quarta-feira, 23 de março de 2016

GÊNESIS - Estudo 038 — PARTE 33 — A ALIANÇA DE DEUS COM NOÉ — PARTE 001


Este estudo é parte de uma Análise do Livro do Gênesis. Nosso interesse é ajudar todos os leitores a apreciarem a rica herança que temos nas páginas da História Primeva da Humanidade. No final de cada estudo o leitor encontrará direções para outras partes desse estudo. 
O Livro do Gênesis
O Princípio de Todas as Coisas

בְּרֵאשִׁית בָּרָא אֱלֹהִים אֵת הַשָּׁמַיִם וְאֵת הָאָרֶץ        
      Eretz ha  ve-et  Hashamaim  et  Elohim    Bará     Bereshit
    Terra  a      e   céus       os  Deus    criou   princípio No
                                                                                         Gênesis 1:1
IX. A História de Noé — Continuação.



5. A Aliança de Deus com Noé – Gênesis 9.

a. O capítulo 9 de Gênesis é fundamental para entendermos todo o restante da história da humanidade, pois o mesmo registra um novo início para a raça humana, com algumas mudanças, realmente cruciais, no que diz respeito ao primeiro início com Adão e Eva. O esboço do capítulo é como segue:

i. Deus abençoa a Noé e a Seus Filhos — ver Gênesis 9:1 e 7 e comparar com Gênesis 1:28a.

ii. As outras criaturas teriam verdadeiro pavor do ser humano — ver Gênesis 9:2 e comparar com Gênesis 1:28b.

b. Permissão para consumir animais concedida, mas com a proibição de não consumir o sangue dos animais — ver Gênesis 9:3—4 e comparar com Gênesis 1:29.

c. Proibição de derramar sangue humano. Preço a ser pago: derramamento do sangue do agressor seja ele humano ou animal — ver Gênesis 9:5—6 e comparar com Gênesis 4:11—12.

d. Estabelecimento de uma aliança entre Noé e os seus, bem como com todos os animais e com toda a natureza — ver Gênesis 9:8—11 e comparar com Gênesis  6:12—13.

e. O arco-íris é concedido como sinal da aliança firmada — ver Gênesis 9:12—17.

f. Toda a raça humana presente ou atual, descende diretamente dos três filhos de Noé. Por semelhante modo, todos os animais do tempo presente descendem daqueles que saíram da arca — ver Gênesis 9:18—19.

g. Noé planta uma vinha, bebe do vinho, fica bêbado e deita-se nu em sua tenda — ver Gênesis 9:20—21.

h. A atitude repreensível de Cam — ver Gênesis 9:22.

9. A atitude louvável de Sem e Jafé — ver Gênesis 9:23.

i. Noé declara, de forma profética, a servidão da posteridade de Cam. Note que a maldição é realmente dirigida a partir do filho de Cam que se chamava Canaã – ver Gênesis 9:24—25.

j. Noé declara, de forma profética, a exaltação de Sem e de Jafé — ver Gênesis 9:26 – 27.

k. A idade de Noé e sua morte aos 950 anos – ver Gênesis 9:28.

6. Deus abençoa a Noé e a Seus Filhos – Gênesis 9:1—7

O final do capítulo 8 do livro do Gênesis registra as bondosas palavras de Deus acerca da raça humana e da vida na terra —

Gênesis 8:21—22

21 E o SENHOR aspirou o suave cheiro e disse consigo mesmo: Não tornarei a amaldiçoar a terra por causa do homem, porque é mau o desígnio íntimo do homem desde a sua mocidade; nem tornarei a ferir todo vivente, como fiz.

22 Enquanto durar a terra, não deixará de haver sementeira e ceifa, frio e calor, verão e inverno, dia e noite.

O capítulo 9 inicia com uma continuação dessas palavras de bondade da parte de Deus. Deus abençoa a Noé e seus filhos — ver Gênesis 9:1. Nessa bênção nós encontramos palavras semelhantes às que foram proferidas sobre nossos primeiros pais — ver Gênesis 1:28. Todas as bênçãos que procedem de Deus são originadas em Seu próprio “coração” e fluem em nossa direção de maneira inexorável — ver Efésios 1:11 e 3:11. Falando ao povo de Israel através do profeta Jeremias Deus desnuda Seus planos para com Seu povo —

Jeremias 29:11

Eu é que sei que pensamentos tenho a vosso respeito, diz o SENHOR; pensamentos de paz e não de mal, para vos dar o fim que desejais.

É certo que Noé ofereceu sacrifícios a Deus — ver Gênesis 8:20 — e que Deus sempre abençoa aqueles que se dispõem a adorá-lo e a colocá-lo em primeiro lugar em suas vidas, como fez Noé, assim que saiu da arca. Quando somos gratos a Deus por suas misericórdias a resposta de Deus é sempre nos abençoar mais ainda. Este é o caso de Noé e de seus filhos aqui neste capítulo.

Os primeiro sete versículos de Gênesis 9 são uma verdadeira demonstração da verdade que acabamos de referir acima. Eles representam a “carta magna” do novo começo da raça humana. Ao contrário da invencionice dos rabinos judeus representada pelas ideológicas “Sete Leis Noaicas” — ver nosso artigo acerca desse tema aqui: http://ograndedialogo.blogspot.com.br/2012/07/as-sete-leis-noaicas.html — as palavras proferidas por Deus demonstram apenas Seu interesse em abençoar e fazer o bem a todos nós que descendemos dos três filhos de Noé. Seguem-se as bênçãos:

1. Em primeiro lugar — ver Gênesis 9:1 — Deus concede todo o planeta Terra para ser ocupado por Noé e seus descendentes. Para garantir esta ocupação Deus ordena que eles sejam fecundos e se multipliquem. Aqui temos que nos lembrar sempre que, todas as vezes que Deus nos outorga um mandamento, Ele nos dá todas as condições para que possamos cumprir de forma satisfatória o que nos foi ordenado —

2 Pedro 1:2—4

2 Graça e paz vos sejam multiplicadas, no pleno conhecimento de Deus e de Jesus, nosso Senhor.

3 Visto como, pelo seu divino poder, nos têm sido doadas todas as coisas que conduzem à vida e à piedade, pelo conhecimento completo daquele que nos chamou para a sua própria glória e virtude,

4 pelas quais nos têm sido doadas as suas preciosas e mui grandes promessas, para que por elas vos torneis co-participantes da natureza divina, livrando-vos da corrupção das paixões que há no mundo

A consequência direta dessa verdade é que nós não temos mais desculpas para não viver vidas que sejam coerentes com as verdades que conhecemos —

2 Pedro 1:5—10

5 por isso mesmo, vós, reunindo toda a vossa diligência, associai com a vossa fé a virtude; com a virtude, o conhecimento;

6 com o conhecimento, o domínio próprio; com o domínio próprio, a perseverança; com a perseverança, a piedade;

7 com a piedade, a fraternidade; com a fraternidade, o amor.

8 Porque estas coisas, existindo em vós e em vós aumentando, fazem com que não sejais nem inativos, nem infrutuosos no pleno conhecimento de nosso Senhor Jesus Cristo.

9 Pois aquele a quem estas coisas não estão presentes é cego, vendo só o que está perto, esquecido da purificação dos seus pecados de outrora.

10 Por isso, irmãos, procurai, com diligência cada vez maior, confirmar a vossa vocação e eleição; porquanto, procedendo assim, não tropeçareis em tempo algum.


Assim, Deus ordenou não apenas uma vez e sim duas vezes, que eles fossem fecundos e se multiplicassem — ver Gênesis 9:1 e 7. O planeta Terra foi entregue aos seres humanos por Deus para que eles possam possuí-lo —

Salmos 115:16

Os céus são os céus do SENHOR, mas a terra, deu-a ele aos filhos dos homens.

A Terra por certo não é um paraíso, mas é bem mais do que merecemos e, graças a Deus, que a mesma não é o inferno, apesar de que muitas vezes nós, os seres humanos a temos transformado em algo próximo a um verdadeiro inferno.

2. Em segundo lugar, Deus também concede — ver Gênesis 9:2 — poder sobre todas as outras criaturas. Esta bênção também repete, em certo sentido, a bênção concedida aos primeiros seres humanos criados — ver Gênesis 1:28. A diferença reside no fato de que na primeira vez o ser humano, em seu estado de inocência, dominava sobre os animais em meio a uma relação pacífica, baseada no amor — ver, por exemplo, Gênesis 2:19—20; enquanto que agora, neste recomeço, com os seres humanos caídos, a relação estaria baseada em — מוֹרַאֲכֶם mowr`akem — pavor e — חִתְּכֶם chitthekem —  medo, da parte dos animais. A realidade dessas palavras é atestada através de toda a história da humanidade. Cavalos e bois aceitam jugos e com docilidade têm ajudados as seres humanos nas mais diversas atividades. Carneiros mantêm-se em absoluto silêncio, tanto diante daquele que os tosquia, quanto diante do açougueiro, por puro medo. Mesmo os animais violentos preferem se manter à distância dos seres humanos e, nunca se organizam em nenhum tipo de rebelião contra os humanos.

