quarta-feira, 5 de outubro de 2016

CONFORTO PARA CORAÇÕES AFLITOS - SERMÃO 001 — CONFIANDO NA PRESENÇA DE JESUS


Resultado de imagem para CONFIANÇA

Esta é uma série que trata do maravilhoso tema de como Jesus conforta seus discípulos em meio às tribulações dessa vida. Ao compartilhar esses estudos nossa intenção é que todos possam encontrar em Jesus, o conforto necessário para todas suas tribulações.


Texto: João 14:1
Introdução.

A. Com esta série queremos nos concentrar num conjunto de mensagens de consolação ou fortalecimento da nossa fé. 
B. Para isso, nos vamos nos voltar para dois capítulos do Evangelho de João que tratam, de modo específico, do grande consolo e conforto que o Senhor Jesus ofereceu aos discípulos, mas que também serve bem para nós. 
C. As passagens de João 14 e João 16, que serão objeto dessas mensagens, contêm vários versículos que são muito bem conhecidos de todos nós. Alguns dentre nós que ainda não estão familiarizados com os mesmos, não demorarão muito para conhecer, amar e entesourar esses versos. 
D. Todo o conteúdo que encontramos de João 13:1 até João 17:26, nos apresenta uma narrativa contínua das últimas horas do Senhor Jesus com seus discípulos, na véspera da Sua crucificação. 
E. Durante aquelas horas que Jesus passou com seus discípulos no recinto chamado de cenáculo, os discípulos estavam muito perturbados diante da perspectiva de perderem seu amado mestre. 
F. É nesse contexto que Jesus oferece uma série de palavras de consolação ou fortalecimento para os discípulos. E Jesus ofereceu tal ajuda, mesmo tendo diante de si o pleno conhecimento que, em poucas horas Ele: 
1. Iria ser preso no meio da madrugada e sofreria um julgamento injusto no qual seria condenado. 
2. Iria ser torturado e também iria sofrer uma morte excruciante sobre uma cruz no monte Calvário. 
3. Iria levar sobre seu próprio corpo os pecados de todos os seres humanos, sem exceção. 
4. Iria ser abandonado pelo Pai e experimentaria o que é ser condenado a viver separado de Deus. 
5. Iria, por fim, morrer. 
G. Qualquer outra pessoa estaria tão preocupada com o que lhe iria acontecer, que não teria tempo ou mesmo disposição para ajudar a outros. Mas não Jesus. Mesmo diante de tudo o que teria de sofrer, Ele encontrou forças para fortalecer a outros. Assim era Seu amor pelos seus conforme lemos em - 
João 13:1
Ora, antes da Festa da Páscoa, sabendo Jesus que era chegada a sua hora de passar deste mundo para o Pai, tendo amado os seus que estavam no mundo, amou-os até ao fim. 
H. Dessa maneira, se queremos ser fortalecidos por Deus em meio a nossas próprias dificuldades, nos precisamos aprender a —

CONFIAR NA PRESENÇA DE CRISTO em nossas vidas
I. A Confusão em Que os Discípulos se Encontravam

A. Pelas palavras de Jesus que encontramos em João 14:1 deve ficar claro que os discípulos já estavam com seus corações perturbados. Daí suas palavras não são no sentido de que os discípulos não se deixassem perturbar, mas que deveriam para de sentirem-se perturbados.

B. Os discípulos estavam perturbados porque o modo de vida ao qual estavam acostumados iria sofrer um grande abalo em breve. Jesus tinha anunciado que iria deixá-los —

João 13:33

Filhinhos, ainda por um pouco estou convosco; buscar-me-eis, e o que eu disse aos judeus também agora vos digo a vós outros: para onde eu vou, vós não podeis ir.

C. A ideia de perderem o Senhor Jesus era simplesmente insuportável para os discípulos.

D. Além disso, eles tinham falhado de forma miserável quando se reuniram no cenáculo, pois começaram a celebrar a páscoa judaica sem lavar seus pés, porque não havia nenhum servo destacado para realizar aquela tarefa. Os discípulos estavam cheios de orgulho e nenhum deles queria se prestar a realizar aquele serviço simples.

E. Imagine como eles se sentiram, quando, durante a ceia, o próprio Senhor Jesus se levantou, se preparou e começou a lavar os pés deles? Eles devem ter se sentido muito mal. Mas esse mal-estar foi agravado mais ainda, quando Jesus anunciou que iria partir.

F. É no meio duma situação bastante confusa como essa que —

II. Jesus Fortaleceu os Discípulos

A. Jesus conhecia bem o coração dos discípulos. Eles não podiam experimentar a dor que Ele estava experimentando, mas Ele podia experimentar a dor e a vergonha pela qual eles estavam passando.

B. Sempre há lugar no coração de Jesus para aquilo que incomoda outras pessoas. Jesus se identificou com o que os discípulos estavam experimentando. E Jesus os fortaleceu e confortou no meio daquela situação.

C. O próprio Deus ETERNO, nos dias do Antigo Testamento, já se identificava plenamente com seu povo, pois lemos acerca disso em —

Isaías 63:9

Em toda a angústia deles, foi ele angustiado.

D. Como o Deus do Antigo Testamento, Jesus também estava plenamente capacitado para entender e oferecer ajuda para os discípulos.

E que tipo de conforto ou fortalecimento Jesus ofereceu para os discípulos naquele instante?

III. O Conforto Oferecido Explicado

A. Jesus diz em João 14:1 que os discípulos precisavam parar de se preocupar e começar a crer — continuar confiando em Deus e no próprio Jesus.

Não se turbe o vosso coração; credes em Deus, crede também em mim.

B. Note que, com essa afirmação Jesus se faz igual ao próprio Deus.

C. Jesus ordena que os discípulos confiassem nEle, mesmo que no futuro próximo não fossem mais capazes de enxergá-Lo. Eles deviam agir com relação a Cristo, como estavam acostumados a agir com relação a Deus, em quem confiavam mesmo não podendo enxergá-Lo.

D. Jesus desejava que os discípulos continuassem crendo nEle, independentemente das circunstância. Não somente que cressem, mas que continuassem crendo, mesmo no meio das angústias, da dor, da aflição, de situações perturbadoras e etc.

E. Moisés disse ao povo de Israel as seguintes palavras quando ele estava próximo de deixá-los em definitivo —

Deuteronômio 31:6

Sede fortes e corajosos, não temais, nem vos atemorizeis diante deles, porque o SENHOR, vosso Deus, é quem vai convosco; não vos deixará, nem vos desamparará.

G. Os israelitas não podiam enxergar o Deus ETERNO, mas tinham que confiar que Ele estava ali, bem no meio deles.

Conclusão:

A. Como aconteceu com os discípulos naqueles dias, tudo o que Jesus tem para nos oferecer no sentido de nos fortalecer e nos confortar no meio das nossas dificuldades são estas palavras: Não se turbe o vosso coração; credes em Deus, crede também em mim — João 14:1. Devemos, portanto, crer e continuar sempre crendo na presença de Jesus em nosso meio.

B. Jesus sente nossas dores e dificuldades como se fossem dele mesmo. Ele entende o que estamos passando, pois ele mesmo foi um ser humano como nós somos —

Hebreus 2:17—18

17 Por isso mesmo, convinha que, em todas as coisas, se tornasse semelhante aos irmãos, para ser misericordioso e fiel sumo sacerdote nas coisas referentes a Deus e para fazer propiciação pelos pecados do povo.

18 Pois, naquilo que ele mesmo sofreu, tendo sido tentado, é poderoso para socorrer os que são tentados.

C. Hoje eu quero fortalecer ou consolar os corações de todos que estão passando por algum tipo de dificuldade, de sofrimento ou perturbação com as seguintes palavras: confie no Senhor Jesus, ainda que você não seja capaz de enxergá-Lo. O remédio é simples e a dose é única. Confiar e continuar sempre confiando no Senhor Jesus em meio a todas as dificuldades dessa vida. Ele prometeu que vai estar conosco —

Mateus 28:20

E eis que estou convosco todos os dias até à consumação do século.

Mateus 18:20

Porque, onde estiverem dois ou três reunidos em meu nome, ali estou no meio deles.

D. O Novo Testamento se apropria daquelas palavras faladas por Moisés ao povo de Israel. Desse modo, o autor da Epístola aos Hebreus nos fala em termos semelhantes às palavras que foram faladas ao povo de Israel, dizendo o seguinte:

Hebreus 13:5

Seja a vossa vida sem avareza. Contentai-vos com as coisas que tendes; porque ele tem dito: De maneira alguma te deixarei, nunca jamais te abandonarei.

D. Diante das palavras do próprio Cristo que nos incentivam a confiar e continuar confiando na Sua presença em nosso meio, as seguintes palavras são bastante apropriadas —

Hebreus 13:6

Assim, afirmemos confiantemente: O Senhor é o meu auxílio, não temerei; que me poderá fazer o homem?

OUTRAS MENSAGENS SOBRE CONFORTO PARA CORAÇÕES PERTURBADOS

SERMÃO 001 — CONFIANDO NA PRESENÇA DE JESUS

Que Deus abençoe e fortaleça a todos com essas palavras.

Alexandros Meimaridis

PS. Pedimos a todos os nossos leitores que puderem que “curtam” nossa página no Facebook através do seguinte link:


Desde já agradecemos a todos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário