segunda-feira, 21 de março de 2016

ATOS DOS APÓSTOLOS - SERMÃO 024 – DIVERSIDADE DE DONS = CRESCIMENTO DA IGREJA



Esse material é parte de uma série de mensagens pregadas no Livro dos Atos dos Apóstolos. As mensagens cobrem todos os 28 capítulos do Livro de Atos e no final de cada mensagem, você poderá encontrar links para outras mensagens.


Texto: Atos 6:1—7
Introdução

A. No começo da vida da Igreja Cristã, não é difícil perceber as tentativas, realmente diabólicas, para tentar destruir a mesma:

1. Primeiro tivemos a perseguição contra os apóstolos — ver Atos 4:5—22.

2. Depois tivemos a manifesta hipocrisia de Ananias e Safira que pretenderam se apresentar fazendo algo que, de fato, não estavam fazendo. Foram desmascarados e acabaram perdendo a própria vida — ver Atos 5:1—11.

3. Uma nova onda de perseguição foi levantada contra os apóstolos que foram lançados na prisão, foram a julgamento no Sinédrio judaico e, por fim, receberam quarenta açoites. Tudo isso pelo “crime” de pregar acerca de Jesus e da ressurreição dos mortos — ver Atos 5.17—40.

B. Mas a reação dos crentes verdadeiros é muito distinta das pessoas em geral. Em vez de ficarem tristes e chateados com tudo aquilo — prisão + julgamento + açoites — eles, na realidade estavam não apenas alegres, mas de fato, estavam regozijando-se por terem sido considerados dignos de sofrer afrontas por causa do Nome de Jesus — ver Atos 5:40—42.

C. No início do capítulo 6, nos estamos diante duma nova situação potencialmente destruidora da igreja nascente. Dessa vez estamos diante de uma verdadeira distração diabólica cujo objetivo era fazer com que o trabalho de pregação e de ensino dos apóstolos fosse paralisado.

D. Esse serviço apostólico era, naqueles dias, a última fronteira de proteção da Igreja nascente, principalmente contra os falsos ensinamentos que são tão comuns, como todos nós sabemos.

E. Mas os apóstolos tiveram a direção de Deus e resolveram a questão iniciando um processo que deve ser preservado a todo custo pela igreja de todos os tempos:

DIVERSIDADE DE DONS = CRESCIMENTO SADIO DA IGREJA

F. Nesse texto de Atos nos vamos encontrar: 1) um problema; 2) uma solução; 3) um princípio; 4) o resultado final.

I. O Problema – versos 1—2.

A. Ao que parece, a Igreja Cristã tinha tomado como sua responsabilidade cuidar das viúvas — parte do grupo de pessoas protegidas de forma especial por Deus de acordo com Deuteronômio 10:17—18 - desde que:

1. Não tivessem condição de sustentar a si próprias.

2. Não tivessem família que pudesse ajudar no sustento — ver 1 Timóteo 5:3-16.

B. Como acontece em todas as relações humanas, a Igreja Cristã havia herdado algumas situações ruins advindas do judaísmo.

C. Uma dessas situações era a existência de convertidos judeus que eram:

1. Em parte judeus hebreus.

2. Em parte judeus da diáspora ou também chamados de “judeus gregos” ou helenistas.

D. Os judeus hebreus eram aderentes mais estritos dos ritos e tradições judaicas, conforme praticados e ensinados em Jerusalém, ao passo que os judeus da dispersão eram mais abertos e não tão apegados a essas tradições.  

E. Nos milhares de convertidos daqueles dias iniciais, havia pessoas que pertenciam a esses dois grupos. E havia viúvas de ambos os lados: dos hebreus e dos helenistas — verso 1.

F. A queixa surgiu porque as viúvas dos helenistas estavam sendo preteridas na distribuição diária do alimento, quando comparadas com as viúvas dos hebreus.  

G. Tal queixa, chamada de γογγυσμὸς gongusmòs — murmuração foi, certamente dirigida aos apóstolos já que era deles a competência de fazer as distribuições que fossem apropriadas — Atos 4:34—35.

H. Os apóstolos entenderam as graves implicações envolvidas nessa queixa:

1. A queixa quanto à injustiça que estava sendo praticada.

2. O perigo representado pelo fato deles abandonarem o serviço de oração, pregação e ensino da palavra — verso 2 — que eram a única defesa que a Igreja dispunha naqueles dias contra falsos ensinamentos.

II. A Solução – Versos 2—6.

A. Decidir de forma democrática a solução do problema. A igreja de Deus não tem “dono”, apesar de ter muita gente querendo mandar nela! Temos apenas um Senhor —

Mateus 23:6—11

6 Amam o primeiro lugar nos banquetes e as primeiras cadeiras nas sinagogas,

7 as saudações nas praças e o serem chamados mestres pelos homens.

8 Vós, porém, não sereis chamados mestres, porque um só é vosso Mestre, e vós todos sois irmãos.

9 A ninguém sobre a terra chameis vosso pai; porque só um é vosso Pai, aquele que está nos céus.

10 Nem sereis chamados guias, porque um só é vosso Guia, o Cristo.

11 Mas o maior dentre vós será vosso servo.

B. Somos todos servos e somos ordenados a servir uns aos outros —

Marcos 10.35—45

35 Então, se aproximaram dele Tiago e João, filhos de Zebedeu, dizendo-lhe: Mestre, queremos que nos concedas o que te vamos pedir.

36 E ele lhes perguntou: Que quereis que vos faça?

37 Responderam-lhe: Permite-nos que, na tua glória, nos assentemos um à tua direita e o outro à tua esquerda.

38 Mas Jesus lhes disse: Não sabeis o que pedis. Podeis vós beber o cálice que eu bebo ou receber o batismo com que eu sou batizado?

39 Disseram-lhe: Podemos. Tornou-lhes Jesus: Bebereis o cálice que eu bebo e recebereis o batismo com que eu sou batizado;

40 quanto, porém, ao assentar-se à minha direita ou à minha esquerda, não me compete concedê-lo; porque é para aqueles a quem está preparado.

41 Ouvindo isto, indignaram-se os dez contra Tiago e João.

42 Mas Jesus, chamando-os para junto de si, disse-lhes: Sabeis que os que são considerados governadores dos povos têm-nos sob seu domínio, e sobre eles os seus maiorais exercem autoridade.

43 Mas entre vós não é assim; pelo contrário, quem quiser tornar-se grande entre vós, será esse o que vos sirva;

44 e quem quiser ser o primeiro entre vós será servo de todos.

45 Pois o próprio Filho do Homem não veio para ser servido, mas para servir e dar a sua vida em resgate por muitos.

Gálatas 5:13

Porque vós, irmãos, fostes chamados à liberdade; porém não useis da liberdade para dar ocasião à carne; sede, antes, servos uns dos outros, pelo amor.

1 Pedro 4:10

Servi uns aos outros, cada um conforme o dom que recebeu, como bons despenseiros da multiforme graça de Deus.

1. O serviço dos apóstolos, por causa do chamado que receberam, era orar pela igreja, pregar e ensinar a palavra de Deus.

2. O chamado desses homens era para servir as mesas durante a distribuição diária dos alimentos.

C. As duas tarefas necessitam de pessoas “cheias com o Espírito Santo”.

III. O Princípio.

A. Todos os cristãos estão em Cristo. Por esse motivo, nossa posição e rigorosamente a mesma. Não tem ninguém superior nem, muito menos, inferior. Estamos todos em Cristo.

B. Em Cristo temos diferentes funções e a Igreja de Deus, precisa da participação de cada indivíduo para ser aquilo que o próprio Senhor deseja que ela seja.

C. Na Igreja Cristã não existem nem figurões nem figurinhas. Somos colocados no corpo de Cristo com um único objetivo — SERVIR UNS AOS OUTROS.

IV. O Resultado — verso 7.

A. Quando a Igreja funciona como deve, os resultados não se fazem esperar:

1. Crescia a Palavra de Deus.

2. Se multiplicava o número de discípulos.

3. Muitíssimos sacerdotes obedeciam à fé. Ao contrário de Gamaliel e seu terrível conselho do 
tipo “deixa com está prá ver como é que fica”, muitos sacerdotes foram convencidos pela pregação da palavra e aceitaram a Salvação em Jesus.

Conclusão

A. A murmuração, da perspectiva, bíblica é sempre pecado e não pode fazer parte do nosso repertório de formas a serem utilizadas para denunciarmos algo errado ou tentarmos mudar as coisas —

Filipenses 2:14

Fazei tudo sem murmurações nem contendas.

1 Pedro 4:9

Sede, mutuamente, hospitaleiros, sem murmuração.

Comparar com —

Tiago 4:11

Irmãos, não faleis mal uns dos outros. Aquele que fala mal do irmão ou julga a seu irmão fala mal da lei e julga a lei; ora, se julgas a lei, não és observador da lei, mas juiz.

Tiago 5:9

Irmãos, não vos queixeis uns dos outros, para não serdes julgados. Eis que o juiz está às portas.

2. Jesus veio para derrubar todas as paredes que possam, possivelmente, fazer separação entre as pessoas —

Efésios 2:11—22

11 Portanto, lembrai-vos de que, outrora, vós, gentios na carne, chamados incircuncisão por aqueles que se intitulam circuncisos, na carne, por mãos humanas,

12 naquele tempo, estáveis sem Cristo, separados da comunidade de Israel e estranhos às alianças da promessa, não tendo esperança e sem Deus no mundo.

13 Mas, agora, em Cristo Jesus, vós, que antes estáveis longe, fostes aproximados pelo sangue de Cristo.

14 Porque ele é a nossa paz, o qual de ambos fez um; e, tendo derribado a parede da separação que estava no meio, a inimizade,

15 aboliu, na sua carne, a lei dos mandamentos na forma de ordenanças, para que dos dois criasse, em si mesmo, um novo homem, fazendo a paz,

16 e reconciliasse ambos em um só corpo com Deus, por intermédio da cruz, destruindo por ela a inimizade.

17 E, vindo, evangelizou paz a vós outros que estáveis longe e paz também aos que estavam perto;

18 porque, por ele, ambos temos acesso ao Pai em um Espírito.

19 Assim, já não sois estrangeiros e peregrinos, mas concidadãos dos santos, e sois da família de Deus,

20 edificados sobre o fundamento dos apóstolos e profetas, sendo ele mesmo, Cristo Jesus, a pedra angular;

21 no qual todo o edifício, bem ajustado, cresce para santuário dedicado ao Senhor,

22 no qual também vós juntamente estais sendo edificados para habitação de Deus no Espírito.

Assim, em Cristo, não existe: Gálatas 3:28 e Colossenses 3:11:

Nem judeu, nem grego.

Nem escravo, nem liberto.

Nem homem, nem mulher.

Circuncisão, nem incircuncisão

Nem bárbaro, nem cita.

Porque, o próprio Cristo é tudo em todos!

3. Hoje em dia, pela graça de Deus, temos a Bíblia completa em nossas mãos — Antigo e Novo Testamento — e ela deve ser nossa única regra de fé e prática. A função central dos pastores no Novo Testamento é expor com fidelidade a Palavra de Deus —

1 Coríntios 4:1—2

1 Assim, pois, importa que os homens nos considerem como ministros de Cristo e despenseiros dos mistérios de Deus.

2 Ora, além disso, o que se requer dos despenseiros é que cada um deles seja encontrado fiel.

1 Timóteo 5:17

Devem ser considerados merecedores de dobrados honorários os presbíteros que presidem bem, com especialidade os que se afadigam na palavra e no ensino.

D. A Igreja de Cristo precisa de você, de cada um de vocês. Você é a resposta porque a igreja não vai tão bem como deveria; porque existe tanta murmuração e buchichos dentro das comunidades.

1. A Comunidade Boas Novas precisa, urgentemente, de pessoas que se envolvam prá valer no nosso ministério de ensino, especialmente com as crianças.

2. Precisamos de irmãos e irmãs que se disponham a ajudar uns aos outros em pequenos deslocamentos, em visitas onde uma leitura da bíblia e uma oração possam ser feitas para o fortalecimento de pessoas enfermas ou desanimadas.

3. Precisamos de irmãos e irmãs que se disponham a sair visitando as famílias aqui do bairro, compartilhando com elas a salvação em Jesus.

4. Precisamos de pessoas que se ofereçam voluntariamente para fazer todo tipo de serviço que seja necessário para o bom andamento da comunidade, como foi o caso desses sete homens eleitos aqui em Atos 6.

E. O que vai ser? O que queremos?

1. Ficar de braços cruzados e murmurar, queixar e reclamar?

2. Ou nos envolver, fazer a nossa parte e ver a Palavra de Deus crescer e os discípulos de Jesus se multiplicarem.

3. A decisão compete a você. A Comunidade Presbiteriana Boas Novas será tão boa quanto bom for o envolvimento de cada um dos seus membros nas necessidades que ela tem

OUTRAS MENSAGENS DO LIVRO DOS ATOS DOS APÓSTOLOS

SERMÃO 001 — INTRODUÇÃO AO LIVRO DOS ATOS DOS APÓSTOLOS — Lucas 1:1—4 e Atos 1:1—2

SERMÃO 002 — INTRODUÇÃO AO LIVRO DOS ATOS DOS APÓSTOLOS — PARTE 2 — Lucas 1:1—4 e Atos 1:1—2

SERMÃO 003 — A TRANSIÇÃO DO VOLUME ANTERIOR — Atos 1:1—5

SERMÃO 004 — A NOVA DIREÇÃO EXPLICADA — Atos 1:6—8

SERMÃO 005 — A ASCENSÃO DE JESUS — Atos 1:9—11

SERMÃO 006 — PERSEVERANDO UNÂNIMES — Atos 1:12—26

SERMÃO 007 — O DIA DO PENTECOSTES – PARTE 001 — Atos 2:1—4

SERMÃO 008 — O DIA DO PENTECOSTES – PARTE 002 — Atos 2:5—15

SERMÃO 009 — A PROFECIA DE JOEL — Atos 2:14—21

SERMÃO 010 — O PRIMEIRO SERMÃO — PARTE 001 — Atos 2:22—36

SERMÃO 011 — O PRIMEIRO SERMÃO — PARTE 002 — Atos 2:37—41

SERMÃO 012 — A VIDA DOS PRIMEIROS CRISTÃOS — Atos 2:42—47

SERMÃO 013 — A VIDA DOS PRIMEIROS CRISTÃOS — Atos 2:42—47 — PARTE 002

SERMÃO 014 — A CURA DE UM PARALÍTICO DE NASCENÇA — Atos 3:1—10

SERMÃO 015 — A EXALTAÇÃO DE JESUS E A CONDENAÇÃO DOS HOMENS — Atos 3:11—21

SERMÃO 016 — SALVAÇÃO E REFRIGÉRIO: BÊNÇÃOS DAS DUAS VINDAS DE JESUS— Atos 3:17—21

SERMÃO 017 — JESUS CUMPRE AS PROFECIAS DO ANTIGO TESTAMENTO — Atos 3:22—26

SERMÃO 018 — INÍCIO DAS PERSEGUIÇÕES — Atos 4:1—22

SERMÃO 019 — A IGREJA ORA EM COMUNHÃO — Atos 4:23—31

SERMÃO 020 — A IGREJA VIVE EM COMUNHÃO — Atos 4:32—37

SERMÃO 021 — ANANIAS E SAFIRA — Atos 5:1—11

SERMÃO 022 — A COMUNIDADE DOS CRENTES — Atos 5:12—16

SERMÃO 023 — PRISÃO, JULGAMENTO, AÇOITES = ALEGRIA E O PARECER DE GAMALIEL — Atos 5:17—42

SERMÃO 024 — DIVERSIDADE DE DONS = CRESCIMENTO DA IGREJA — Atos 6:1—7

SERMÃO 025 — UM HOMEM CHAMADO ESTÊVÃO — Atos 6:8—12
http://ograndedialogo.blogspot.com.br/2016/05/atos-dos-apostolos-sermao-025-um-homem.html

Que Deus abençoe a todos.

Alexandros Meimaridis

PS. Pedimos a todos os nossos leitores que puderem que “curtam” nossa página no Facebook através do seguinte link:

Desde já agradecemos a todos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário