segunda-feira, 17 de outubro de 2016

NOSSA RIQUEZA EM CRISTO — ESTUDO 039 - ÉFÉSIOS 3:20—21 — O PODER INFINITO DE DEUS



Esse artigo é parte da série "Em Cristo" e é muito recomendável que o leitor procure conhecer todos os aspectos das verdades contidas nessa série, com aplicações para os nossos dias. No final do artigo você encontrará um link para o estudo posterior

39. Efésios 3:20—21 —  Ora, àquele que é poderoso para fazer infinitamente mais do que tudo quanto pedimos ou pensamos, conforme o seu poder que opera em nós, a ele seja a glória, na igreja e em Cristo Jesus, por todas as gerações, para todo o sempre. Amém!

Ora, àquele que é poderoso — Os versículos 20 e 21 de Efésios capítulo 3 são a conclusão de uma oração iniciada em Efésios 3:14. O apóstolo Paulo encera esta vigorosa oração com uma doxologia — palavra de louvor — dando louvores Àquele de quem procedem todos os dons e toda boa dádiva —

Tiago 1:17

Toda boa dádiva e todo dom perfeito são lá do alto, descendo do Pai das luzes, em quem não pode existir variação ou sombra de mudança.

Paulo se refere ao Deus poderoso ou Todo Poderoso que irá esmagar a cabeça da Serpente definitivamente —

Romanos 16:20

E o Deus da paz, em breve, esmagará debaixo dos vossos pés a Satanás. A graça de nosso Senhor Jesus seja convosco.

Neste contexto, o poder de Deus está relacionado com a capacidade que somente Deus possui de nos fortalecer e nos confirmar na vida de fé, com todas as implicações que este fortalecimento e confirmação implicam —

Romanos 16:25

Ora, àquele que é poderoso para vos confirmar segundo o meu evangelho e a pregação de Jesus Cristo, conforme a revelação do mistério guardado em silêncio nos tempos eternos.

Efésios 3:16—19

16 Para que, segundo a riqueza da sua glória, vos conceda que sejais fortalecidos com poder, mediante o seu Espírito no homem interior;

17 e, assim, habite Cristo no vosso coração, pela fé, estando vós arraigados e alicerçados em amor,

18 a fim de poderdes compreender, com todos os santos, qual é a largura, e o comprimento, e a altura, e a profundidade

19 e conhecer o amor de Cristo, que excede todo entendimento, para que sejais tomados de toda a plenitude de Deus.

Judas 24

Ora, àquele que é poderoso para vos guardar de tropeços e para vos apresentar com exultação, imaculados diante da sua glória.

Para fazer infinitamente mais do que tudo quanto pedimos ou pensamos, conforme o seu poder que opera em nós — Esta é apenas uma conclusão lógica diante da imensa impressão causada pela ideia de que nosso Deus é o Deus Todo Poderoso. Como tal, Ele é mesmo capaz de fazer infinitamente mais do que tudo quanto pedimos ou pensamos. Para compor esta ideia, Paulo juntou três palavras gregas criando assim a expressão περ+εκ+περισσοῦ uper+ek+perissoû — que os tradutores optaram, sabiamente, por traduzir como “infinitamente”. Com isso Paulo está querendo dizer que: Deus é capaz de fazer as coisas de tal maneira que não podem ser medidas. Talvez o exemplo mais dramático de como Deus age desta maneira seja exemplificado pela vida de Abraão. Quando Deus chamou a Abrão Ele disse:

Gênesis 12:1—3

Ora, disse o SENHOR a Abrão: Sai da tua terra, da tua parentela e da casa de teu pai e vai para a terra que te mostrarei; de ti farei uma grande nação, e te abençoarei, e te engrandecerei o nome. Sê tu uma bênção! Abençoarei os que te abençoarem e amaldiçoarei os que te amaldiçoarem; em ti serão benditas todas as famílias da terra.

