segunda-feira, 2 de novembro de 2015

ESTUDO PARA CASAIS - ESTUDO 033 — SEXUALIDADE HUMANA: FATORES QUE NÃO PODEMOS ESQUECER — PARTE 002 — DEUS IRÁ JULGAR TODOS OS PECADOS SEXUAIS



1. Como falamos no estudo anterior, a promiscuidade sexual é tão grande em nossos dias, que a maioria das pessoas acha, realmente, muito estranho toda essa conversa acerca de Deus julgar os pecados sexuais. Mas não devemos nos deixar enganar nem pelo discurso científico nem pelos promotores de pornografia. Deus irá julgar sim todos os pecados sexuais, bem como todos os pecados, para falar a verdade. Mas nosso interesse nesses estudos é tratar dos pecados sexuais.

2. Alguns exemplos:

a. Fornicação — Relação sexual entre pessoas que não são casadas ou não possuem um relacionamento estável.

b. Adultério — Infidelidade conjugal.

c. Homossexualidade ativa ou passiva — Práticas que envolvem as perigosas relações sexuais anais que podem matar!

Ver nosso artigo acerca desse assunto por meio desse link aqui:


d. Pessoas que abusam de si próprias com animais — Não temos estatísticas no Brasil, mas em 1968 a Alemanha passou em lei a autorização para pessoas coabitarem com animais. A lei foi revogada em 2014. Por ocasião da revogação da lei havia cerca de 100.000 alemães — homens e mulheres — que mantinham relações sexuais regulares com seus animais de estimação.

e. Impureza — Sinônimo de todo tipo de imoralidade sexual.

f. Lascívia — Esse termo pode ser desdobrado em vários outros:

i. Comportamento de quem apresenta uma inclinação para os prazeres do sexo.

ii. Luxúria — Tendência para a lubricidade, para a sensualidade exagerada.

iii. Despudor — Característica daquilo que está destinado à libidinagem ou do que possui uma inclinação para a sensualidade.

g. Afeições desordenadas — Pode incluir todo tipo de afeição não natural ou antinatural.

h. Concupiscência —  Aspiração por satisfações sexuais.

3. Não deve nos surpreender de nenhuma forma, o fato que a Bíblia fala e fala bastante acerca dessas coisas.  Não existe nenhuma epistola do apóstolo Paulo em que essas questões não sejam mencionadas e tratadas. Em todas elas encontramos Paulo fazendo menção desses pecados e daqueles que os praticam. Paulo não deixa dúvida ao dizer:

Colossenses 3:5—6 — 5 Fazei, pois, morrer a vossa natureza terrena: prostituição, impureza, paixão lasciva, desejo maligno e a avareza, que é idolatria; 6  por estas coisas é que vem a ira de Deus sobre os filhos da desobediência.

E outra vez ainda em —

Gálatas 5:19—21 — 19 Ora, as obras da carne são conhecidas e são: prostituição, impureza, lascívia, 20  idolatria, feitiçarias, inimizades, porfias, ciúmes, iras, discórdias, dissensões, facções, 21  invejas, bebedices, glutonarias e coisas semelhantes a estas, a respeito das quais eu vos declaro, como já, outrora, vos preveni, que não herdarão o reino de Deus os que tais coisas praticam.

4. Mesmo diante de tudo isso é importante deixarmos bem claro, que esses aspectos — das práticas pecaminosas em si mesmas — são o que menos interessam para a Bíblia. A Bíblia fala dos aspectos físicos da sexualidade — aspectos certos e errados — sem fazer alarde ou demonstrar nenhum tipo de choque, algo que é tão comum em nosso meio, que está repleto de hipocrisia. Esse é o motivo porque nem o mais ávido interessado em pornografia é capaz de derivar da linguagem bíblica qualquer prazer que seja, até porque esse não é o propósito porque essas coisas estão escritas na Bíblia. As Escrituras não são uma versão mais pura de “50 Tons de Cinza”!

5. Todas as alusões a sexo na Bíblia, até mesmo aquelas que narram as suas formas mais degradantes são, por assim dizer, “limpas”, e mais, são bastante penetrantes — sem trocadilho — nas mentes e nos corações dos seres humanos.        

6. O fato mais importante em todas essas questões, da perspectiva da Bíblia é que Deus irá revelar e julgar todos os pecados sexuais praticados pelos seres humanos. Pouco importa se a ofensa está relacionada a algum princípio moral eterno ou não.

7. Aqui nos encontramos num espaço onde os pecados sexuais não são “piores” do que outros pecados, como alguns tentam fazer parecer nos dias de hoje. O mau comportamento sexual não é diferente de qualquer outro mau comportamento diante do Deus SANTO e Todo Poderoso a quem temos que prestar contas —

Hebreus 4:13 — E não há criatura que não seja manifesta na sua presença; pelo contrário, todas as coisas estão descobertas e patentes aos olhos daquele a quem temos de prestar contas.

8. O pecado, desde o início da raça humana, é apenas uma manifestação do nosso egoísmo, do quanto estamos centrados apenas em nós mesmos. Pecado representa ser independente de Deus, e suas manifestações são basicamente as mesmas. A única mudança notável é o material bruto sobre o qual o pecado opera. O material bruto de um ser humano pode ser o desejo sexual, já outro pode desejar prosperidade pessoal ou material. É o grau no qual o ser humano indulge, num desafio aberto à vontade de Deus, que constitui o grau de sua pecaminosidade. Deus insiste em julgar o mau comportamento sexual, como insiste em julgar qualquer outro mau comportamento. E é isso que faz com que o fato de Deus julgar seja algo tão surpreendente para a maioria de nós.

ESTUDOS ANTERIORES SOBRE O RELACIONAMENTO A DOIS

000 – NÃO DEIXE SEU CASAMENTO NAUFRAGAR

001 – DIFERENÇAS ENTRE O HOMEM E A MULHER – PARTE 1

002 – DIFERENÇAS ENTRE O HOMEM E A MULHER – PARTE 2

003 – NECESSIDADES E PROBLEMAS DA MULHER – PARTE 1

004 – NECESSIDADES E PROBLEMAS DA MULHER – PARTE 2

005 — NECESSIDADES E PROBLEMAS DO HOMEM — Parte 1

006 — NECESSIDADES E PROBLEMAS DO HOMEM — Parte 2

007 — NECESSIDADES E PROBLEMAS DO HOMEM — Parte 3

008 — NECESSIDADES E PROBLEMAS DO HOMEM — Parte 4

009 — NECESSIDADES E PROBLEMAS DO HOMEM — Parte 5

010 — NECESSIDADES E PROBLEMAS DO HOMEM — Parte 6

011 — NECESSIDADES E PROBLEMAS DO HOMEM — Parte 7 — Final

012 — O HOMEM COM GUARDADOR E CULTIVADOR DO CASAMENTO

013 — ENTENDENDO A SUBMISSÃO DO PONTO DE VISTA BÍBLICO

014 — ENTENDENDO QUE HOMENS E MULHERES SÃO IGUAIS, MAS DIFERENTES

015 — SEGREDOS, SEGREDOS, SEGREDOS: O MAIOR DE TODOS ELES

016 — COMO OS MARIDOS MAGOAM AS ESPOSAS – PARTE 1

017 — COMO OS MARIDOS MAGOAM AS ESPOSAS – PARTE 2

018 — COMO SER A MULHER QUE DEUS DESEJA QUE VOCÊ SEJA — PARTE 1

019 — COMO SER A MULHER QUE DEUS DESEJA QUE VOCÊ SEJA — PARTE 2

020 — COMO AMAR SUA MULHER DO JEITO QUE ELA GOSTARIA DE SER AMADA — Parte 1

021 — COMO AMAR SUA MULHER DO JEITO QUE ELA GOSTARIA DE SER AMADA — Parte 2

022 — COMO AMAR SUA MULHER DO JEITO QUE ELA GOSTARIA DE SER AMADA — Parte 3

023 — CONFLITOS QUE PREJUDICAM O CASAMENTO — PARTE 001 — O CIÚME

024 — CONFLITOS QUE PREJUDICAM O CASAMENTO — PARTE 002 – AS MULHERES E O RELACIONAMENTO COM SEUS PAIS

025 — CONFLITOS QUE PREJUDICAM O CASAMENTO — PARTE 003 – ELEVANDO NOSSO GRAU DE TOLERÂNCIA

026 — CONFLITOS QUE PREJUDICAM O CASAMENTO — PARTE 004 – CUIDANDO DAS NECESSIDADES DO OUTRO PARA EVITAR O DIVÓRCIO

027 — A INCOMPATIBILIDADE NO CASAMENTO PARTE 001 — LIDANDO COM O CÚME

028 — A INCOMPATIBILIDADE NO CASAMENTO PARTE 002

029 — A INCOMPATIBILIDADE NO CASAMENTO PARTE 003

030 — A INCOMPATIBILIDADE NO CASAMENTO PARTE 004

031 — A INCOMPATIBILIDADE NO CASAMENTO PARTE 005

032 — SEXUALIDADE HUMANA: FATORES QUE NÃO PODEMOS ESQUECER — PARTE 001

033 — SEXUALIDADE HUMANA: FATORES QUE NÃO PODEMOS ESQUECER — PARTE 002

034 — SEXUALIDADE HUMANA: FATORES QUE NÃO PODEMOS ESQUECER — PARTE 003

035 — SEXUALIDADE HUMANA: FATORES QUE NÃO PODEMOS ESQUECER — PARTE 004 — TRAZENDO CONVICÇÃO PARA UM CORAÇÃO ENDURECIDO

036 — SEXUALIDADE HUMANA: FATORES QUE NÃO PODEMOS ESQUECER — PARTE 005 — O MAL CAUSADO PELO ADULTÉRIO

037 — SEXUALIDADE HUMANA: FATORES QUE NÃO PODEMOS ESQUECER — PARTE 006 — A NECESSIDADE DE VERDADEIRO ARREPENDIMENTO EM CASOS DE ADULTÉRIO
038 — DIFERENÇAS FUNDAMENTAIS ENTRE AS NECESSIDADES DOS HOMENS E DAS MULHERES

Que Deus abençoe a todos

Alexandros Meimaridis

PS. Pedimos a todos os nossos leitores que puderem que “curtam” nossa página no Facebook através do seguinte link:

http://www.facebook.com/pages/O-Grande-Diálogo/193483684110775

Desde já agradecemos a todos.   

Nenhum comentário:

Postar um comentário