sexta-feira, 30 de dezembro de 2016

SERMÃO PARA O ANO NOVO 2017


Resultado de imagem para ano novo 2017

EFICIÊNCIA SEGUNDO DEUS

Vários textos

Introdução

A. Mais um final de ano se aproxima. Queiramos ou não, nesses dias, de uma ou de outra maneira avaliamos o ano que passou e começamos a fazer planos para o ano que desponta no horizonte.

B. Nesse processo, na maioria das vezes não percebemos, que nossa avaliação do que passou é feita pelo padrão estabelecido pelo mundo e pela cultura ao nosso redor. A grande maioria de nós não consegue perceber quão pervasivas são as ideias do mundo.

C. O padrão do mundo para avaliar, praticamente tudo, é chamado de eficiência. Tudo é analisado e avaliado a partir dessa perspectiva: quão eficientes a pessoa ou os processos envolvidos foram.

D. Por eficiência o mundo entende o seguinte: a capacidade de realizar tarefas ou trabalhos de modo eficaz e com o mínimo de desperdício; produtividade. O desperdício referido pode tratar de várias coisas, mas pode ser resumido a um único elemento: tempo.

E. Nas vésperas do início de um novo ano, mesmo sem perceber, é isso que nos preocupa: o uso que faremos do tempo no próximo ano. E, inevitavelmente, somos confrontados com as ideias acerca de quão eficientes seremos no uso do nosso tempo.

F. Todavia, como o tempo é uma dimensão criada por Deus, é da maior importância procurarmos entender como Deus enxerga o tempo e o que é que Deus considera realmente importante para que sejamos eficientes, da perspectiva de Deus e não do mundo.

G. A Bíblia é bem clara no que diz respeito à forma como Deus percebe o tempo, uma dimensão criada para os humanos, e da qual O SENHOR está completamente livre —

2 Pedro 3:8

Há, todavia, uma coisa, amados, que não deveis esquecer: que, para o Senhor, um dia é como mil anos, e mil anos, como um dia.

Salmos 90:4

Pois mil anos, aos teus olhos, são como o dia de ontem que se foi e como a vigília da noite.

H. Para nós, mil anos é um período de tempo quase inconcebível. Mas para Deus, trata-se apenas de outro dia no Paraíso.

I. Por isso, devemos sempre considerar as sábias palavras do profeta, quando compara os pensamentos humanos como os pensamentos divinos. Ele diz:

Isaías 55:9

Porque, assim como os céus são mais altos do que a terra, assim são os meus caminhos mais altos do que os vossos caminhos, e os meus pensamentos, mais altos do que os vossos pensamentos.

J. Vamos, portanto, considerar alguns pontos que Deus considera da maior importância, se queremos fazer o ano novo valer à pena e, realmente contar algo para a eternidade.

A EFICIÊNCIA SEGUNDO DEUS

Quatro pontos a considerar quando pensamos no que iremos fazer no ano novo.

I. Andar com Deus

A. Apesar do fato que a Bíblia, algumas vezes, se refere à vida cristã como uma carreira — 1 Coríntios 9:24 e Hebreus 12:1 — ela nunca se refere ao nosso andar com Deus como uma carreira ou corrida, mas apenas como um andar.

B. Se devemos andar com Deus, é necessário nos aplicarmos para realizar essa missão.

C. Logo no início a Bíblia nos fala dum homem chamado Enoque que foi caracterizado por uma única coisa —

Gênesis 5:22—24

22 Andou Enoque com Deus; e, depois que gerou a Metusalém, viveu trezentos anos; e teve filhos e filhas.

23 Todos os dias de Enoque foram trezentos e sessenta e cinco anos.

24 Andou Enoque com Deus e já não era, porque Deus o tomou para si.

D. Note que Enoque não fez nem isso, nem aquilo. Ele não realizou nem pequenas nem grandes obras. Do ponto de vista do nosso mundo moderno, Enoque foi um verdadeiro fracassado porque não conseguiu ser eficiente e realizar coisas.

E. Note ainda que Enoque também foi um verdadeiro fracasso em viver uma vida longeva. Naqueles dias era comum as pessoas viverem 900 ou mais anos, e Enoque viveu apenas 365! Ele foi um verdadeiro fracasso. Ou não?

F. Veja, novamente o que o texto diz: Andou Enoque com Deus — verso 22 e, ainda outra vez: Andou Enoque com Deus — verso 24. Parece que a única coisa digna de nota que Enoque fez, além de gerar a Metusalém, o homem que mais viveu na face da terra — 969 anos — foi ter andado com Deus. Mas, quer saber, essa é mesmo uma das únicas coisas que importam no tempo e na eternidade. Nos também temos que andar com Deus.

G. Mas, como posso andar com Deus? Aqui estão alguns passos bem simples, que qualquer pessoa pode seguir:

1. Leia a Bíblia todos os dias, e medite no que está lendo, de tal maneira que as verdades bíblicas possam ser incorporadas à tua própria vida.

2. Também é necessário separar um tempo para a oração e para a adoração. Quando Maria derramou o precioso vidro de perfume sobre a cabeça de Jesus os seus discípulos reagiram ao que ela fez dizendo:

Mateus 26:8

Vendo isto, indignaram-se os discípulos e disseram: Para que este desperdício?

Os discípulos estavam preocupados com a eficiência. O perfume poderia ter sido vendido e etc. Mas Jesus, percebia e aceitava a devoção ou dedicação de Maria, pois ele disse:

Mateus 26:10

Mas Jesus, sabendo disto, disse-lhes: Por que molestais esta mulher? Ela praticou boa ação para comigo.

II. Estar com Sua Família

A. Nunca ouvimos alguém em fim de carreira dizer essas palavras: eu gostaria de ter podido investir mais tempo em meu negócio. O que geralmente ouvimos é: eu gostaria de ter investido mais tempo com minha família.

B. Todas as vezes que as pessoas falam de mais tempo com a família, sempre aparecem alguns especialistas no assunto que dizem que o importante não é a quantidade de tempo e sem a qualidade do tempo. Acho isso engraçado, para não dizer que é trágico: nossos três filhos sempre preferiram, muito mais, tempo em quantidade, do que tempo com qualidade! Nossos filhos sempre apreciaram a quantidade do tempo que investimos neles.

C. Muitos nos perguntam: como vocês fizeram para criar três filhos onde nenhum se perdeu para o consumo de álcool, drogas e outras degenerações? O que vocês fizeram que vocês não estão brigados com nenhum dos filhos de vocês? E muitas outras perguntas semelhantes. Nossa resposta é sempre a mesma: não sabemos. Nós procuramos viver um dia de cada vez, oramos bastante pelos nossos filhos e confiamos em Deus e na sua providência graciosa.

D. Mas uma coisa, nós podemos dizer que fizemos. Dentro do possível, nós procuramos investir tempo com nossos filhos, especialmente quando eles eram pequenos. Isso marcou a vida deles. Todos os três, num ou noutro momento, já nos disseram que estavam muito agradecidos pelos tempos que passamos juntos, como família. Quando saímos com nossas crianças, nós fazíamos tudo juntos.

E. Hoje eu fico encantado de ver como a Simone se transforma quando está com nossa neta, como fez no passado, com nossos filhos. Tempo, tempo em quantidade!

III. Estar com a Família de Deus.

A. Os mesmos princípios que se aplicam com relação às nossas famílias, também se aplicam ao nosso relacionamento com a família de Deus.

B. Definitivamente, nós precisamos nos envolver mais uns com os outros. Essa semana alguém da igreja me ligou para perguntar se ele e mais uma pessoa poderiam fazer uma visita para outro membro da nossa congregação. Nós precisamos de mais atitudes desse tipo.

C. A Bíblia nos diz que crentes mais experientes devem se envolver com crentes novos e ajudá-los —

2 Timóteo 2:2

E o que de minha parte ouviste através de muitas testemunhas, isso mesmo transmite a homens fiéis e também idôneos para instruir a outros.

Tito 2:4

A fim de instruírem as jovens recém-casadas a amarem ao marido e a seus filhos.

D. Não podemos nos acomodar com a ideia de que está tudo bem em encontrarmos os irmãos de vez em quando, numa ou noutra atividade. Temos que nos envolver mais uns com os outros.

E. Nós somos a família de Deus e, sempre que a família de Deus estiver reunida, nosso desejo deverá ser de estar junto com ela.

IV. Buscar Alcançar os Perdidos.

A. Como pastor, devo admitir que passo a maior parte do meu tempo ao redor de pessoas cristãs. Mas nunca deixo de ter em mente a missão de pregar o evangelho a toda criatura.

B. Sempre oro para que Deus me dê um coração disposto a alcançar pessoas que ainda não conhecem a Cristo.

C. Nessa última semana do ano tivemos a alegria de conduzir uma jovem senhora, mãe de três filhos e cujo marido encontra-se encarcerado, a receber a Jesus em seu coração. Para nós isso é motivo de renovada alegria, apesar de sempre existir aquela sensação de que mais precisa ser feito.

D. Todos precisamos orar para que Deus nos use para alcançarmos pessoas que ainda não têm Jesus como seu Salvador e Senhor.

CONCLUSÃO.

A. Quando falamos de um ano proveitoso e, até mesmo duma vida proveitosa, não podemos nunca deixar de considerar a vida do Senhor Jesus Cristo.

B. Jesus se manifestou publicamente por apenas três anos. Todavia, Ele afirmou o seguinte:

João 17:4

Eu te glorifiquei na terra, consumando a obra que me confiaste para fazer.

C. Jesus levava a sério seu compromisso com Deus. Isso era para Ele algo tão superior a qualquer outra coisa, que Jesus pensava em fazer a vontade de Deus como nós pensamos em comida —

João 4:34

Disse-lhes Jesus: A minha comida consiste em fazer a vontade daquele que me enviou e realizar a sua obra.

D. Talvez você esteja se questionando, como você conseguirá fazer as quatro coisas mencionadas na mensagem acima:

1. Andar com Deus.

2. Estar com sua família.

3. Estar com os irmãos.

4. Buscar alcançar os perdidos.

E. Não existe uma fórmula mágica. Mas aqui está uma atitude inicial que poderá fazer toda a diferença: limite o número de horas semanais que você gasta assistindo televisão ou surfando na internet ou zapeando no celular.

F. Em vez de desperdiçar tempo nessas atividades, que tal usar parte desse tempo para visitar algum irmão ou irmã? Ou então, frequentar a uma de nossas reuniões semanais de oração e estudo bíblico?

G. Se você nunca leu a Bíblia toda, que tal fazer isso durante o ano que se inicia? Você já leu a Bíblia toda? Ok. Então que tal escolher um livro da Bíblia e estudar o mesmo a fundo. Se precisar de orientação, estamos às ordens.

H. No mais, no novo ano, deixem Deus ser Deus em vossas vidas. Um andar contínuo com Deus, por mais breve que seja é mais proveitoso, da perspectiva da eternidade, do que uma vida inteira de realizações humanas onde a bênção de Deus está ausente.

I. Quero finalizar com dois versículos do Salmo 90 que podem nos ajudar a colocar o novo ano na perspectiva certa:

Salmos 90:12

Ensina-nos a contar os nossos dias, para que alcancemos coração sábio.
Salmos 90:17

Seja sobre nós a graça do Senhor, nosso Deus; confirma sobre nós as obras das nossas mãos, sim, confirma a obra das nossas mãos.

OUTRAS MENSAGENS DE FINAL DE ANO

Para o ANO NOVO 2012

Para o ANO NOVO 2013

Para o ANO NOVO 2014

Para o ANO NOVO 2015

Para o ANO NOVO 2016

Para o ANO NOVO 2017

Que deus abençoe a todos.

Alexandros Meimaridis

PS. Pedimos a todos os nossos leitores que puderem que “curtam” nossa página no Facebook através do seguinte link:


Desde já agradecemos a todos.