Certamente Abrão não tinha a menor ideia daquilo que Deus iria realmente fazer e o fato de estarmos falando acerca de Abraão, em pleno século XXI — 40 séculos depois dessas promessas terem sido feitas — e ainda mais no Brasil, é a prova mais contundente de que Deus é mesmo poderoso para fazer infinitamente mais do que tudo quanto pedimos ou pensamos.

Conforme o seu poder que opera em nós — O poder de Deus que opera em nós não é outro senão o próprio Espírito Santo de Deus. Foi a Nova Aliança que Jesus nos trouxe, que possibilitou o derramar do Espírito Santo sobre o povo de Deus. A presença do Espírito Santo em nossas vidas é o motivo porque nós podemos viver vidas de verdadeira santidade. Vejamos o que o Espírito Santo nos propicia através da Nova Aliança:

1. Da mesma maneira que a luz duma lâmpada de leds do poste perde seu significado diante da majestade do sol, assim também o esplendor da Antiga Aliança, que se baseava na habilidade, ou melhor, na inabilidade do homem de guardar a Lei de Deus, empalidece por completo e perde seu significado diante da Nova Aliança que habilita os homens a guardar a Lei de Deus.
2. Da mesma maneira que a glória se desvanecia da face de Moisés — ver 2 Coríntios 3:7 — assim também acontece com a glória da Antiga Aliança: a mesma possuía uma glória desvanecente e era transitória, enquanto que a Nova Aliança possui glória sobreexcelente e é permanente —
2 Coríntios 3:10—11
10 Porquanto, na verdade, o que, outrora, foi glorificado, neste respeito, já não resplandece, diante da atual sobreexcelente glória.
11 Porque, se o que se desvanecia teve sua glória, muito mais glória tem o que é permanente.
Por esses motivos Paulo fala acerca da experiência libertadora da Nova Aliança:
1. Paulo afirma de forma categórica que:
2 Coríntios 3:17
Ora, o Senhor é o Espírito; e, onde está o Espírito do Senhor, aí há liberdade.
2. Mas antes que o Espírito Santo pudesse ser concedido era necessário que o Senhor Jesus Cristo viesse e realizasse sua obra salvadora a nosso favor.
3. A concessão do Espírito Santo foi o último grande ato de Jesus a favor daqueles pelos quais Ele havia vivido, morrido e ressuscitado! A Nova Aliança funciona da seguinte maneira:
a. Através da Sua vida Jesus cumpriu de maneira perfeita a todos os mandamentos da Lei de Deus, a nosso favor, de tal maneira que a mesma pode ser completamente abolida —
Mateus 5:17—20
17 Não penseis que vim revogar a Lei ou os Profetas; não vim para revogar, vim para cumprir.
18 Porque em verdade vos digo: até que o céu e a terra passem, nem um i ou um til jamais passará da Lei, até que tudo se cumpra.
19 Aquele, pois, que violar um destes mandamentos, posto que dos menores, e assim ensinar aos homens, será considerado mínimo no reino dos céus; aquele, porém, que os observar e ensinar, esse será considerado grande no reino dos céus.
20 Porque vos digo que, se a vossa justiça não exceder em muito a dos escribas e fariseus, jamais entrareis no reino dos céus.

Efésios 2:14—16
14 Porque ele é a nossa paz, o qual de ambos fez um; e, tendo derribado a parede da separação que estava no meio, a inimizade,
15 aboliu, na sua carne, a lei dos mandamentos na forma de ordenanças, para que dos dois criasse, em si mesmo, um novo homem, fazendo a paz,
16 e reconciliasse ambos em um só corpo com Deus, por intermédio da cruz, destruindo por ela a inimizade.

b. Através de Sua morte, Jesus recebeu, a nosso favor, o justo castigo que nossos pecados mereciam — A MORTE — e com isso, nos livrou, para sempre, de qualquer tipo de condenação por causa do pecado —
Romanos 5:20—21
20 Sobreveio a lei para que avultasse a ofensa; mas onde abundou o pecado, superabundou a graça,
21 a fim de que, como o pecado reinou pela morte, assim também reinasse a graça pela justiça para a vida eterna, mediante Jesus Cristo, nosso Senhor.

c. Através da Sua ressurreição Jesus quebrou, a nosso favor, o poder que o pecado tem sobre nós de tal maneira que agora não somos mais escravos do pecado —
Romanos 6:10—14
10 Pois, quanto a ter morrido, de uma vez para sempre morreu para o pecado; mas, quanto a viver, vive para Deus.
11 Assim também vós considerai-vos mortos para o pecado, mas vivos para Deus, em Cristo Jesus.
12 Não reine, portanto, o pecado em vosso corpo mortal, de maneira que obedeçais às suas paixões;
13 nem ofereçais cada um os membros do seu corpo ao pecado, como instrumentos de iniquidade; mas oferecei-vos a Deus, como ressurretos dentre os mortos, e os vossos membros, a Deus, como instrumentos de justiça.
14 Porque o pecado não terá domínio sobre vós; pois não estais debaixo da lei, e sim da graça.
4. Uma vez que esses fatos foram concretizados pelas ações do Senhor Jesus, Ele mesmo derramou copiosamente do seu Espírito Santo — ver Atos 2:32—33 — sobre Seu povo, para nos tornar novas criaturas que não estão mais sujeitas nem:
a. À condenação do pecado.
b. Ao poder do pecado.
5. Em função disso o apóstolo Paulo nos exorta a:
Gálatas 5:1
Para a liberdade foi que Cristo nos libertou. Permanecei, pois, firmes e não vos submetais, de novo, a jugo de escravidão.
Gálatas 5:18
Mas, se sois guiados pelo Espírito, não estais sob a lei.
6. Assim, é o Espírito Santo quem cria em nós o desejo de sermos obedientes a Deus e de fazermos da obediência a Deus nosso verdadeiro prazer.
Paulo também fala da experiência transformadora que experimentamos em nosso relacionamento diário com o Espírito Santo de Deus.
7. Em 2 Coríntios 3:18 o apóstolo Paulo fala da glória revelada na vida de todos aqueles que são habitados pelo Espírito Santo; daqueles nos quais o Espírito Santo se move e opera.
Paulo fala acerca do fato de que, nós podemos:
a. Contemplar o Senhor com o rosto descoberto.
b. Ser transformados, dia a dia, pela ação do Espírito em uma semelhança que se parece cada vez mais e mais com o próprio Senhor Jesus.
8. Este processo de transformação é chamado na Bíblia de “Santificação”. E o mesmo é um processo que acontece dia a dia e não de maneira mágica ou instantânea.
9. É esta ação do Espírito de Deus em nossas vidas que nos leva a dizer, como o Salmista:
Salmos 119:174
Suspiro, SENHOR, por tua salvação; a tua lei é todo o meu prazer.
A ele seja a glória, na igreja e em Cristo Jesus, por todas as gerações, para todo o sempre. Amém! — Estas últimas palavras de Paulo, no final da oração iniciada no verso 14, constituem a verdadeira doxologia — palavra de louvor — que mencionamos no início da exposição de Efésios 3:20—21. Essa expressão constitui-se em uma atribuição de glória a Deus — dar glória a Deus — e é com essas palavras que o apóstolo termina sua oração. Porque devemos dar glória ou glorificar a Deus? Devemos glorificar a Deus pelas suas perfeições, as quais devem ser sempre celebradas pelos crentes. As perfeições de Deus incluem suas obras com relação à criação e à providência —

Deuteronômio 3:24

Ó SENHOR Deus! Passaste a mostrar ao teu servo a tua grandeza e a tua poderosa mão; porque que deus há, nos céus ou na terra, que possa fazer segundo as tuas obras, segundo os teus poderosos feitos?

Salmos 92:5

Quão grandes, SENHOR, são as tuas obras! Os teus pensamentos, que profundos!

Salmos 104:24

Que variedade, SENHOR, nas tuas obras! Todas com sabedoria as fizeste; cheia está a terra das tuas riquezas.

