segunda-feira, 30 de maio de 2016

ANDREW MURRAY - ESTUDO 013 - CONHECENDO E FAZENDO A VONTADE DE DEUS



ESSA SÉRIE DE ARTIGOS ESTÁ BASEADA EM UM LIVRO ESCRITO POR ANDREW MURRAY CUJO TÍTULO ORIGINAL É: NOT MY WILL OU NÃO A MINHA VONTADE. ESPERAMOS E ORAMOS QUE TODOS POSSAM SER RICAMENTE ABENÇOADOS POR MEIO DESSAS MEDITAÇÕES


Romanos 2:17—21

17 Se, porém, tu, que tens por sobrenome judeu, e repousas na lei, e te glorias em Deus;

18 que conheces a sua vontade e aprovas as coisas excelentes, sendo instruído na lei;

19 que estás persuadido de que és guia dos cegos, luz dos que se encontram em trevas,

20 instrutor de ignorantes, mestre de crianças, tendo na lei a forma da sabedoria e da verdade;

21 tu, pois, que ensinas a outrem, não te ensinas a ti mesmo? Tu, que pregas que não se deve furtar, furtas?

Você se lembra o modo solene como Jesus nos advertiu que nem todos os que dizem ”Senhor! Senhor!”, mas apenas os que fazem a vontade do Pai entrarão no reino dos céus? (Mateus 7:21). Nos versos de Romanos acima, Paulo nos faz uma advertência semelhante. Ele diz para os judeus, que se orgulhavam em conhecer a Deus e que colocavam sua confiança naquele conhecimento, que o mesmo não tem nenhum proveito a menos que o conhecimento seja transformado em prática. Nos dias do nosso Senhor, esse tipo de orgulho era característico daqueles que estudavam as Escrituras. Eles estavam orgulhos do conhecimento que tinham da Palavra. Esse é também um dos grandes perigos da nossa leitura regular da Bíblia e da frequência à igreja: nós gostamos de adquirir compreensões novas e claras das verdades de Deus e até nos sentimos abençoados porque as coisas são assim. Tudo isso, enquanto fazemos pouco progresso em praticar Sua vontade. Nós apreciamos conhecer mais a vontade de Deus do que fazê-la. Nossa religião é algo que está em nossas cabeças bem mais do que em nossos corações. Esse é um perigo assustador.

Não há como evitar esse perigo, exceto mantendo claro em nossas mentes, à medida que lemos a Palavra de Deus, que o motivo porque Ele tornou Sua vontade conhecida é que nós sejamos obedientes à mesma. E que tudo o que Ele revela acerca de Sua vontade eu devo desejar praticar. Apenas conhecer Sua vontade só pode produzir tristeza e o engano representado pela aparência da piedade. Também isso causa o endurecimento da desobediência em mim se não praticar aquilo que eu sei. Deus faz sua vontade conhecida na expectativa que eu obedeça. Fazer a vontade de Deus é a única forma de agradá-Lo e tornar-me receptivo a Sua santidade e Seu amor.

A única razão porque eu quero conhecer a vontade de Deus e para que eu possa praticá-la. Se esse é teu desejo sincero, pode ser uma boa ideia escrever o seguinte numa página da tua bíblia: “Do mesmo modo que eu quero crer, com todo meu coração em todas as promessas de Deus encontradas nesse livro, eu também desejo de todo meu coração praticar cada um e todos os mandamentos de Deus que encontro nele”.

Leia essa frase todas as vezes que você abrir a sua bíblia e pense nela todas as vezes que você ouvir a Palavra sendo pregada. Esteja alerta para capturar as indicações relativas à sua vontade e aprenda a dizer com humildade: “eu descobri algo que Deus deseja que eu faça, e eu vou me empenhar imediatamente em obedecer Sua vontade”. Não leia uma porção muito extensa de uma vez; em vez disso, pondere cada revelação da vontade de Deus e permita que a mesma entre profundamente em teu coração. No Salmo primeiro, nós lemos:

Salmos 1:2

Antes, o seu prazer está na lei do SENHOR, e na sua lei medita de dia e de noite.

Medite em cada mandamento com alegria e amor até seu rico significado e beleza se expandir diante de seus olhos. E então, acima de tudo, ore para que o Espírito de Deus implante essa verdade em seu coração

O motivo porque nos falta força para fazer a vontade de Deus, e que nos leva até mesmo a pensar que não podemos ou que não temos a obrigação de obedecer ao Senhor, é porque nós recebemos Sua revelação com nosso entendimento. Isso transforma a Bíblia numa letra morta. É o Espírito que dá vida a palavra “O espírito é o que vivifica; a carne para nada aproveita; as palavras que eu vos tenho dito são espírito e são vida.” (João 6:63). O Espírito Santo precisa revelar a Palavra de Deus aos nossos corações; Ele precisa transformá-la em espírito e vida. A lei não pode vivificar a Palavra; os mandamentos conduzem para a morte todas as vezes que procuramos entendê-los com base na compreensão humana e obedecê-los baseados em nossa própria força.