Os comentários não representam a opinião do Blog O Grande Diálogo; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

quinta-feira, 29 de dezembro de 2016

SERMÃO EM ÁUDIO — UM SERMÃO PARA O ANO NOVO



Você poderá ouvir o sermão pregado na Igreja Presbiteriana Boas Novas que tratou do tema: NOVOS COMPROMISSOS PARA UM ANO NOVO. Essa mensagem foi pregada no final do ano 2015, mas como está baseada na eterna Palavra de Deus, seus ensinamentos são permanentes. Para ter acesso à mesma basta clicar no link abaixo para ser direcionado diretamente para a página do sermão em áudio. Se desejar você também poderá fazer o download do mesmo.


Você poderá acompanhar a mensagem em áudio com o esboço da mesma em mãos acessando o link abaixo:


Outras mensagens para o Ano Novo poderão ser acessadas por meio dos links abaixo:

Para o ANO NOVO 2012


Para o ANO NOVO 2013


Para o ANO NOVO 2014


Para o ANO NOVO 2015


Para o ANO NOVO 2016


Outra mensagem EM ÁUDIO para o Ano Novo poderá ser acessadas por meio do link abaixo:

Para o ANO 2013


Que Deus abençoe a todos

Alexandros Meimaridis

PS. Pedimos a todos os nossos leitores que puderem que “curtam” nossa página no facebook através do seguinte link:


Desde já agradecemos a todos.

Os comentários não representam a opinião do Blog O Grande Diálogo; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

quarta-feira, 28 de dezembro de 2016

JOSÉ COMO TIPO DE CRISTO — ESTUDOS 044 — JOSÉ ANUNCIA O FUTURO E ORIENTA AS PESSOAS QUANTO AO QUE FAZER


Resultado de imagem para eternidade

Essa é uma série cujo propósito é estudar, com profundidade, a vida de José como um Tipo do Senhor Jesus Cristo. No final de cada estudo você irá encontrar links para outros estudos. A Série tem o título Geral de: José como Tipo de Cristo.

044. José É Advertido do Perigo Vindouro e Insiste com Seus Ouvintes Para Que Tomem as Providências Devidas.

José não era uma dessas pessoas que falam o que sabe que as outras gostariam de ouvir. Seu compromisso é com a verdade e não em agradar seus ouvintes. Hoje, sentimos muita falta de pessoas assim: comprometidas com a verdade, acima de tudo. Existe um grande esforço para se colocar todas as pessoas dentro de um molde que está sendo chamado de “politicamente correto” ou “PC”. Então, opiniões destoantes ou que soem de modo pouco agradável, devem ser evitadas. Mas, como verdadeiros crentes em Cristo, devemos manter a verdade sem nenhuma possibilidade de negociação. Assim era José, bem como Paulo que não se omitiam de anunciar TODO O DESÍGNIO DE DEUS —

Atos 20:27

Porque jamais deixei de vos anunciar todo o desígnio de Deus.

José afirmou, sem vacilar que: após o período de bênçãos e privilégios divinos, haveria um período de fome tão intenso que iria consumir a terra, porque a mesma seria “gravíssima” —

Gênesis 41:30—31

30 Seguir-se-ão sete anos de fome, e toda aquela abundância será esquecida na terra do Egito, e a fome consumirá a terra;

31 e não será lembrada a abundância na terra, em vista da fome que seguirá, porque será gravíssima.

Em vista disso, José os advertiu para que fizessem preparativos e estivessem prontos para enfrentar a grande calamidade que estava por vir.
Da mesma maneira também agiu Cristo, que Se referiu a Si próprio como a “testemunha fiel e verdadeira” —

Apocalipse 3:14

Ao anjo da igreja em Laodiceia escreve: Estas coisas diz o Amém, a testemunha fiel e verdadeira, o princípio da criação de Deus:

Jesus deixou bem claro para todos que a morte não representa o fim absoluto de todas as coisas e que existe vida depois da morte. Aliás, a Bíblia nunca entendeu o conceito de “morte” como de cessação da vida e sim, apenas, como de separação entre as pessoas desse lado e as pessoas do outro lado. A alegação feita pelos espíritas de “que não há mortos” como uma descoberta de sua falsa religião não passas duma pretensão anunciada com mais de 19 séculos de atraso, quando comparada com a revelação do que encontramos no Novo Testamento, por meio da pessoa de Jesus Cristo.