Apocalipse 15:2—4

2 Vi como que um mar de vidro, mesclado de fogo, e os vencedores da besta, da sua imagem e do número do seu nome, que se achavam em pé no mar de vidro, tendo harpas de Deus;

3 e entoavam o cântico de Moisés, servo de Deus, e o cântico do Cordeiro, dizendo: Grandes e admiráveis são as tuas obras, Senhor Deus, Todo-Poderoso! Justos e verdadeiros são os teus caminhos, ó Rei das nações!

4 Quem não temerá e não glorificará o teu nome, ó Senhor? Pois só tu és santo; por isso, todas as nações virão e adorarão diante de ti, porque os teus atos de justiça se fizeram manifestos.

Além disso, existe o cuidado específico de Deus para com cada um de nós, no que diz respeito às suas muitas misericórdias, conforme Lamentações 3:21—33.

E o que dizer acerca de tudo que é nosso porque estamos “em Cristo”? Ah! A glória da salvação gratuita do início ao fim — ver Efésios 3:1—10. O perdão dos pecados, de todos os pecados e o cancelamento completo da nossa dívida —

Colossenses 2:13—15

13 E a vós outros, que estáveis mortos pelas vossas transgressões e pela incircuncisão da vossa carne, vos deu vida juntamente com ele, perdoando todos os nossos delitos;

14 tendo cancelado o escrito de dívida, que era contra nós e que constava de ordenanças, o qual nos era prejudicial, removeu- o inteiramente, encravando-o na cruz;

15 e, despojando os principados e as potestades, publicamente os expôs ao desprezo, triunfando deles na cruz.

Quantos motivos para glorificar a Deus!

Note que o apóstolo Paulo diz que a glória deve ser dada a Deus “na igreja” e isto é necessário porque somente a igreja, a comunhão dos redimidos, sabe glorificar a Deus de maneira apropriada. Diante disso nós temos que saber que nossas vidas, incluindo-se aí nossos pensamentos e nossas palavras, precisam estar alinhadas com a vontade de Deus revelada em Sua Palavra, a Bíblia —

Salmos 19:14

As palavras dos meus lábios e o meditar do meu coração sejam agradáveis na tua presença, SENHOR, rocha minha e redentor meu!

Também devemos estar prontos para sofrer de forma paciente, pois quanto a este mister, Jesus também foi nosso exemplo —

1 Pedro 2:20—25

20 Pois que glória há, se, pecando e sendo esbofeteados por isso, o suportais com paciência? Se, entretanto, quando praticais o bem, sois igualmente afligidos e o suportais com paciência, isto é grato a Deus.

21 Porquanto para isto mesmo fostes chamados, pois que também Cristo sofreu em vosso lugar, deixando-vos exemplo para seguirdes os seus passos,

22 o qual não cometeu pecado, nem dolo algum se achou em sua boca;

23 pois ele, quando ultrajado, não revidava com ultraje; quando maltratado, não fazia ameaças, mas entregava-se àquele que julga retamente,

24 carregando ele mesmo em seu corpo, sobre o madeiro, os nossos pecados, para que nós, mortos para os pecados, vivamos para a justiça; por suas chagas, fostes sarados.

25 Porque estáveis desgarrados como ovelhas; agora, porém, vos convertestes ao Pastor e Bispo da vossa alma.

Quando a igreja do Senhor anda de conformidade com esses princípios, o resultado direto é que o Senhor se manifesta de forma poderosa no meio do seu povo, trazendo profunda convicção, arrependimento, cura e salvação de almas.

Quando Paulo se refere a Jesus, como sendo o instrumento por meio do qual nossas ações de glorificação do Pai se tornam efetivas, isto se deve ao fato de que é através de Jesus, e de Jesus somente, que todas as bênçãos de Deus nos alcançam —

1 Timóteo 2:5

Porquanto há um só Deus e um só Mediador entre Deus e os homens, Cristo Jesus, homem.

Note quão afrontosas a Deus são as ideias de que pode existir uma medianeira à moda do “tudo por Jesus, nada sem Maria”, ou que o profeta Maomé dos Mulçumanos — Mohamed — é maior do que o Senhor Jesus. Tudo nos vem por intermédio de Jesus, porque Ele é o único caminho para Deus e é somente por meio de Jesus que temos acesso a Deus — ver João 14:6. É somente através de Jesus que nossos louvores e ações de graças são aceitáveis diante de Deus. Assim, esta gloria deve ser tributada a Deus...
Por todas as gerações, para todo o sempre. Amém. Nessas palavras nós temos estabelecido, de forma indireta, o fato de que a Igreja do Senhor é eterna e irá subsistir para todo o sempre, pois a glória devida a Deus deve ser tributada εἰς πάσας τὰς γενεὰς eis pásas tàs geneàs — por todas as gerações — isto quer dizer que vai passar a todas as gerações, enquanto a raça humana existir na face do planeta Terra e τοῦ αἰῶνος τῶν αἰώνων toû aiônos tón aiónon — para todo o sempre — e isto quer dizer, por toda a eternidade por vir. Esta eternidade inclui tanto nossa vida neste mundo presente como nossa vida no mundo futuro. O cântico de louvor que tem início sobre a face da terra em uma comunidade como a nossa e que irá se estender por todas as gerações humanas, terá continuidade nos céus, por todos os redimidos dentre os habitantes da terra, em um ambiente onde eras, limites e períodos não farão mais o menor sentido.

A única maneira apropriada de terminar esta doxologia é dizer como o apóstolo Paulo ἀμήν amén — amém ou “que assim seja”. Que este propósito seja firme e verdadeiro, pois os planos de Deus não podem ser frustrados —

Jó 42:2

Bem sei que tudo podes, e nenhum dos teus planos pode ser frustrado.

Deus, o nosso Deus é o Deus fiel —

Deuteronômio 7:9

Saberás, pois, que o SENHOR, teu Deus, é Deus, o Deus fiel, que guarda a aliança e a misericórdia até mil gerações aos que o amam e cumprem os seus mandamentos.

E naquilo que Deus promete não existe nada impossível —

Lucas 1:37

Porque para Deus não haverá impossíveis em todas as suas promessas.

LISTA DE OUTROS ESTUDOS DA SÉRIE “EM CRISTO”:

O estudo introdutório dessa série, número 000, pode ser encontrado aqui:

O estudo número 001 dessa série — Justificação Gratuita — pode ser encontrado aqui:

O estudo 002 dessa série — Nossa Identidade com Cristo — poderá ser encontrado aqui:

O estudo 003 dessa séria — Mortos para o Pecado, Mas Vivos para Deus — poderá ser encontrado aqui:

O estudo 004 dessa série — O Salário do Pecado X o Dom Gratuito de Deus — poderá ser encontrado aqui:

O estudo 005 dessa série — Nenhuma Condenação em Cristo Jesus — poderá ser encontrado aqui:

O estudo 006 dessa série — Nada Pode nos Separar do Amor de Deus — poderá ser encontrado aqui:

O estudo 007 — Somos Membros uns dos Outros em Cristo — poderá ser encontrado aqui:

O estudo 008 — Santificados em Cristo Jesus — poderá ser encontrado aqui:

O estudo 009 — A Graça de Deus em Cristo Jesus — poderá ser encontrado aqui:

O estudo 010 — Somos de Deus em Cristo — poderá ser encontrado aqui:

O estudo 011 — Somos Espirituais em Cristo — poderá ser encontrado aqui:

O estudo 012 — Somos Loucos, Fracos e Desprezíveis Porque Estamos em Cristo — poderá ser encontrado aqui:

O estudo 013 — Somos Gerados em Cristo — poderá ser encontrado aqui:

O estudo 014 — Nossa Esperança em Cristo Não se Limita a Essa Vida Apenas — poderá ser encontrado aqui:

O estudo 015 — Todos Serão Vivificados em Cristo — poderá ser encontrado aqui:

O estudo 016 — Todos São Amados em Cristo — poderá ser encontrado aqui:

O estudo 17 — Somos Todos Ungidos em Cristo — poderá ser encontrado aqui:

O estudo 18 — Não Mercadejamos a Palavra de Deus — poderá ser encontrado aqui:

O estudo 19 — O Véu é Removido em Cristo — poderá ser encontrado aqui:

O estudo 20 — Somos Novas Criaturas em Cristo — poderá ser encontrado aqui:

O estudo 21 — Deus Estava em Cristo Reconciliando Consigo o Mundo — poderá ser encontrado aqui:

Os estudos 22 e 23 — Sendo Conhecido em Cristo — poderão ser encontrados aqui:

O estudo 24 — Nossa Liberdade em Cristo — poderá ser encontrado aqui:

O estudo 25 — Justificação Pela fé em Cristo — poderá ser encontrado aqui:

O estudo 26 — Filhos de Deus em Cristo — poderá ser encontrado aqui:

O estudo 27 — Revestidos em Cristo — poderá ser encontrado aqui:

O estudo 28A — Nossa Unidade em Cristo — PARTE 001 poderá ser encontrado aqui:

O estudo 28B — Nossa Unidade em Cristo — PARTE 002 poderá ser encontrado aqui:

O estudo 029 — Somente a Fé Que Atua Pelo Amor Tem Valor em Cristo

O estudo 030A — A Bênção com Que Somos Abençoados em Cristo – Parte 001

O estudo 030B — A Bênção com Que Somos Abençoados em Cristo – Parte 002

O estudo 030C — A Bênção com Que Somos Abençoados em Cristo – Parte 003 — E a Chamada Visão de Hermes

O estudo 030D — A Bênção com Que Somos Abençoados em Cristo – Parte 004 — O Ensinamento Bíblico Acerca do Céu

O estudo 031 — Desvendando-nos o Mistério da Sua Vontade Em Cristo

O estudo 032 — Para o Louvor da Glória de Deus em Cristo

O estudo 033 — Ressuscitados em Cristo e Assentados nos Lugares Celestiais

O estudo 034 — Mostra a Suprema Riqueza da Sua Graça em Bondade para conosco em Cristo.

O estudo 035 — Mostra como somos salvos em Cristo para a prática de boas obras manifestadas por meio de uma vida de santidade.

O Estudo 036 — Nos Fala de Como Somos Aproximados de Deus Porque Estamos em Cristo.

O Estudo 037 — Nos Fala de Como Somos Co-herdeiros, Co-participantes e Membros dum mesmo Corpo

O Estudo 038A — Nos Fala das Insondáveis Riquezas de Cristo — Parte 001 — Cristo o Mistério Revelado de Deus

O Estudo 038B — Nos Fala das Insondáveis Riquezas de Cristo — Parte 002 — A Igreja Edificada Sobre Cristo

O Estudo 038C — Nos Fala das Insondáveis Riquezas de Cristo — Parte 003 — O Que é a Verdadeira Igreja de Cristo

O Estudo 038D — Nos Fala das Insondáveis Riquezas de Cristo — Parte 004 — O Que é a Verdadeira Igreja de Cristo — O Corpo de Cristo

O Estudo 038E — Nos Fala das Insondáveis Riquezas de Cristo — Parte 005 — O Que é a Verdadeira Igreja de Cristo — A Plenitude de Cristo

O Estudo 038F — Nos Fala das Insondáveis Riquezas de Cristo — Parte 006 — O Que é a Verdadeira Igreja de Cristo — Os Eleitos Por Deus em Cristo
http://ograndedialogo.blogspot.com.br/2016/08/nossa-riqueza-em-cristo-estudo-038f.html

O Estudo 039 — Nos Fala De Como Devemos Glorificar a Deus Porque Estamos em Cristo — Jesus e a Glória de Deus
http://ograndedialogo.blogspot.com.br/2016/10/nossa-riqueza-em-cristo-estudo-039.html

Que Deus abençoe a todos por meio das insondáveis riquezas de Cristo que são nossas porque estamos EM CRISTO. 
Alexandros Meimaridis

PS. Pedimos a todos os nossos leitores que puderem que “curtam” nossa página no Facebook através do seguinte link: 
Desde já agradecemos a todos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário