sábado, 7 de janeiro de 2017

APOCALIPSE: INTRODUÇÃO E AS CARTAS ÀS SETE IGREJAS DA ÁSIA - SERMÃO 024 – APOCALIPSE 3:7-13 - UMA CARTA PARA A IGREJA EM FILADÉLFIA — PARTE 001


Imagem relacionada

O objetivo dessa série é apresentar os três primeiros capítulos do Livro do Apocalipse. Neles vamos encontrar uma REVELAÇÃO muito especial da pessoa de Jesus Cristo. Cremos que é disso que a Igreja dos nossos Dias precisa: Um encontro pessoal e profundo com o Senhor que diz de si mesmo: Eu sou o Alfa e Ômega, diz o Senhor Deus, aquele que é, que era e que há de vir, o Todo-Poderoso. No Final de cada estudo o leitor encontrará os links para os estudos seguintes:


Introdução.

A. Hoje estamos iniciando nossa exposição da sexta carta enviada pelo próprio Senhor Jesus às sete igrejas localizadas na região da Ásia Menor — moderna Turquia.

B. Essa sexta carta foi endereçada para a cidade de Filadélfia — cidade do amor fraternal — e que corresponde à moderna cidade de Alasehit.

C. A cidade de Filadélfia é a cidade mais nova de todas as sete que estamos estudando. Foi fundada por volta do ano 189 a.C.

D. A cidade ficava estrategicamente localizada no entroncamento entre a rota comercial que levava para as regiões ao leste e também numa das rotas postais do império romano que tinha início na cidade de Trôade.

E. Como todas as igrejas anteriores, essa também tem um tema principal. Nesse caso, o tema é: OPORTUNIDADE.

F. Filadélfia como aconteceu com a igreja em Esmirna, é poupada de qualquer crítica da parte do Senhor. Todas as palavras do Senhor Jesus dirigidas à igreja em Filadélfia são de louvor e encorajamento.

G. Bem vamos começar nossa análise:      

COMO O SENHOR JESUS SE APRESENTA PARA A IGREJA EM FILADÉLFIA

I. Os Destinatários – Apocalipse 3:7

A. Como aconteceu com todas as cartas anteriores, essa também é dirigida ao anjo guardião da igreja localizada em Filadélfia.

B. O propósito da carta é acrescentar informações escatológicas — sobre o futuro — bem como lembrar os membros da mesma da seriedade dos temas que serão tratados.

C. Já mencionamos que as igrejas em Esmirna e Filadélfia não recebem nenhuma repreensão do Senhor e as duas igrejas também se parecem na forte oposição que tinham que enfrentar da parte dos judeus — chamados de sinagogas de Satanás.

D. Por esse último motivo, o primeiro nome com o qual Jesus se apresenta é mais que apropriado: O SANTO. Esse é um dos nomes pelo qual o Deus ETERNO se revelou no Antigo Testamento:

Isaías 40:25

A quem, pois, me comparareis para que eu lhe seja igual? —diz o Santo.

Habacuque 3:3

Deus vem de Temã, e do monte Parã vem o Santo. A sua glória cobre os céus, e a terra se enche do seu louvor.

I. O Remetente: Jesus — Apocalipse 3:7.

A. Jesus como remetente não deixa por menos e se apresenta logo como sendo o próprio Deus. Além de se intitular SANTO, Jesus também se apresenta como sendo o VERDADEIRO. 

B. Essas duas palavras no original estão unidas por assíndeto — ausência de uma conjunção: ὁ ἅγιος, ὁ ἀληθινός o ágios, o alithinós — o santo, o verdadeiro. Essa última palavra também reflete uma característica do Deus ETERNO do Antigo Testamento:

Salmos 31:5

Nas tuas mãos, entrego o meu espírito; tu me remiste, SENHOR, Deus da verdade.

C. Jesus não perde tempo e também se apresenta com sendo Deus, ao usar a expressão ὁ ἀληθινός o alithinós — o verdadeiro. Essas mesmas duas expressões são usadas com relação direta ao próprio Deus em:

Apocalipse 6:10

Clamaram em grande voz, dizendo: Até quando, ó Soberano Senhor, santo e verdadeiro, não julgas, nem vingas o nosso sangue dos que habitam sobre a terra?

D. Nessa relação de Jesus com os cristãos em Filadélfia e a cruel perseguição que eles estavam sofrendo nas mãos dos judeus, os quais, acima de tudo negavam que Jesus era o verdadeiro Messias, devemos nos lembrar das palavras de Paulo quando diz:

Romanos 3:3—4 – NTLH

3  Mas, se alguns não foram fiéis, será que por isso Deus vai ser infiel?

4  De modo nenhum! Que Deus continue a ser verdadeiro, mesmo que todas as pessoas sejam mentirosas. Como dizem as Escrituras Sagradas a respeito dele: “Que fique provado que tu tens razão quando falas e que sejas vencedor quando fores julgado.”

E. Jesus como o Messias, o Filho de Davi, também possui a “chave de Davi”. O significado de Jesus possuir essa chave é simples e deve ficar evidente para todos: NINGUÉM ENTRA NO REINO DE DEUS SENÃO POR MEIO DE JESUS CRISTO. Não existe outro caminho, nem outro nome pelo qual importa que sejamos salvos:

João 14:6

Respondeu-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade, e a vida; ninguém vem ao Pai senão por mim.

Atos 4:12

E não há salvação em nenhum outro; porque abaixo do céu não existe nenhum outro nome, dado entre os homens, pelo qual importa que sejamos salvos.

F. Jesus é o único que controla, de forma absoluta, o acesso à Nova Jerusalém, à eternidade. Quem quiser desfrutar da eternidade com Deus precisa se reconciliar com Deus por meio de Jesus. Não existe alternativa, por mais que os homens mintam com suas incontáveis religiões.

G. É provável que os judeus tivessem expulsado os cristãos das suas sinagogas, mas Cristo diz que eles não devem se preocupar com isso, pois o único que pode abrir e fechar os portões do céu é o próprio Senhor Jesus.

H. Todas as decisões humanas são temporais, mas a decisão de Cristo é eterna!

I. Quando Jesus abre as portas da Nova Jerusalém para os gentios — o templo do Espírito Santo — ninguém pode impedi-los de entrar.

J. Do mesmo modo, quando Jesus fecha as portas da Nova Jerusalém para os judeus — as sinagogas de Satanás — ninguém pode forçar a entrada dos mesmos.
Conclusão:

A. A primeira grande verdade que aprendemos com essa carta enviada para a Igreja em Filadélfia é que Deus é Santo — Pai, Filho e Espírito Santo. Por isso somos exortados com as seguintes palavras:

1 Pedro 1:14—16

14 Como filhos da obediência, não vos amoldeis às paixões que tínheis anteriormente na vossa ignorância;

15 pelo contrário, segundo é santo aquele que vos chamou, tornai-vos santos também vós mesmos em todo o vosso procedimento,
16 porque escrito está: Sede santos, porque eu sou santo.

B. Em segundo lugar o nosso Deus é o Deus da verdade e o Senhor Jesus disse: EU SOU A VERDADE. Portanto, meus irmãos e irmãs, ouçamos as palavras de exortação de Paulo que nos diz:

Colossenses 3:9

Não mintais uns aos outros, uma vez que vos despistes do velho homem com os seus feitos.

C. Em terceiro lugar devemos colocar toda nossa confiança em Cristo, mesmo no meio das mais duras tribulações ou aflições severas, pois o próprio Jesus nos prometeu:

Hebreus 13:5

Seja a vossa vida sem avareza. Contentai-vos com as coisas que tendes; porque ele tem dito: De maneira alguma te deixarei, nunca jamais te abandonarei.

OUTRAS MENSAGENS ACERCA DO APOCALIPSE: INTRODUÇÃO E CARTAS ÀS SETE IGREJAS

APOCALIPSE 1:1—20 — SERMÃO 001 — INTRODUÇÃO AO LIVRO DO APOCALIPSE

APOCALIPSE 1:1—20 — SERMÃO 002 — UMA VISÃO DE JESUS CRISTO — PARTE 001

APOCALIPSE 1:1—20 — SERMÃO 003 — UMA VISÃO DE JESUS CRISTO — PARTE 002

APOCALIPSE 2:1—7 — SERMÃO 004 — UMA CARTA PARA A IGREJA EM ÉFESO — PARTE 001

APOCALIPSE 2:1—7 — SERMÃO 005 — UMA CARTA PARA A IGREJA EM ÉFESO — PARTE 002

APOCALIPSE 2:8—11 — SERMÃO 006 — UMA CARTA PARA A IGREJA EM ESMIRNA — PARTE 001

APOCALIPSE 2:8—11 — SERMÃO 007 — UMA CARTA PARA A IGREJA EM ESMIRNA — PARTE 002

APOCALIPSE 2:12—17 — SERMÃO 008 — UMA CARTA PARA A IGREJA EM PÉRGAMO — PARTE 001

APOCALIPSE 2:12—17 — SERMÃO 009 — UMA CARTA PARA A IGREJA EM PÉRGAMO — PARTE 002

APOCALIPSE 2:12—17 — SERMÃO 010 — UMA CARTA PARA A IGREJA EM PÉRGAMO — PARTE 003

APOCALIPSE 2:12—17 — SERMÃO 011 — UMA CARTA PARA A IGREJA EM PÉRGAMO — PARTE 004

APOCALIPSE 2:12—17 — SERMÃO 012 — UMA CARTA PARA A IGREJA EM PÉRGAMO — PARTE 005 FINAL

APOCALIPSE 2:18—29 — SERMÃO 013 — UMA CARTA PARA A IGREJA EM TIATIRA — PARTE 001

APOCALIPSE 2:18—29 — SERMÃO 014 — UMA CARTA PARA A IGREJA EM TIATIRA — PARTE 002

APOCALIPSE 2:18—29 — SERMÃO 015 — UMA CARTA PARA A IGREJA EM TIATIRA — PARTE 003

APOCALIPSE 2:18—29 — SERMÃO 016 — UMA CARTA PARA A IGREJA EM TIATIRA — PARTE 004

APOCALIPSE 2:18—29 — SERMÃO 017 — UMA CARTA PARA A IGREJA EM TIATIRA — PARTE 005

APOCALIPSE 2:18—29 — SERMÃO 018A/B — UMA CARTA PARA A IGREJA EM TIATIRA — PARTE 006A/B

APOCALIPSE 3:1—6 — SERMÃO 019 — UMA CARTA PARA A IGREJA EM SARDES— PARTE 001

APOCALIPSE 3:1—6 — SERMÃO 020 — UMA CARTA PARA A IGREJA EM SARDES— PARTE 002

APOCALIPSE 3:1—6 — SERMÃO 021 — UMA CARTA PARA A IGREJA EM SARDES— PARTE 003

APOCALIPSE 3:1—6 — SERMÃO 022 — UMA CARTA PARA A IGREJA EM SARDES— PARTE 004

APOCALIPSE 3:1—6 — SERMÃO 023 — UMA CARTA PARA A IGREJA EM SARDES— PARTE 005 — FINAL

APOCALIPSE 3:7—13 — SERMÃO 024 – UMA CARTA PARA A IGREJA EM FILADÉLFIA — PARTE 001

APOCALIPSE 3:7—13 — SERMÃO 025 – UMA CARTA PARA A IGREJA EM FILADÉLFIA — PARTE 002
http://ograndedialogo.blogspot.com.br/2017/01/apocalipse-introducao-e-as-cartas-as.html

APOCALIPSE 3:7—13 — SERMÃO 026 – UMA CARTA PARA A IGREJA EM FILADÉLFIA — PARTE 003
http://ograndedialogo.blogspot.com.br/2017/03/apocalipse-introducao-e-as-cartas-as.html

APOCALIPSE 3:7—13 — SERMÃO 027 – UMA CARTA PARA A IGREJA EM FILADÉLFIA — PARTE 004
http://ograndedialogo.blogspot.com.br/2017/04/apocalipse-introducao-e-as-cartas-as.html

Que Deus abençoe a todos.

Alexandros Meimaridis

PS. Pedimos a todos os nossos leitores que puderem que “curtam” nossa página no Facebook através do seguinte link:


Desde já agradecemos a todos. 

Os comentários não representam a opinião do Blog O Grande Diálogo; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

Nenhum comentário:

Postar um comentário