Coloque-se silenciosamente diante da presença de Deus; deixe o Espírito Santo trabalhar em seu coração; consagre-se por completo, a fazer a vontade de Deus; ore humildemente para que o Espírito que está em você transforme as palavras que você lê em espírito e vida. Ele irá fazer exatamente isso. Tal conhecimento de Deus irá tornar-se um conhecimento vivo. Que satisfaz nossos anseios e o amor de nossos corações, e que, verdadeiramente, une a nossa vontade com a de Deus. E assim, nos dá o desejo e a força para colocá-la em prática. Você é um cristão. Você se gloria em Deus; você conhece Sua vontade; mas você está praticando a mesma? Essa é a pergunta. Decida em sua mente que você não irá continuar permitindo a discrepância entre seu conhecimento e seu modo de andar. Que você não irá permitir que seu conhecimento esteja tão a frente de sua prática. O Espírito Santo pode fazer com que esses dois aspectos andem de mãos dadas. Aquilo que Ele nos ensina a enxergar, Ele também nos ensina a fazer. Ele é um único Espírito — de luz e poder. Se você conhece a vontade de Deus apenas em sua mente, você não pode praticá-la. Mas se ela for ensinada a você pelo Espírito Santo, então Ele também te dará o poder para colocá-la em prática. Assim, você experimentá-la a benção do Salmo primeiro —

Salmo 1:1—3

1 Bem-aventurado o homem que não anda no conselho dos ímpios, não se detém no caminho dos pecadores, nem se assenta na roda dos escarnecedores.

2 Antes, o seu prazer está na lei do SENHOR, e na sua lei medita de dia e de noite.

3 Ele é como árvore plantada junto a corrente de águas, que, no devido tempo, dá o seu fruto, e cuja folhagem não murcha; e tudo quanto ele faz será bem sucedido.    
OUTROS ESTUDOS DA SÉRIE “NOT MY WILL” — NÃO A MINHA VONTADE

Estudo 001 – A VONTADE DE DEUS — A GLÓRIA DO CÉU

Estudo 002 – FAZENDO A VONTADE DE DEUS — O CAMINHO PARA CÉU

Estudo 003 – FAZENDO A VONTADE DE DEUS — NOSSA UNIDADE COM O SENHOR JESUS

Estudo 004 – FAZENDO A VONTADE DE DEUS — QUE OS PERDIDOS SEJAM SALVOS

Estudo 005 – FAZENDO A VONTADE DE DEUS — O ALIMENTO CELESTIAL

Estudo 006 – FAZENDO A VONTADE DE DEUS — SACRIFICANDO MINHA PRÓPRIA VONTADE

Estudo 007 – FAZENDO A VONTADE DE DEUS — O CAMINHO PARA ILUMINAÇÃO ESPIRITUAL

Estudo 008 — A VONTADE DE DEUS — SEJA FEITA A TUA VONTADE

Estudo 009 — A VONTADE DE DEUS — SENHOR QUE QUERES QUE EU FAÇA?

Estudo 010 — A VONTADE DE DEUS — CONHECENDO E FAZENDO A VONTADE DE DEUS

Estudo 011 — A VONTADE DE DEUS — SENDO UMA PESSOA DE ACORDO COM O CORAÇÃO DE DEUS

Estudo 012 — A VONTADE DE DEUS — SEJA FEITA A VONTADE DE DEUS

Estudo 013 — A VONTADE DE DEUS — PRATICANDO A VONTADE DE DEUS

Estudo 014 — A VONTADE DE DEUS — A RENOVAÇÃO DA MENTE E A VONTADE DE DEUS

Estudo 015 — A VONTADE DE DEUS — É A VONTADE DE DEUS QUE CRISTO NOS LEVE PARA FORA DESSE MUNDO

Estudo 016 — A VONTADE DE DEUS — ORE PARA SER CHEIO COM O CONHECIMENTO DA VONTADE DE DEUS

Estudo 017 — A VONTADE DE DEUS — ENTENDENDO A VONTADE DE DEUS ESPIRITUALMENTE


Que Deus abençoe a todos

Alexandros Meimaridis.

Traduzido do original e adaptado por Alexandros Meimaridis

PS. Pedimos a todos os nossos leitores que puderem que “curtam” nossa página no Facebook através do seguinte link:


Desde já agradecemos a todos.      

Nenhum comentário:

Postar um comentário