terça-feira, 1 de setembro de 2015

O RELÓGIO MUNDIAL – SETEMBRO DE 2015 – O RELÓGIO DA TERRA


O Relógio Mundial é uma fermenta poderosa contendo informações importantes para todos os crentes verdadeiros que estão interessados e promover e defender a vida humana.

Um dos aspectos do Relógio Mundial tem a ver com ELEMENTOS RELACIONADOS AO PLANETA TERRA

Alguns números coletados em 01 de Setembro de 2015, e referentes ao período de 1 de janeiro até 01 de setembro de 2015 às 10:300 horas no horário de Brasília.

O RELÓGIO DA TERRA

1. POPULAÇÃO MUNDIAL TOTAL = 7.234.642.000

2. AUMENTO DA POPULAÇÃO EM 2015 = 51.360.031

3. INCIDÊNCIA DE MÁ NUTRIÇÃO = 35.975.040

4. INFECTADOS COM O VÍRUS HIV/AIDS = 2.866.372

5. INCIDÊNCIA DE CÂNCER = 6.194.900

6. TEMPERATURA GLOBAL = 14.6866699725

7. EMISSÃO SE CO2 EM TONELADAS = 18.331.451.216

8. ESPÉCIES EXTINTAS = 17.998

9. FLORESTAS DESTRUÍDAS EM HECTARES = 8.656.777

10. FLORESTAS REPLANTADAS EM HECTARES = 3.779.610

11. DESERTIFICAÇÃO EM HECTARES = 3.999.589

12. LIXO NUCLEAR EM TONELADAS= 35.996

13. RESERVAS ESTIMADAS DE PETRÓLEO EM BARRIS = 1.063.733.318.282

14. DIAS REMANESCENTES PARA ESGOTAR RESERVAS DE PETRÓLEO = 12.824 dias ou 35,132 anos

Veja números sempre atualizados sobre esse tema em:



Para eu, que escolhi a vida e procuro promover a vida e vida em abundância, as informações do relógio mundial são uma excelente ferramenta como pregador e escritor.
O RELÓGIO MUNDIAL pode ser acessado através desse link:


Grande Abraço e que Deus possa abençoar a todos.

Alexandros Meimaridis

PS. Pedimos a todos os nossos leitores que puderem que “curtam” nossa página no Facebook através do seguinte link:


Desde já agradecemos a todos.

segunda-feira, 31 de agosto de 2015

ATOS 4:32-37 - ATOS DOS APÓSTOLOS SERMÃO 019 – A IGREJA VIVE EM COMUNHÃO


Esse material é parte de uma série de mensagens pregadas no Livro dos Atos dos Apóstolos. As mensagens cobrem todos os 28 capítulos do Livro de Atos e no final de cada mensagem, você poderá encontrar links para outras mensagens.


Introdução

A. Em Atos 4:31 nós somos informados que os discípulos foram, outra vez, enchidos com o Espírito Santo. Ver Atos 2:4; 3:8. Essa realidade nos ensina duas verdades. Uma declarada e outra oculta.

1. A declarada é que o ato de ser enchido com o Espírito Santo é algo que pode ser repetido, sem limite de vezes. De fato somos ordenados a nos enchermos com o Espírito Santo como um ato contínuo em nossas vidas —

Efésios 5:18—20

18 E não vos embriagueis com vinho, no qual há dissolução, mas enchei-vos do Espírito,

19 falando entre vós com salmos, entoando e louvando de coração ao Senhor com hinos e cânticos espirituais,

20 dando sempre graças por tudo a nosso Deus e Pai, em nome de nosso Senhor Jesus Cristo.

2. O que está oculto, é que a promessa de Jesus quanto ao futuro e, quase imediato, “Batismo com o Espírito Santo” — conforme Atos 1:5 — se aconteceu em Atos 2 não foi notado pelos apóstolos ou, pelo menos, não foi reportado para Lucas.

B. O Enchimento com o Espírito Santo nos ensina ainda que esse ato da parte de Deus a nosso favor visa, fundamentalmente, nos capacitar a manifestar, através de alguma forma de expressão verbal, as verdades acerca de Jesus Cristo e da Salvação oferecida pela graça de Deus.

Atos 1:4

Todos ficaram cheios do Espírito Santo e passaram a falar em outras línguas, segundo o Espírito lhes concedia que falassem.

Atos 4:8

Então, Pedro, cheio do Espírito Santo, lhes disse: Autoridades do povo e anciãos.

Atos 4:31

Tendo eles orado, tremeu o lugar onde estavam reunidos; todos ficaram cheios do Espírito Santo e, com intrepidez, anunciavam a palavra de Deus.

C. Tudo isso refletia um realidade maravilhosa que se manifestava em uma profunda comunhão de coração e alma entre todos os que creram. Essa é a unidade criada pelo Espírito Santo. Unidade acerca da qual somos exortados a nos esforçar por preservar —

Efésios 4:1—6

1 Rogo-vos, pois, eu, o prisioneiro no Senhor, que andeis de modo digno da vocação a que fostes chamados,

2 com toda a humildade e mansidão, com longanimidade, suportando-vos uns aos outros em amor,

3 esforçando-vos diligentemente por preservar a unidade do Espírito no vínculo da paz;

4 há somente um corpo e um Espírito, como também fostes chamados numa só esperança da vossa vocação;

5 há um só Senhor, uma só fé, um só batismo;

6 um só Deus e Pai de todos, o qual é sobre todos, age por meio de todos e está em todos.

D. Hoje queremos concentrar nossa atenção nessa gloriosa verdade da unidade cristã.

A IGREJA VIVENDO EM PLENA COMUNHÃO UNS COM OUTROS

I. Um Atitude Radical em Oposição a Como o Mundo Entende as Coisas

A. Pouco importa de que lado nos encontremos na grande divisão humana criada pela disputa entre Capitalismo e Comunismo.   
B. O fato é que as duas são MATERIALISTAS ao extremo. Uma alega que Deus não existe e a outra alega que crê em Deus. Mas no fundo creem apenas em uma coisa: no poder do dinheiro e no acúmulo de bens materiais. 
C. As coisas não eram muito diferentes no mundo no qual estava inserida a Igreja Primitiva. Mas os cristãos daqueles dias assumiram uma posição corajosa e radical quanto ao relacionamento humano no que diz respeito aos bens materiais. 
Atos 2:44 
Todos os que creram estavam juntos e tinham tudo em comum. 
Atos 4:32 
Ninguém considerava exclusivamente sua nem uma das coisas que possuía; tudo, porém, lhes era comum. 
D. Isso não quer dizer que os cristãos primitivos implementaram alguma forma de comunismo ou de vida comunitária onde cada um abria mão de todos os seus bens. Não, pois, não é difícil perceber que os bens continuavam em posse de seus possuidores — 
Atos 4:36—37 
36 José, a quem os apóstolos deram o sobrenome de Barnabé, que quer dizer filho de exortação, levita, natural de Chipre, 
37 como tivesse um campo, vendendo-o, trouxe o preço e o depositou aos pés dos apóstolos. 
Atos 5:1 
Entretanto, certo homem, chamado Ananias, com sua mulher Safira, vendeu uma propriedade. 
E. O que os versos acima nos ensinam é que a atitude do coração dos cristãos primitivos mudou, de modo radical, no que diz respeito à atitude quanto ao relacionamento que mantinham com seus bens materiais. Para eles, seus bens materiais, estavam disponíveis para ajudar irmãos e irmãs que, por ventura, precisassem de ajuda.

II. A Atitude Radical de Dispor de Bens Para Ajudar os Necessitados

A. Note a semelhança das palavras de Atos 2:45 com as que encontramos aqui em 4:34b—35. 
B. Conforme já tivemos a oportunidade de comentar, quando analisamos Atos 2:42—47: 
1. Nunca existiu no seio da Igreja Primitiva nenhuma obrigatoriedade dos membros venderem seus bens para alcançar quaisquer fins. 
2. Nas duas situações narradas em Atos 2 e 4 não é difícil perceber que toda venda de bens materiais era voluntária e esporádica, pois visava atender irmãos necessitados, à medida que essas necessidades surgiam. 

III. A Atitude Radical que Ilustra Bem o Princípio de Proporcionalidade 
A. Na antiga aliança, Deus havia feito certas provisões para garantir a manutenção da tribo de Levi, pois eles não iriam receber herança entre os outros filhos de Israel — 
Deuteronômio 10:9 
Pelo que Levi não tem parte nem herança com seus irmãos; o SENHOR é a sua herança, como o SENHOR, teu Deus, lhe tem prometido. 
Deuteronômio 18:2. 
Pelo que não terão herança no meio de seus irmãos; o SENHOR é a sua herança, como lhes tem dito. 
B. Esse era um dos motivos porque era necessário recolher o dízimo das outras tribos: garantir a manutenção do Levitas. Mas o recolhimento dos dízimos envolvia inúmeras regras que a maioria dos pastores modernos desconhece ou prefere fingir que não conhece. Vamos citar alguns exemplos: 
Levítico 27:32 
No tocante às dízimas do gado e do rebanho, de tudo o que passar debaixo do bordão do pastor, o dízimo será santo ao SENHOR. 
1. Isso quer dizer que se um indivíduo possuía 10 ovelhas uma era oferecida ao Senhor. Se o indivíduo possuía 19 ovelhas, ele também contribuía uma ovelha apenas e não 1,9 como gostam de ensinar muitos pastores em nossos dias. 
Deuteronômio 14:22 
Certamente, darás os dízimos de todo o fruto das tuas sementes, que ano após ano se recolher do campo. 
Mas, Deuteronômio 14:28—29 diz — 
Ao fim de cada três anos, tirarás todos os dízimos do fruto do terceiro ano e os recolherás na tua cidade. Então, virão o levita —pois não tem parte nem herança contigo —, o estrangeiro, o órfão e a viúva que estão dentro da tua cidade, e comerão, e se fartarão, para que o SENHOR, teu Deus, te abençoe em todas as obras que as tuas mãos fizerem. 
2. Isso quer dizer que a cada três anos não se recolhia nenhum dízimo no tabernáculo nem no templo, mas o mesmo era estocado na própria cidade para a manutenção dos levitas, dos estrangeiros, dos órfãos e das viúvas! 
C. Nos dias do Novo Testamento não temos mais levitas para serem sustentados e todo esse complexo sistema representado por diversos tipos de ofertas —
Deuteronômio 12:6 
A esse lugar fareis chegar os vossos holocaustos, e os vossos sacrifícios, e os vossos dízimos, e a oferta das vossas mãos, e as ofertas votivas, e as ofertas voluntárias, e os primogênitos das vossas vacas e das vossas ovelhas.
foi abolido. 
D. Mas como podemos ver em Atos 2 e 4 necessidades continuavam a existir, o que nos ensina que nosso compromisso em contribuir com a obra de Deus permanece. Nos dias da Igreja Primitiva, Lucas nos informa que “nenhum necessitado havia entre eles”. Essa é uma realidade especial que precisamos reaprender. 
E. Não estamos mais debaixo da Antiga Aliança com seu complexo sistema de contribuição, mas ainda estamos sob a obrigação de contribuir. 
A contribuição nos dias do Novo Testamento como podemos observar aqui: é PROPORCIONAL. Quem pode mais deve contribuir com mais e quem pode menos deve contribuir com menos, mas todos devem contribuir — 
2 Coríntios 8:11—15 
11 Completai, agora, a obra começada, para que, assim como revelastes prontidão no querer, assim a leveis a termo, segundo as vossas posses. 
12 Porque, se há boa vontade, será aceita conforme o que o homem tem e não segundo o que ele não tem. 
13 Porque não é para que os outros tenham alívio, e vós, sobrecarga; mas para que haja igualdade, 
14 suprindo a vossa abundância, no presente, a falta daqueles, de modo que a abundância daqueles venha a suprir a vossa falta, e, assim, haja igualdade. 
15 como está escrito: O que muito colheu não teve demais; e o que pouco, não teve falta. 
2 Coríntios 9:7. 
Cada um contribua segundo tiver proposto no coração, não com tristeza ou por necessidade; porque Deus ama a quem dá com alegria. 
F. A igreja do século XXI precisa contribuir: 
1. Para socorrer irmãos que estejam necessitados. 
2. Para a manutenção do trabalho de Deus — Aluguel e tudo o mais que for necessário para o bom funcionamento do trabalho. 
3. Sustento pastoral — 
1 Coríntios 9:1—14 
1 Não sou eu, porventura, livre? Não sou apóstolo? Não vi Jesus, nosso Senhor? Acaso, não sois fruto do meu trabalho no Senhor? 
2 Se não sou apóstolo para outrem, certamente, o sou para vós outros; porque vós sois o selo do meu apostolado no Senhor. 
3 A minha defesa perante os que me interpelam é esta: 
4 não temos nós o direito de comer e beber? 
5 E também o de fazer-nos acompanhar de uma mulher irmã, como fazem os demais apóstolos, e os irmãos do Senhor, e Cefas? 
6 Ou somente eu e Barnabé não temos direito de deixar de trabalhar? 
7 Quem jamais vai à guerra à sua própria custa? Quem planta a vinha e não come do seu fruto? Ou quem apascenta um rebanho e não se alimenta do leite do rebanho? 
8 Porventura, falo isto como homem ou não o diz também a lei? 
9 Porque na lei de Moisés está escrito: Não atarás a boca ao boi, quando pisa o trigo. Acaso, é com bois que Deus se preocupa?
10 Ou é, seguramente, por nós que ele o diz? Certo que é por nós que está escrito; pois o que lavra cumpre fazê-lo com esperança; o que pisa o trigo faça-o na esperança de receber a parte que lhe é devida. 
11 Se nós vos semeamos as coisas espirituais, será muito recolhermos de vós bens materiais? 
12 Se outros participam desse direito sobre vós, não o temos nós em maior medida? Entretanto, não usamos desse direito; antes, suportamos tudo, para não criarmos qualquer obstáculo ao evangelho de Cristo. 
13 Não sabeis vós que os que prestam serviços sagrados do próprio templo se alimentam? E quem serve ao altar do altar tira o seu sustento? 
14 Assim ordenou também o Senhor aos que pregam o evangelho que vivam do evangelho; 
15 eu, porém, não me tenho servido de nenhuma destas coisas e não escrevo isto para que assim se faça comigo; porque melhor me fora morrer, antes que alguém me anule esta glória. 
1 Timóteo 5:17—18 
17 Devem ser considerados merecedores de dobrados honorários os presbíteros que presidem bem, com especialidade os que se afadigam na palavra e no ensino. 
18 Pois a Escritura declara: Não amordaces o boi, quando pisa o trigo. E ainda: O trabalhador é digno do seu salário. 
4. Sustento de missionários.
Conclusão:

A. A união cristã é algo maravilhoso criado pelo Espírito Santo de Deus e deve servir para:

1. Trazer glória para o nome de Deus.

2. Engrandecer o nome do Senhor Jesus Cristo.

3. Servir de testemunho do poder do Espírito Santo em nossas vidas.

a. Por todos esses motivos somos desafiados a nos empenhar em preservar a unidade criada pelo Espírito Santo de Deus.

b. Mas hoje em dia, para nossa vergonha, a Igreja está fragmentada em milhares de pedaços. 

E por que?

3.Por causa de falsos ensinamentos.

4. Por causa da arrogância e do orgulho humano que não querem se submeter ao ensino das Escrituras.

5. Porque muitos acham que atingiram um nível de espiritualidade que os torna superiores ou melhores do que os outros cristãos. Esses envenenam outros com suas mentiras e causam apenas mais dor e divisão na igreja que deve se esforçar por preservar a unidade que foi criada pelo Espírito Santo.

6. Ele — o Espírito Santo é  mesmo Deus da História  — citado no verso 28.

B. Recentemente li o seguinte:

Acho que temos corações mais duros que o ferro, se não deixarmos nos mover por essa narrativa do livro de Atos. Naqueles dias os irmão contribuíam de forma abundante dos próprios bens que possuíam. Em nossos dias nós estamos contentes não apenas em reter, de forma ciumenta, o que nos pertence, mas também em roubar o que pertence a outros... Naqueles dias nossos irmãos vendiam suas propriedades; nos nossos dias reina a cobiça de comprar e comprar, ajuntar e ajuntar mais ainda. Naqueles dias o amor fez da propriedade de cada indivíduo, um bem comum para atender aos necessitados; nos nossos dias a inumanidade de muitos é tal, que reclamam do direito que os pobres têm de existir sobre a terra, da água que consomem, do ar que respiram e do céu que contemplam.

C.As palavras acima foram escritas por João Calvino, o Reformador de Genebra, em seu comentário ao texto de Atos 4:32. Imagine o que ele não escreveria se estivesse vivo hoje em dia.

1. Pitágoras, o matemático grego que inferniza a vida dos nossos alunos do ensino médio, tinha uma comunidade na qual seus seguidores desfrutavam de tudo em comum. Ele costumava dizer “entre irmãos tudo deve ser comum.1  
  
2. Flávio Josefo escreveu que os Essênios viviam uma vida comum muito parecida com a da comunidade pitagórica.

3. Mas os cristãos da Igreja Primitiva não tinham nada para aprender nem com os seguidores de Pitágoras e muito menos com os Essênios da Comunidade de Qumram.

4. Eles apenas refletiam o que haviam sido ensinados pelo Antigo testamento, que era a Bíblia daqueles dias:

Deuteronômio 15:4

Para que entre ti não haja pobre; pois o SENHOR, teu Deus, te abençoará abundantemente na terra que te dá por herança, para a possuíres.

Que Deus, o Deus Criador, o Deus Todo Poderoso, o Deus ETERNO, o Pai de misericórdia e de toda consolação, nos ajude a:

5. Cuidar uns dos outros como devemos conforme lemos em:.

1 Pedro 1:22

Tendo purificado a vossa alma, pela vossa obediência à verdade, tendo em vista o amor fraternal não fingido, amai-vos, de coração, uns aos outros ardentemente.

Ardentemente quer dizer: seriamente, fervorosamente, intensamente.

6. Cuidemos uns dos outros.

7. Vamos investir no Reino de Deus, pois não sabemos quando o será o fim.

Amém.

OUTRAS MENSAGENS DO LIVRO DOS ATOS DOS APÓSTOLOS

SERMÃO 001 — INTRODUÇÃO AO LIVRO DOS ATOS DOS APÓSTOLOS — Lucas 1:1—4 e Atos 1:1—2

SERMÃO 002 — INTRODUÇÃO AO LIVRO DOS ATOS DOS APÓSTOLOS — PARTE 2 — Lucas 1:1—4 e Atos 1:1—2

SERMÃO 003 — A TRANSIÇÃO DO VOLUME ANTERIOR — Atos 1:1—5

SERMÃO 004 — A NOVA DIREÇÃO EXPLICADA — Atos 1:6—8

SERMÃO 005 — A ASCENSÃO DE JESUS — Atos 1:9—11

SERMÃO 006 — PERSEVERANDO UNÂNIMES — Atos 1:12—26

SERMÃO 007 — O DIA DO PENTECOSTES – PARTE 001 — Atos 2:1—4

SERMÃO 008 — O DIA DO PENTECOSTES – PARTE 002 — Atos 2:5—15

SERMÃO 009 — A PROFECIA DE JOEL — Atos 2:14—21

SERMÃO 010 — O PRIMEIRO SERMÃO — Atos 2:22—41

SERMÃO 011 — A VIDA DOS PRIMEIROS CRISTÃOS — Atos 2:42—47

SERMÃO 012 — A VIDA DOS PRIMEIROS CRISTÃOS — Atos 2:42—47 — PARTE 002

SERMÃO 013 — A CURA DE UM PARALÍTICO DE NASCENÇA — Atos 3:1—10

SERMÃO 014 — A EXALTAÇÃO DE JESUS E A CONDENAÇÃO DOS HOMENS — Atos 3:11—21

SERMÃO 015 — SALVAÇÃO E REFRIGÉRIO: BÊNÇÃOS DAS DUAS VINDAS DE JESUS— Atos 3:17—21

SERMÃO 016 — JESUS CUMPRE AS PROFECIAS DO ANTIGO TESTAMENTO — Atos 3:22—26

SERMÃO 017 — INÍCIO DAS PERSEGUIÇÕES — Atos 4:1—22

SERMÃO 018 — A IGREJA ORA EM COMUNHÃO — Atos 4:23—31

SERMÃO 019 — A IGREJA VIVE EM COMUNHÃO — Atos 4:32—37


Que Deus abençoe a todos.

Alexandros Meimaridis

PS. Pedimos a todos os nossos leitores que puderem que “curtam” nossa página no Facebook através do seguinte link:


Desde já agradecemos a todos.         

domingo, 30 de agosto de 2015

JESUS E AS MULHERES SERMÃO 006 – JESUS E A MULHER SMARITANA — PARTE 3



Jesus e as mulheres é um tema importante dentro do contexto do Novo Testamento. As denominações históricas aos poucos vão se libertando de seus próprios preconceitos, ao passo que nas denominações evangélicas, em muitos casos, os homens abriram mão completamente de suas responsabilidades a favor das mulheres, o que tem proporcionado uma verdadeira inundação de bobagens sem fim. Nossa série de estudos procura entender o papel da mulher como visto e como foram tratadas pelo Senhor Jesus. Para isso convidamos todos os leitores a fazerem uma análise desapaixonada do material da mesma.

Texto: João 4:10—13
Introdução.

A. Para a mulher Samaritana, bem como para o povo samaritano em Geral, o maior dom de Deus para eles estava representado na Torá ou nos cinco livros — Pentateuco — que Deus havia concedido a Moisés. 
B. Até os dias de hoje, os samaritanos não aceitam, como parte das Escrituras inspiradas, nada que vá além de: Gênesis, Êxodo, Levítico, Números e Deuteronômio. 
C. Todas as grandes religiões do mundo — religiões e não a fé cristã — têm como seu objeto maior, o que eles consideram suas Escrituras Sagradas: 
1. Para o judaísmo é o TANAK escrito em hebraico e aramaico — composto dos livros de Moisés, dos profetas e dos outros escritos — 


TANAK. 

2. Para os samaritanos é o Pentateuco Samaritano escrito em hebraico — 


Pentateuco Samaritano.

3. Para o hinduísmo são os vedas escritos em Sânscrito — 

Os Vedas. 

4. Para os islamitas é o Alcorão, escrito em arábico — 


Alcorão. 
C. Para todas essas religiões e muitas outras, o maior dom que um deus pode conceder aos seus devotos é um livro.   
D. Mas a fé cristã, andando na contramão de tudo isso, toma como verdadeiras as palavras de 
Isaías 42:6 
Eu, o SENHOR, te chamei em justiça, tomar-te-ei pela mão, e te guardarei, e te farei mediador da aliança com o povo e luz para os gentios.

E. Como podemos notar nesse verso: o ato de chamar, de tomar pela mão, de tornar mediador tanto da aliança como a luz para os gentios, não se trata de um livro e sim de uma pessoa. O supremo dom do único Deus verdadeiro para seu povo não é o Novo Testamento, nem mesmo a Bíblia inteira, e sim, a pessoa do Seu amado Filho: o Senhor Jesus Cristo. Esse é o verdadeiro motivo porque Jesus disse em — 
João 14:6 
Eu sou o caminho, e a verdade, e a vida; ninguém vem ao Pai senão por mim.    

F. Na mensagem anterior tivemos a oportunidade de falar acerca da primeira surpresa da mulher samaritana, que estava relacionada com o fato dela ter sido surpreendida pelo autoesvaziamento intencional de Cristo, que sendo um homem e, ainda por cima judeu, se esvaziou de toda a arrogância e orgulho dos homens judeus e não apena lhe dirigiu a palavra, como lhe pediu ajuda ao solicitar que a mesma lhe desse um pouco de água de beber. Algo realmente impensável diante de tudo que já falamos antes.

G. Hoje queremos falar da segunda grande surpresa para aquela mulher que foi descobrir que o dom de Deus não é um livro e sim uma pessoa — com a qual nós podemos nos relacionar, podemos amar e sermos amados de volta!   

A SURPRESA QUE O DOM DE DEUS É UMA PESSOA E NÃO UM LIVRO

I. A Revelação de Deus Para o Profeta Jeremias. 
A. Deus se revelou ao profeta Jeremias como a “água viva” que o povo havia substituído por cisternas rotas, que não podiam reter água: 
Jeremias 2:13 
Porque dois males cometeu o meu povo: a mim me deixaram, o manancial de águas vivas, e cavaram cisternas, cisternas rotas, que não retêm as águas. 
B. Note como a queixa de Deus é pessoal: a mim me deixaram, o manancial de águas vivas. Isso acontece porque a fé cristã é uma fé de relacionamentos e não uma fé de coisas que precisamos fazer.

C. Nesse contexto, dialogando com a mulher samaritana, Jesus retoma a linguagem de Jeremias e traz a mesma para dentro da conversa que está tendo com essa mulher estrangeira.

II. O Verdadeiro Dom de Deus.

A. Jesus é Deus e como tal, Ele é também, manancial de águas vivas — verso 10. 
B. A mulher se surpreende com a afirmação de Jesus por motivos óbvios — verso 11. 
1. Primeiro porque Jesus lhe tinha pedido, se ela poderia lhe dar um pouco da água do poço de Jacó 
2. Depois, era bastante óbvio para a mulher que Jesus não tinha o que era necessário para tirar a água do poço, e o mesmo era fundo. 
3. Por fim, a expressão τὸ ὕδωρ τὸ ζῶν tò údon tò zôn — “a água viva” é uma expressão que corresponde, tanto no Antigo Testamento, quanto no Novo Testamento, a alguma fonte de água corrente ou “viva”. A surpresa da mulher não poderia ser maior! Do que esse homem está falando? 
4. A mulher prossegue agora com seu discurso nacionalista, ao contrário de Jesus que havia deixado de lado todo e qualquer nacionalismo judaico. A mulher apela inclusive para uma comparação grandiosa: você é maior do que o nosso pai Jacó? 
5. Em outras palavras a mulher quer deixar bem claro que aquele poço foi dado para os Samaritanos pelo próprio Jacó e não para os Judeus. Apesar de surpresa ela está definitivamente no ataque — verso 12. 
6. Mas Jesus não se deixa abater. Ela pode estar no ataque, mas é ele quem está no controle de toda a situação. Qualquer judeu teria respondido a mulher com as seguintes palavras: “Sua maldita e endemoninhada samaritana, que direito você tem de reivindicar Jacó como seu pai? Nós sabemos quem vocês são. Uma raça de gente misturada com povos trazidos de outros lugares quando o reino de Israel foi destruído no ano 722 a.C. Você não tem nenhum direito de reivindicar Jacó como seu pai”.

III. Jesus Faz Outra Afirmação Provocadora.

A. João 4:13 
Afirmou-lhe Jesus: Quem beber desta água tornará a ter sede. 
B. É óbvio que Jesus está, agora, se referindo à água do poço de Jacó. 
C. A mulher ainda não havia conseguido conectar ou entender que a “água viva” não era uma fonte ou um rio e sim a própria pessoa que estava ali falando com ela. 
D. Mais e maiores surpresas aguardam essa mulher samaritana, quando dermos andamento nesse diálogo na próxima mensagem.
Conclusão:

A. Como cristãos devemos ser gratos a Deus por nos ter concedido o privilégio de termos sua Palavra Escrita a nosso dispor. Trata-se realmente de algo maravilhoso e grandioso. 


Bíblia.

B. Mas como já dissemos aqui, e mais de uma vez, o melhor que Deus tinha para nos dar ele já nós deu na Pessoa de seu próprio Filho Unigênito, o Senhor Jesus Cristo. Portanto, trata-se de uma grande bobagem, a frase tantas vezes repetidas por tanto pregadores, inclusive alguns muito famosos que “o melhor ainda está por vir”. Isso não passa mesmo de uma grande bobagem e uma gigantesca mentira.

C. O melhor de Deus é Seu Filho Jesus e Ele já nos foi dado. Essa é a lógica por traz da afirmação de Paulo em

Romanos 8:32

Aquele que não poupou o seu próprio Filho, antes, por todos nós o entregou, porventura, não nos dará graciosamente com ele todas as coisas?

D. Portanto, deixemos as bobagens de lado e nos apeguemos com toda firmeza no melhor que Deus tem para nós: O SENHOR JESUS CRISTO.


OUTRAS MENSAGENS ACERCA DE JESUS E AS MULHERES

001 — INTRODUÇÃO AO TEMA

002 — JESUS E SUAS DISCÍPULAS

003 — JESUS PREGAVA TANTO PARA HOMENS COMO PARA MULHERES

004 — JESUS E MULHER SAMARITANA — PARTE 001

005 — JESUS E MULHER SAMARITANA — PARTE 002

006 — JESUS E MULHER SAMARITANA — PARTE 003
  

Que Deus abençoe a todos. 

Alexandros Meimaridis


PS. Pedimos a todos os nossos leitores que puderem que “curtam” nossa página no Facebook através do seguinte link:



Desde já agradecemos a todos.