nos guiar pelas instruções da Palavra de Deus. Felizes são todos aqueles que se apropriam da Palavra de Deus e a usam de forma prática como conselheira e fonte de consolação.

2.  O Salmista e seu apego à Palavra de Deus — verso 106.
a. Sabedor do valor da Palavra de Deus o Salmista se apega à mesma com todos os recursos disponíveis. Visando se forçar, pois não confia em si mesmo, ele assume um juramento de guardar os mandamentos do SENHOR.

b. O Salmista sabe que fazer o que é certo é sempre certo e que não existe nenhum mérito em se fazer o que se está obrigado a fazer. As pessoas inventam “autosacrifícios” visando agradar a Deus, mas o Salmista sabe que “obedecer é melhor do que o sacrificar —

1 Samuel 15:22

Porém Samuel disse: Tem, porventura, o SENHOR tanto prazer em holocaustos e sacrifícios quanto em que se obedeça à sua palavra? Eis que o obedecer é melhor do que o sacrificar, e o atender, melhor do que a gordura de carneiros.

c. Nosso apego à Palavra de Deus deve existir porque amamos a Deus e Sua Palavra. Nosso apego à Palavra de Deus deve ser como os votos que fazemos no casamento: nós fazemos os votos porque amamos a outra pessoa.

3. O Salmista diante das dificuldades da vida – versos 107—108.

a. Verso 107 — O fato de sermos servos de Deus não nos guarda de enfrentarmos dificuldades, pelo contrário, o fato de sermos servos de Deus é garantia absoluta de que iremos enfrentar problemas. Hoje em dia, todavia, existe uma tendência de se promover uma “religião cor de rosa” que é norteada por frases de efeito do tipo:

i. “Pare de sofrer!” ou “Um milagre espera por você”.

ii. “Venha você também receber o seu milagre e ser feliz”. E etc.

b. O Salmista entendia que quanto mais obediente fosse à palavra de Deus tanto mais afligido seria. Por este motivo ele implora que Deus o vivifique!

i. A vivificação divina é o melhor remédio contra as aflições da vida. O Deus Vivo é o único capaz de vivificar o ser humano.

ii. O Salmista pede para Deus agir de acordo com as promessas feitas e não de acordo com os sentimentos que ele estava experimentando.

b. Verso 108 — O Salmista reconhece o valor do louvor e o valor da proclamação da verdade Divina. Isso está perfeitamente alinhado com a orientação que o autor de Hebreus nos dá e que diz: “Por meio de Jesus, pois, ofereçamos a Deus, sempre, sacrifício de louvor, que é o fruto de lábios que confessam o seu nome – Hebreus 13:15.

c. O Apóstolo Pedro nos exorta dizendo: ”Vós, porém, sois raça eleita, sacerdócio real, nação santa, povo de propriedade exclusiva de Deus, a fim de proclamardes as virtudes daquele que vos chamou das trevas para a sua maravilhosa luz — 1 Pedro 2:9.

4. O Salmista e os perigos inventados pelos inimigos — versos 109—110.

a. Verso 109 — Esse versículo é tanto mais verdadeiro se o autor do Salmo 119 for o rei Davi. Houve épocas na vida de Davi em que ele vivia fugindo e se escondendo de caverna em caverna. Não tinha sossego nem de noite nem de dia.

Todavia o Salmista não deixava as dificuldades servirem de justificativa para desobedecer aos mandamentos do Senhor. A vivificação do verso 107 e o ensino do verso 108 serviam para mantê-lo firme na lembrança da lei de Deus.

b. Verso 110 — A vida espiritual está cheia de perigos. Não é, sob nenhum aspecto, uma vida fácil. Espíritos malignos e homens malignos não irão sossegar enquanto não destruírem nossas vidas. Somos alvos permanentemente marcados para sermos destruídos. Como é que o Salmista conseguia vencer estas dificuldades?

1. Ele mantinha seus olhos abertos aos perigos tendo sua mente e seus pés iluminados pela Palavra de Deus. Mantinha-se perto de Deus.

2. Não se desviava do caminho do Senhor porque buscava instrução, orientação e vivificação da parte de Deus e encontrava o que estava buscando.

c. O Salmista tinha a Palavra de Deus como sua herança — verso 111.

Conhecer os ensinamentos, descansar nas promessas e praticar os mandamentos: em tudo que estava relacionado à Palavra de Deus, era onde o Salmista encontrava verdadeiro prazer. Nós temos uma herança eterna, imarcescível e fazemos bem em nos apegar a ela com todas as nossas forças — ver

1 Pedro 1:3—4

3 Bendito o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, que, segundo a sua muita misericórdia, nos regenerou para uma viva esperança, mediante a ressurreição de Jesus Cristo dentre os mortos,

4 para uma herança incorruptível, sem mácula, imarcescível, reservada nos céus para vós outros.

d. O Salmista e a inclinação permanente do seu coração — verso 112.

i. Os fatos de o Salmista ter a Palavra de Deus como lâmpada — v. 105 — de se apegar firmemente à Palavra de Deus — v. 106 — de ser vivificado por Deus — v. 107 e de ser ensinado por Deus (v. 108) faziam com que ele se inclinasse a obedecer aos mandamentos do SENHOR até ao fim da vida!

ii. O Salmista estava inclinado a praticar os mandamentos de Deus enquanto outros estão dispostos apenas a falar acerca dos mandamentos de Deus.

iii. O Salmista estava inclinado a praticar os estatutos do Senhor enquanto outros estão dispostos apenas a praticar certos rituais.

iv. O Salmista estava inclinado a obedecer sempre enquanto outros estão dispostos a obedecer, somente, de vez em quando.

v. O Salmista estava inclinado a se relacionar com Deus aqui e por toda a eternidade enquanto outros buscam apenas uma religião temporária.

Conclusão:

1. Como o Salmista, nós precisamos ter a Palavra de Deus como lâmpada — v. 105 — precisamos nos apegar firmemente à Palavra de Deus — v. 106 — precisamos ser vivificado por Deus — v. 107 —e precisamos ser ensinado por Deus — v. 108. Quando buscamos, encontramos —

Mateus 7:7

Pedi, e dar-se-vos-á; buscai e achareis; batei, e abrir-se-vos-á.

2. Diante das armadilhas que os inimigos nos preparam nossa resposta deve ser um apego cada vez maior ao SENHOR e à Sua Palavra. O profeta Isaías diz que: Os que esperam no SENHOR renovam as suas forças, sobem com asas como águias, correm e não se cansam, caminham e não se fatigam – Isaías 40:31. Temos que aprender a esperar com firmeza no SENHOR.

3. Temos que entender que nosso relacionamento com Deus não é apenas um relacionamento de conveniências nem um relacionamento temporário. É sim um relacionamento que se inicia aqui e irá se estender por toda a eternidade —

João 17:3

E a vida eterna é esta: que te conheçam a ti, o único Deus verdadeiro, e a Jesus Cristo, a quem enviaste.



OUTROS ESTUDOS NA SÉRIE DO SALMO 119

001 — Estudo Introdutório — A Excelência da Palavra de Deus =

002 — Salmos 119:1—8 — Os Bem Aventurados =

003 — Salmos 119:9—16 — A Importância da Palavra de Deus para os Jovens

004 — Salmos 119:17—24 — A Importância da Palavra de Deus para os Seus Servos

005 — Salmos 119:25—32 — A Confiança do Salmista em Deus e em Sua Palavra

006 — Salmos 119:33—40 — Completa Dependência de Deus e Sua palavra

007 — Salmos 119:41—48 — Servindo Deus Nos Termos de Deus

008 — Salmos 119:49—56 — Encontrando Conforto na Palavra de Deus de Deus

009 — Salmos 119:57—64 — Encontrando Plena Satisfação Apenas em Deus

010 — Salmos 119:65—72 — A Bondade de Deus

011 — Salmos 119:73—80 — A Experiência Pessoal do Salmista com a Palavra de Deus

012 — Salmos 119:81—88 — A esperança baseada em Deus e na Palavra de Deus, nas horas de maior angústia

013 — Salmos 119:89—96 — A Fidelidade de Deus Manifestada em Sua Palavra e Por Meio da Criação

014 — Salmos 119:97—104 — Os inúmeros benefícios derivados da leitura e do estudo da Palavra de Deus.

015 — Salmos 119:105—112 — O apego do Salmista a Deus e à Sua Palavra diante das dificuldades da vida.

016 — Salmos 119:113—120 — O Salmista e a Vida íntegra Diante de Deus.

017 — Salmos 119:121—128 — O Salmista e sua Luta por Justiça com o reconhecimento implícito de que Deus é o único, verdadeiro e definitivo Juiz dos seres humanos.

018 — Salmos 119:129—136 — O Salmista reconhece excelência da Palavra de Deus, ao mesmo tempo em que deplora o fato de que “os homens não guardam a Tua Lei”

019 — Salmos 119:137—144 — Deus, Sua Justiça, Sua Palavra e o Salmista

020 — Salmos 119:145—153 — Uma Lição Objetiva Acerca do Ato de Orar

021 — Salmos 119:153—160 — O contraste entre o Salmista que busca a Deus com intensidade cada vez maior e os ímpios que desprezam a Deus

022 — Salmos 119:161—168 — VERDADEIRA PAZ E SEGURANÇA SÓ EXISTEM EM DEUS

023 — Salmos 119:169—176 — A NECESSIDADE DEFINITIVA QUE TEMOS DE CONFIAR EXCLUSIVAMENTE EM DEUS
Que Deus abençoe a todos.

Alexandros Meimaridis

PS. Pedimos a todos os nossos leitores que puderem que “curtam” nossa página no Facebook através do seguinte link:


Desde já agradecemos a todos.

Um comentário: