terça-feira, 16 de maio de 2017

JOÃO 15 - SERMÃO 003 — OS RAMOS — João 15:2—3


Resultado de imagem para o crente pode perder a salvação?

Esse artigo é parte da série onde expomos o Salmo 86 e é muito recomendável que o leitor procure conhecer todos os aspectos das verdades contidas nesse Salmo, com aplicações para os nossos dias. No final do artigo você encontrará um link para os outros estudos.
PERMANECENDO EM CRISTO

Uma Exposição Bíblica e Teológica de João 15


Introdução:

A. Já tivemos a oportunidade de falar acerca de Jesus como sendo a “Videira Verdadeira”. Também já vimos como o Pai de Jesus, que é Deus, é o “Agricultor”. Ver lista abaixo.

B. Hoje queremos concentrar nossa atenção nos ramos da videira que somos nós. Nosso verso de estudo será João 15:2.

C. Esse verso apresenta um problema muito peculiar, pois parece que o mesmo ensina que o crente pode perder sua salvação. Esse ensinamento danoso tem sido muito usado pelas denominações não reformadas, que acreditam que a nossa salvação é uma combinação da obra de Cristo adicionada à nossa perseverança, até o fim, como está escrito em

Apocalipse 2:10

Não temas as coisas que tens de sofrer. Eis que o diabo está para lançar em prisão alguns dentre vós, para serdes postos à prova, e tereis tribulação de dez dias. Sê fiel até à morte, e dar-te-ei a coroa da vida.

D. Para resolvermos esse tipo de problema — uma aparente contradição de ensinamentos — nós precisamos seguir uma regra muito simples: Qual é, exatamente, o ensinamento mais evidente que encontramos nas páginas das Escrituras?

1. É que nós podemos perder nossa salvação?

2. É que estamos seguros em nossa Salvação?

E. Para respondermos a essas perguntas temos que ver o que as Escrituras dizem de forma inequívoca e, então, temos que oferecer uma explicação aceitável para as outras passagens.

F. Por exemplo, se nos convencermos que o crente está seguro e não pode perder sua salvação, então precisamos explicar o sentido desse outros versos que parecem dizer que o crente pode perder sua salvação.

G. É isso que nos propomos fazer hoje usando João 15:2 como nosso tema central.

A VIDEIRA VERDADEIRA E SEUS RAMOS — Parte 2

I. O Crente Pode Perder Sua Salvação?

A. João 15:2 é muito categórico na afirmação que Jesus faz, quando diz:

Todo ramo que, estando em mim, não der fruto, ele o corta; e todo o que dá fruto limpa, para que produza mais fruto ainda.

B. Os ramos que produzem frutos são descrito em

João 15:8

Nisto é glorificado meu Pai, em que deis muito fruto; e assim vos tornareis meus discípulos.

C. Já os ramos que não produzem frutos são descritos em —

João 15:6

Se alguém não permanecer em mim, será lançado fora, à semelhança do ramo, e secará; e o apanham, lançam no fogo e o queimam.

D. Tanto aqui, quanto em João 13, Jesus fala da necessidade que temos de sermos limpos:

João 13:10—11

Declarou-lhe Jesus: Quem já se banhou não necessita de lavar senão os pés; quanto ao mais, está todo limpo. Ora, vós estais limpos, mas não todos. Pois ele sabia quem era o traidor. Foi por isso que disse: Nem todos estais limpos.

E. Nesse contexto particular temos que nos lembrar do contexto maior, onde Jesus estava celebrando a páscoa judaica com seus discípulos. Entre os discípulos existiam 11 que podemos chamar de ramos frutíferos e um que, definitivamente, era infrutífero e de todo imprestável.

F. Note que Jesus vincula a questão da limpeza aos doze que estavam com ele naquele instante. A grande limpeza da salvação já estava realizada, mas nem todos tinham sido beneficiados pela mesma. Os discípulos verdadeiros precisavam lavar somente os pés — algo que representa apenas a existência de “pecados eventuais”.

G. Ao que parece o uso que Jesus faz dos ramos cortados e jogados fora, trata-se somente de uma acomodação para que a analogia que deseja fazer funcione e não está, realmente, tratando da salvação eterna das pessoas.

II. Alguns Versos Que Devemos Considerar do Próprio Evangelho de João.

João 6:37

Todo aquele que o Pai me dá, esse virá a mim; e o que vem a mim, de modo nenhum o lançarei fora.

João 10:27—29

As minhas ovelhas ouvem a minha voz; eu as conheço, e elas me seguem. Eu lhes dou a vida eterna; jamais perecerão, e ninguém as arrebatará da minha mão. Aquilo que meu Pai me deu é maior do que tudo; e da mão do Pai ninguém pode arrebatar.

João 17:12

Quando eu estava com eles, guardava-os no teu nome, que me deste, e protegi-os, e nenhum deles se perdeu, exceto o filho da perdição, para que se cumprisse a Escritura.

III. A vinculação por associação, mas desprovida de vínculo real.

Mateus 13:2

E grandes multidões se reuniram perto dele, de modo que entrou num barco e se assentou; e toda a multidão estava em pé na praia.

Romanos 11:19—20

Dirás, pois: Alguns ramos foram quebrados, para que eu fosse enxertado. Bem! Pela sua incredulidade, foram quebrados; tu, porém, mediante a fé, estás firme. Não te ensoberbeças, mas teme.

1 Coríntios 10:1—5

Ora, irmãos, não quero que ignoreis que nossos pais estiveram todos sob a nuvem, e todos passaram pelo mar, tendo sido todos batizados, assim na nuvem como no mar, com respeito a Moisés. Todos eles comeram de um só manjar espiritual e beberam da mesma fonte espiritual; porque bebiam de uma pedra espiritual que os seguia. E a pedra era Cristo. Entretanto, Deus não se agradou da maioria deles, razão por que ficaram prostrados no deserto.


2 Coríntios 13:5

Examinai-vos a vós mesmos se realmente estais na fé; provai-vos a vós mesmos. Ou não reconheceis que Jesus Cristo está em vós? Se não é que já estais reprovados.

Conclusão

A. Os verdadeiros crentes estão limpos — João 15:3.

B. Mas precisam ser limpos continuamente tanto dos pecados quanto das distrações que o mundo oferece para poderem produzir muito fruto. Produzir fruto exige paciência e cuidados. Por isso somos incentivados a confessarmos nossos pecados —

1 João 1:9

Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados e nos purificar de toda injustiça.

C. Dificuldades são instrumentos nas mãos de Deus para nos chamar a atenção e nos tornar dependentes dele.

Hebreus 12:6—7 e 10

6 Porque o Senhor corrige a quem ama e açoita a todo filho a quem recebe.

7 É para disciplina que perseverais (Deus vos trata como filhos); pois que filho há que o pai não corrige?

10 Pois eles nos corrigiam por pouco tempo, segundo melhor lhes parecia; Deus, porém, nos disciplina para aproveitamento, a fim de sermos participantes da sua santidade.

D. Para participar da santidade de Deus é necessária uma exposição constante à palavra de Deus —

João 15:3

Vós já estais limpos pela palavra que vos tenho falado

Hebreus 4:12

Porque a palavra de Deus é viva, e eficaz, e mais cortante do que qualquer espada de dois gumes, e penetra até ao ponto de dividir alma e espírito, juntas e medulas, e é apta para discernir os pensamentos e propósitos do coração.

5. Temos que entender que produzimos frutos para alimentar outras pessoas que estão famintas.

Provérbios 10:21

Os lábios do justo apascentam a muitos, mas, por falta de senso, morrem os tolos.


Que Deus abençoe a todos


Alexandros Meimaridis


PS. Pedimos a todos os nossos leitores que puderem que “curtam” nossa página no Facebook através do seguinte link:


Desde já agradecemos a todos.

Os comentários não representam a opinião do Blog O Grande Diálogo; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

Nenhum comentário:

Postar um comentário