2 Timóteo 1:10

E manifestada, agora, pelo aparecimento de nosso Salvador Cristo Jesus, o qual não só destruiu a morte, como trouxe à luz a vida e a imortalidade, mediante o evangelho.

Jesus advertiu a todos que confiam em suas riquezas e que fazem planos para desfrutar das mesmas, que terão que prestar contas de suas vidas e isso pode acontecer de maneira súbita e quando menos se espera —

Lucas 12:15—21

15 Então, lhes recomendou: Tende cuidado e guardai-vos de toda e qualquer avareza; porque a vida de um homem não consiste na abundância dos bens que ele possui.

16 E lhes proferiu ainda uma parábola, dizendo: O campo de um homem rico produziu com abundância.

17 E arrazoava consigo mesmo, dizendo: Que farei, pois não tenho onde recolher os meus frutos?

18 E disse: Farei isto: destruirei os meus celeiros, reconstruí-los-ei maiores e aí recolherei todo o meu produto e todos os meus bens.

19 Então, direi à minha alma: tens em depósito muitos bens para muitos anos; descansa, come, bebe e regala-te.

20 Mas Deus lhe disse: Louco, esta noite te pedirão a tua alma; e o que tens preparado, para quem será?

21 Assim é o que entesoura para si mesmo e não é rico para com Deus.

Jesus levantou o véu que esconde o mundo espiritual e nos deixou ver os terríveis sofrimentos que aguardam aqueles que ignoram Sua generosa oferta de salvação pela graça —

Lucas 16:19—31

19 Ora, havia certo homem rico que se vestia de púrpura e de linho finíssimo e que, todos os dias, se regalava esplendidamente.

20 Havia também certo mendigo, chamado Lázaro, coberto de chagas, que jazia à porta daquele;

21 e desejava alimentar-se das migalhas que caíam da mesa do rico; e até os cães vinham lamber-lhe as úlceras.

22 Aconteceu morrer o mendigo e ser levado pelos anjos para o seio de Abraão; morreu também o rico e foi sepultado.

23 No inferno, estando em tormentos, levantou os olhos e viu ao longe a Abraão e Lázaro no seu seio.

24 Então, clamando, disse: Pai Abraão, tem misericórdia de mim! E manda a Lázaro que molhe em água a ponta do dedo e me refresque a língua, porque estou atormentado nesta chama.

25 Disse, porém, Abraão: Filho, lembra-te de que recebeste os teus bens em tua vida, e Lázaro igualmente, os males; agora, porém, aqui, ele está consolado; tu, em tormentos.

26 E, além de tudo, está posto um grande abismo entre nós e vós, de sorte que os que querem passar daqui para vós outros não podem, nem os de lá passar para nós.

27 Então, replicou: Pai, eu te imploro que o mandes à minha casa paterna,

28 porque tenho cinco irmãos; para que lhes dê testemunho, a fim de não virem também para este lugar de tormento.

29 Respondeu Abraão: Eles têm Moisés e os Profetas; ouçam-nos.

30 Mas ele insistiu: Não, pai Abraão; se alguém dentre os mortos for ter com eles, arrepender-se-ão.

31 Abraão, porém, lhe respondeu: Se não ouvem a Moisés e aos Profetas, tampouco se deixarão persuadir, ainda que ressuscite alguém dentre os mortos.

Jesus falou com bastante frequência dum local onde o “verme não morre e o fogo não se apaga” —

Marcos 9:47—48

47 E, se um dos teus olhos te faz tropeçar, arranca-o; é melhor entrares no reino de Deus com um só dos teus olhos do que, tendo os dois seres lançado no inferno,

48 onde não lhes morre o verme, nem o fogo se apaga.

Bem como dum lugar de pranto, choro e de ranger dos dentes —

Lucas 13:28

Ali haverá choro e ranger de dentes, quando virdes, no reino de Deus, Abraão, Isaque, Jacó e todos os profetas, mas vós, lançados fora.

Jesus advertiu a todos os seres humanos a fazer uma provisão adequada para o futuro, pois o juízo de Deus é real, quer as pessoas acreditem nele ou não, assim como o inferno e seus tormentos, que irão durar por toda a eternidade.
Assim como o profeta Amós advertiu todo o povo de Israel, assim também todos nós somos advertidos para estarmos prontos para nos encontramos com Deus, o nosso Criador e Juiz final —

Amós 4:12

E não há salvação em nenhum outro; porque abaixo do céu não existe nenhum outro nome, dado entre os homens, pelo qual importa que sejamos salvos.

Hoje pessoas com bocas adocicadas têm apenas palavras de otimismo e prosperidade para anunciar para as pessoas que estão caminhando em direção ao inferno por toda eternidade, pensando que Deus pode ser manipulado por ofertas ou quaisquer outros tipos de sacrifícios, mas não enxergam o verdadeiro perigo que estão correndo. Preferem o agradável à verdade.

OUTROS ESTUDOS ACERCA DE JOSÉ COMO TIPO DE CRISTO

Estudo 001 — José como Tipo De Cristo — Introdução

Estudo 002 — José como Tipo De Cristo — A Infância de José

Estudo 003 — José como Tipo De Cristo — Os Irmãos e Os Nomes de José

Estudo 004 — José como Tipo De Cristo — José Como Pastor dos Seus Irmãos

Estudo 005 — José com Tipo De Cristo — José Como o Filho Amado de Seu Pai

Estudo 006 — José com Tipo De Cristo — Jesus, o Filho e Deus Pai

Estudo 007 — José com Tipo De Cristo — José e a Túnica Talar de Distinção
Estudo 008 — José com Tipo De Cristo — O Ódio que os Irmãos de José Tinham Dele

Estudo 009 — José com Tipo De Cristo — José era Odiado por Causa de Suas Palavras

Estudo 010 — José com Tipo De Cristo — José Estava Destinado a Um Futuro Extraordinário

Estudo 011 — José com Tipo De Cristo — José Antecipa Sua Glória Futura

Estudos 012 e 013 — José como Tipo de Cristo — José Sofre nas Mãos de Seus Irmãos e Vai a Busca Deles a Pedido de Jacó

Estudos 014 e 015 — José como Tipo de Cristo — José Busca Fazer o Bem a Seus Irmãos, e É Enviado De Hebrom Para a Região de Siquém

Estudo 016 — José como Tipo de Cristo — José Vai Até a Região de Siquém

Estudos 017 e 018 — José como Tipo de Cristo — José se Torna um Viajante Errante Nos Campos e Campinas da Palestina

Estudos 019 — José como Tipo de Cristo — A Conspiração contra José

Estudos 020 — José como Tipo de Cristo — As palavras de José são Desacreditadas

Estudos 021 e 022 — José como Tipo de Cristo — José é Insultado e Humilhado e José é Lançado num Poço

Estudos 023 e 024 — José como Tipo de Cristo — José é Retirado Vivo do Poço e Os Irmãos de José Misturam Ódio com Hipocrisia

Estudos 025 e 026A — José como Tipo de Cristo — José é Vendido por Seus Irmãos e o Sangue de José é Derramado
Estudos 026B — José como Tipo de Cristo — O Futuro de Israel Profetizado em Gênesis 38

Estudos 027 e 028 — José se Torna um Servo — Jose se Torna Próspero

Estudos 029 — O Senhor de José Estava Muito Feliz com Ele

Estudos 030 — José Como Servo Foi Uma Bênção Para os Outros

Estudos 031 — José Era Uma  Pessoa Consagrada aos Outros

Estudos 032 — José Foi Duramente Tentado, Mas Resistiu à Tentação

Estudos 033 — José Foi Acusado Falsamente

Estudos 034 — José Não Tentou Se Defender das Falsas Acusações

Estudos 035 — José Sofreu nas Mãos dos Gentios

Estudo 036 e 37 — José Ganha o Reconhecimento do Carcereiro e José Foi Numerado com outros Transgressores.

Estudo 038 — José Como Instrumento de Bênção e de Condenação.

Estudo 039 — José Dá Evidências De Seu Conhecimento Quanto Ao Futuro.

Estudo 040 — As Predições de Jose se Tornam Realidades.

Estudo 041A — José Gostaria de Ser Lembrado

Estudo 041B — José Gostaria de Ser Lembrado

Estudo 042 — José Foi Libertado na Hora Certa

Estudo 043 — José Como Revelador dos Mistérios de Deus

Estudo 044 — José Faz Advertências Contra o Perigo Futuro

Estudo 045 — José Se Revela como Maravilhoso Conselheiro


Que Deus abençoe a todos.

Alexandros Meimaridis

PS. Pedimos a todos os nossos leitores que puderem que “curtam” nossa página no Facebook através do seguinte link:


Desde já agradecemos a todos.  

Os comentários não representam a opinião do Blog O Grande Diálogo; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.    

terça-feira, 27 de dezembro de 2016

ENTENDENDO A NÓS MESMOS — ESTUDO 001 — A PERSPECTIVA DA CRIAÇÃO — PARTE 003 — SOMOS CRIADOS POR DEUS COM VONTADE E RESPONSABILIDADE MORAL


Resultado de imagem para responsabilidade moral determinismo e liberdade

O propósito dessa série é nos ajudar a entender a nós mesmos. Partindo de múltiplas perspectivas. A bíblia nos ordena a nos guardar a nós mesmos, a nos santificar, a nos examinar de forma permanente. Devemos manter uma atitude constante de abertura com relação a Deus para permitir que Ele nos encha com o seu Espírito Santo. Nossa intenção é que esse estudo possa cooperar para: 1) mantermos constante nossa vigilância e; 2) abrirmos nossos corações e mentes para que sejamos inundados pela graça santificadora do Espírito Santo.

Recomendamos que o leitor dedique tempo para ler as referências bíblicas de forma meditativa e que aprenda a orar misturando aquilo que a Bíblia diz com suas próprias palavras.

A PERSPECTIVA DA CRIAÇÃO — CONTINUAÇÃO

II. A Posição Bíblica Explicada — Continuação

E. Deus nos criou como pessoas com vontade.

Uma das grandes habilidades com as quais os seres humanos são capacitados é a possibilidade de fazer escolhas. Adão podia usar sua própria vontade a favor de Deus ou contra Deus. E o crente, hoje em dia, tem essa mesma habilidade. É algo muito importante para os crentes reconhecerem essa habilidade e obedecerem a Deus por meio de decisões baseadas na fé, na esperança e no amor. A habilidade acerca da qual estamos falando não deve, todavia, ser confundida com sentimentos de inabilidade. Nenhum crente necessita de segurança emocional para tomar uma decisão correta baseada na fé, na esperança e no amor.

Leia com bastante atenção as referências abaixo e note como a fé nos ajuda a tomar as decisões certas. As decisões que agradam a Deus, o Criador:

Josué 24:15

Porém, se vos parece mal servir ao SENHOR, escolhei, hoje, a quem sirvais: se aos deuses a quem serviram vossos pais que estavam dalém do Eufrates ou aos deuses dos amorreus em cuja terra habitais. Eu e a minha casa serviremos ao SENHOR.

Provérbios 1:29

Porquanto aborreceram o conhecimento e não preferiram o temor do SENHOR.

Romanos 6:11—13

11 Assim também vós considerai-vos mortos para o pecado, mas vivos para Deus, em Cristo Jesus.

12 Não reine, portanto, o pecado em vosso corpo mortal, de maneira que obedeçais às suas paixões;

13 nem ofereçais cada um os membros do seu corpo ao pecado, como instrumentos de iniquidade; mas oferecei-vos a Deus, como ressurretos dentre os mortos.

Efésios 4:22—32

22 No sentido de que, quanto ao trato passado, vos despojeis do velho homem, que se corrompe segundo as concupiscências do engano,

23 e vos renoveis no espírito do vosso entendimento,

24 e vos revistais do novo homem, criado segundo Deus, em justiça e retidão procedentes da verdade.

25 Por isso, deixando a mentira, fale cada um a verdade com o seu próximo, porque somos membros uns dos outros.

26 Irai-vos e não pequeis; não se ponha o sol sobre a vossa ira,

27 nem deis lugar ao diabo.

28 Aquele que furtava não furte mais; antes, trabalhe, fazendo com as próprias mãos o que é bom, para que tenha com que acudir ao necessitado.

29 Não saia da vossa boca nenhuma palavra torpe, e sim unicamente a que for boa para edificação, conforme a necessidade, e, assim, transmita graça aos que ouvem.

30 E não entristeçais o Espírito de Deus, no qual fostes selados para o dia da redenção.

31 Longe de vós, toda amargura, e cólera, e ira, e gritaria, e blasfêmias, e bem assim toda malícia.

32 Antes, sede uns para com os outros benignos, compassivos, perdoando-vos uns aos outros, como também Deus, em Cristo, vos perdoou.

Filipenses 1:21—24

21 Porquanto, para mim, o viver é Cristo, e o morrer é lucro.

22 Entretanto, se o viver na carne traz fruto para o meu trabalho, já não sei o que hei de escolher.

23 Ora, de um e outro lado, estou constrangido, tendo o desejo de partir e estar com Cristo, o que é incomparavelmente melhor.

24 Mas, por vossa causa, é mais necessário permanecer na carne.

6. Deus nos criou como seres morais.

As Escrituras Sagradas nos ensinam que Deus escreveu Suas leis em nossos corações quando nos criou —

Romanos 2:14—15

14 Quando, pois, os gentios, que não têm lei, procedem, por natureza, de conformidade com a lei, não tendo lei, servem eles de lei para si mesmos.

15 Estes mostram a norma da lei gravada no seu coração, testemunhando-lhes também a consciência e os seus pensamentos, mutuamente acusando-se ou defendendo-se.

Nós somos criaturas morais no sentido que recebemos uma consciência que nos permite diferencia entre o bem e o mal e as decisões que tomamos recebem aprovação ou condenação de nossas próprias consciências. Todos nós, os crentes que estamos vivos hoje em dia, temos essa consciência plenamente restaurada.

Leia com bastante atenção as referências abaixo e note como a fé nos ajuda a tomar as decisões certas. As decisões que agradam a Deus, o Criador:

Gênesis 2:16—17

16 E o SENHOR Deus lhe deu esta ordem: De toda árvore do jardim comerás livremente,

17 mas da árvore do conhecimento do bem e do mal não comerás; porque, no dia em que dela comeres, certamente morrerás.

Juízes 20. Todo o capítulo.

2 Coríntios 4:2

Pelo contrário, rejeitamos as coisas que, por vergonhosas, se ocultam, não andando com astúcia, nem adulterando a palavra de Deus; antes, nos recomendamos à consciência de todo homem, na presença de Deus, pela manifestação da verdade.

1 Timóteo 1:5

Ora, o intuito da presente admoestação visa ao amor que procede de coração puro, e de consciência boa, e de fé sem hipocrisia.

1 Pedro 3:16

Fazendo-o, todavia, com mansidão e temor, com boa consciência, de modo que, naquilo em que falam contra vós outros, fiquem envergonhados os que difamam o vosso bom procedimento em Cristo.


OUTROS ESTUDOS DA SÉRIE ENTENDENDO A NÓS MESMOS

ENTENDENDO A NÓS MESMOS — ESTUDO 001 — A PERSPECTIVA DA CRIAÇÃO — PARTE 001 — SOMOS CRIADOS POR DEUS

ENTENDENDO A NÓS MESMOS — ESTUDO 001 — A PERSPECTIVA DA CRIAÇÃO — PARTE 002 — SOMOS CRIADOS POR DEUS COMO PESSOAS

ENTENDENDO A NÓS MESMOS — ESTUDO 001 — A PERSPECTIVA DA CRIAÇÃO — PARTE 003 — SOMOS CRIADOS POR DEUS COM VONTADE E RESPONSABILIDADE MORAL


ENTENDENDO A NÓS MESMOS — ESTUDO 001 — A PERSPECTIVA DA CRIAÇÃO — PARTE 004 — SOMOS CRIADOS POR DEUS COMO SEUS REPRESENTANTES E PARA GLORIFICÁ-LO

Que Deus abençoe a todos.

Alexandros Meimaridis

PS. Pedimos a todos os nossos leitores que puderem que “curtam” nossa página no Facebook através do seguinte link:


Desde já agradecemos a todos.

Os comentários não representam a opinião do Blog O Grande Diálogo; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.