segunda-feira, 23 de janeiro de 2017

ESTUDOS NO LIVRO DE PROVÉRBIOS — ESTUDO 011


Resultado de imagem para COMO OBTER A VERDADEIRA SABEDORIA

Nesse estudo iremos abordar o Livro de Provérbios, mas iremos fazer isso de maneira diferente do que apenas apresentar uma exposição, versículo por versículo. Nossa intenção é apresentar os grandes temas que encontramos no livro e dar andamento no mesmo a partir daí.

ESTUDO 011

IX. A OBTENÇÃO DA SABEDORIA

Para quem é a sabedoria? A sabedoria é para qualquer pessoa que a deseja. As pessoas estultas e simples recebem um convite pessoal para a festa da sabedoria que é tão livre quanto o convite para a festa da estultícia —

Provérbios 9:4—6 — O Convite da Sabedoria

4 Quem é simples, volte-se para aqui. Aos faltos de senso diz:

5 Vinde, comei do meu pão e bebei do vinho que misturei.

6 Deixai os insensatos e vivei; andai pelo caminho do entendimento.

Provérbios 9:13—18 — O Convite da Loucura

13 A loucura é mulher apaixonada, é ignorante e não sabe coisa alguma.

14 Assenta-se à porta de sua casa, nas alturas da cidade, toma uma cadeira,

15 para dizer aos que passam e seguem direito o seu caminho:

16 Quem é simples, volte-se para aqui. E aos faltos de senso diz:

17 As águas roubadas são doces, e o pão comido às ocultas é agradável.

18 Eles, porém, não sabem que ali estão os mortos, que os seus convidados estão nas profundezas do inferno.

Mas apesar da sabedoria ser para qualquer pessoa, ela não vem fácil e é tão custosa quanto à formação de um caráter sólido e sadio. A generosidade da sabedoria não é “espalhada”. Pelo contrário, ela é “reservada” para os retos, para os homens que manifestam a “sinceridade”, para os retos em seus “caminhos” e para os “santos” —

Provérbios 2:7—9

7 Ele reserva a verdadeira sabedoria para os retos; é escudo para os que caminham na sinceridade,

8 guarda as veredas do juízo e conserva o caminho dos seus santos.

9 Então, entenderás justiça, juízo e equidade, todas as boas veredas.

O Insensato e o Sábio

O insensato é contrastado com o sábio. Para demonstrar esse contraste o autor cria uma antítese singular: A verdadeira sabedoria só pode ser alcançada por meio de uma revelação divina:

Provérbios 2:6

Porque o SENHOR dá a sabedoria, e da sua boca vem a inteligência e o entendimento.

Devemos tomar muito cuidado para não acrescentar nada ao que está revelado —

Provérbios 30:6

Nada acrescentes às suas palavras.

A verdadeira sabedoria, também vem através do discipulado — de seguir o nosso mestre e tutor, que nesse caso é o próprio Deus, conforme Provérbios 2:6, que foi citado acima. Como falamos antes a sabedoria exige verdadeiro esforço para ser alcançada, exige esforço continuado conforme podemos ler em —

Provérbios 2:1—5

1 Filho meu, se aceitares as minhas palavras e esconderes contigo os meus mandamentos,

2 para fazeres atento à sabedoria o teu ouvido e para inclinares o coração ao entendimento,

3 e, se clamares por inteligência, e por entendimento alçares a voz,

4 se buscares a sabedoria como a prata e como a tesouros escondidos a procurares,

5 então, entenderás o temor do SENHOR e acharás o conhecimento de Deus.

Esse esforço é necessário porque não estamos buscando uma coisa qualquer, mas o próprio Deus — ver verso 5 acima.

As exigências dessa busca dedicada podem ser resumidas nos itens a seguir:

1. Uma verdadeira conversão em direção a Deus. Existem vários provérbios que nos falam dessa decisão. Entre esses nós podemos citar:

Provérbios 9:10

O temor do SENHOR é o princípio da sabedoria, e o conhecimento do Santo é prudência.

Provérbios 8:13

O temor do SENHOR consiste em aborrecer o mal; a soberba, a arrogância, o mau caminho e a boca perversa, eu os aborreço.

Comparar com Provérbios 3:7

Não sejas sábio aos teus próprios olhos; teme ao SENHOR e aparta-te do mal.

Devemos também abandonar nossa tão idolatrada independência, pois ela é o verdadeiro “caminho que parece direito”, conforme —

Provérbios 14:12

Há caminho que ao homem parece direito, mas ao cabo dá em caminhos de morte.

Voltar-se para Deus é, positivamente, voltar-se para a direção de onde procede a luz. Ignorar a luz divina é o maior de todos os pecados da humanidade e o verdadeiro responsável porque os seres humanos serão duramente julgados —

João 3:19

O julgamento é este: que a luz veio ao mundo, e os homens amaram mais as trevas do que a luz; porque as suas obras eram más.

A sabedoria nos convida dizendo: Volte-se para cá! O alcance desse convite antecipa a oferta que encontramos no próprio Evangelho segundo — note os verbos:

Provérbios 9:5—6

5 Vinde, comei do meu pão e bebei do vinho que misturei.

6 Deixai os insensatos e vivei; andai pelo caminho do entendimento.  

2. Em segundo lugar nossa busca pela sabedoria exige devoção ou dedicação. A verdadeira sabedoria apesar de ser possível de ser alcançada por todos é apenas para os que são verdadeiramente humildes, pelos verdadeiramente apaixonados por conquistá-la. Pessoas que seriam capazes de fazer autossacrifícios para possuí-la —

Provérbios 8:34

Feliz o homem que me dá ouvidos, velando dia a dia às minhas portas, esperando às ombreiras da minha entrada.

A sabedoria não é para aqueles que são “sábios aos seus próprios olhos”. Não é para ninguém que pensa que já chegou lá! Que já atingiu o alvo! Os que pensam assim já chegaram ao seu próprio ponto final e não podem mais progredir. Agora note as sábias palavras do apóstolo Paulo quando diz—
Filipenses 3:12—14

12 Não que eu o tenha já recebido ou tenha já obtido a perfeição; mas prossigo para conquistar aquilo para o que também fui conquistado por Cristo Jesus.

13 Irmãos, quanto a mim, não julgo havê-lo alcançado; mas uma coisa faço: esquecendo-me das coisas que para trás ficam e avançando para as que diante de mim estão,

14 prossigo para o alvo, para o prêmio da soberana vocação de Deus em Cristo Jesus.

O ser humano que acha que já alcançou a verdadeira sabedoria ou que acha que já chegou lá, o homem típico “sábio aos seus próprios olhos” não pode sequer ser comparado a um insensato, pois “há maior esperança no insensato do que num homem que pensa assim de si mesmo —

Provérbios 3:7

Não sejas sábio aos teus próprios olhos; teme ao SENHOR e aparta-te do mal.

Provérbios 26:12

Tens visto a um homem que é sábio a seus próprios olhos? Maior esperança há no insensato do que nele.

O homem que acha que já sabe todas as coisas não tem mais nenhuma vontade de ser ensinado. Ele não deseja ser uma pessoa melhor porque ele acha que é bom o suficiente, ou pior, ele se acha o bom. Por outro lado o homem sábio é passível de ser ensinado.

a. Ele deseja continuar aprendendo até o fim dos seus dias —

Provérbios 9:9

Dá instrução ao sábio, e ele se fará mais sábio ainda; ensina ao justo, e ele crescerá em prudência.

b. Ele está sempre aberto para aprender os mandamentos de Deus —

Provérbios 10:8

O sábio de coração aceita os mandamentos, mas o insensato de lábios vem a arruinar-se.

c. E também para ser disciplinado quando necessário —

Provérbios 3:11—18

11 Filho meu, não rejeites a disciplina do SENHOR, nem te enfades da sua repreensão.

12 Porque o SENHOR repreende a quem ama, assim como o pai, ao filho a quem quer bem.

13 Feliz o homem que acha sabedoria, e o homem que adquire conhecimento;

14 porque melhor é o lucro que ela dá do que o da prata, e melhor a sua renda do que o ouro mais fino.

15 Mais preciosa é do que pérolas, e tudo o que podes desejar não é comparável a ela.

16 O alongar-se da vida está na sua mão direita, na sua esquerda, riquezas e honra.

17 Os seus caminhos são caminhos deliciosos, e todas as suas veredas, paz.

18 É árvore de vida para os que a alcançam, e felizes são todos os que a retêm.

O sábio está sempre tão aberto para aprender que também ouve as críticas e os conselhos de outras pessoas —

Provérbios 13:10

Da soberba só resulta a contenda, mas com os que se aconselham se acha a sabedoria.

Provérbios 17:10

Mais fundo entra a repreensão no prudente do que cem açoites no insensato.

Essa atitude existe no sábio apenas porque ele ama e estima a verdade o suficiente para se dispor a pagar o preço, por mais alto que seja, para obtê-la —

Provérbio 23:23

Compra a verdade e não a vendas; compra a sabedoria, a instrução e o entendimento.

OUTROS ESTUDOS ACERCA DO LIVRO DE PROVÉRBIOS

ESTUDO 001

ESTUDO 002

ESTUDO 003

ESTUDO 004

ESTUDO 005

ESTUDO 006

ESTUDO 007

ESTUDO 008

ESTUDO 009

ESTUDO 010


Que Deus abençoe a todos.

Alexandros Meimaridis
PS. Pedimos a todos os nossos leitores que puderem que “curtam” nossa página no Facebook através do seguinte link:


Desde já agradecemos a todos.        

Os comentários não representam a opinião do Blog O Grande Diálogo; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

Nenhum comentário:

Postar um comentário