3. Em terceiro lugar, Deus concede a autorização para que os seres humanos, após o dilúvio, possam tomar e comer também animais — ver Gênesis 9:3 — ao contrário do que foi ordenado no princípio da criação — ver Gênesis 1:29—30. Especula-se que uma boa parte da riqueza do solo foi destruída pelo dilúvio e que isto, teve um impacto direto tanto sobre a variedade, quanto sobre a quantidade de alimentos que eram produzidos antes do dilúvio. Assim, Deus teria estendido aos seres humanos a possibilidade de comer também carne de animais, o que aparentemente, não havia ainda sido praticado. Tolices como essa que é defendida por Ellen Gould White e pelos adventistas, de que devemos ser vegetarianos, além de ser uma pretensão hipócrita, já que pessoas que conviveram com a “voz de profecia” nos informam que a mesma foi carnívora toda sua vida, não fazem o menor sentido diante da afirmação de Paulo em

1 Timóteo 4:1—5

1 Ora, o Espírito afirma expressamente que, nos últimos tempos, alguns apostatarão da fé, por obedecerem a espíritos enganadores e a ensinos de demônios,

2 pela hipocrisia dos que falam mentiras e que têm cauterizada a própria consciência,

3 que proíbem o casamento e exigem abstinência de alimentos que Deus criou para serem recebidos, com ações de graças, pelos fiéis e por quantos conhecem plenamente a verdade;

4 pois tudo que Deus criou é bom, e, recebido com ações de graças, nada é recusável,

5 porque, pela palavra de Deus e pela oração, é santificado.

A leitura atenta destes versículos nos ensina que tal proibição, de comer carne, não procede de Deus e sim de espíritos enganadores e de demônios. Portanto devemos tomar muito cuidado com estes falsos ensinos e, alinhar nossas vidas, sempre de acordo com o que é ensinado pelas Escrituras. É verdade que sob a Lei concedida a Moisés, certos alimentos de origem animal foram proibidos. Mas esse não é o caso aqui e, certamente, não é o caso sob a dispensação do evangelho da graça sob o qual estamos vivendo agora, conforme acabamos de ler na epístola de Paulo a Timóteo.     

As bênçãos de Deus são repletas de bondade e graça e mostram a boa vontade de Deus para com a humanidade. Não há nada aqui que sugira, mesmo remotamente, algo como as 7 Leis Noaicas.

4. Em quarto lugar, Deus ordena que aqueles que saíram da arca, apesar de poderem comer de tudo, não devem comer alimentos que sejam prejudiciais e não saudáveis como, por exemplo, carne com sangue ou crua — ver Gênesis 9:4. Porque Deus teria dado este tipo de mandamento. O motivo aparente é que este tipo de consumo, em vez de sustentá-los poderia acabar por destruí-los. Alimentos, especialmente de origem animal, devem ser preparados e não comidos crus como fizeram os soldados de Saul —

1 Samuel 14:31—32

31 Feriram, porém, aquele dia aos filisteus, desde Micmás até Aijalom. O povo se achava exausto em extremo;

32 e, lançando-se ao despojo, tomaram ovelhas, bois e bezerros, e os mataram no chão, e os comeram com sangue.

Além do mais a própria Bíblia nos adverte contra os excessos do consumo de carnes — ver Provérbios 23:20. Esse mandamento também tinha o propósito de nos ensinar que não devemos ser cruéis com os animais. Devemos ser senhores sobre os animais, mas não tiranos. Podemos matá-los para alimento, mas não maltratá-los por diversão. Tempos depois de Noé, já nas leis cerimoniais dadas através de Moisés, o derramamento do sangue do animal era requerido como uma forma de expiação pelas almas dos pecadores —

Levítico 17:11

11 Porque a vida da carne está no sangue. Eu vo-lo tenho dado sobre o altar, para fazer expiação pela vossa alma, porquanto é o sangue que fará expiação em virtude da vida.

A partir do advento de Jesus, Seu próprio sacrifício serviu de expiação pelos nossos pecados e os mandamentos da Lei do Senhor concedidos a Moisés foram completamente abolidos —
Efésios 2:14—16

14 Porque ele é a nossa paz, o qual de ambos fez um; e, tendo derribado a parede da separação que estava no meio, a inimizade,

15 aboliu, na sua carne, a lei dos mandamentos na forma de ordenanças, para que dos dois criasse, em si mesmo, um novo homem, fazendo a paz,

16 e reconciliasse ambos em um só corpo com Deus, por intermédio da cruz, destruindo por ela a inimizade.

CONTINUA...

OUTROS ARTIGOS ACERCA DO LIVRO DE GÊNESIS

001 — Introdução e Esboço

002 — Introdução ao Gênesis — Parte 2 — Teorias Acerca da Criação

003 — Introdução ao Gênesis — Parte 3 — A História Primeva e Sua Natureza

004 — Introdução ao Gênesis — Parte 4 — A Preparação para a Vida Na Terra

005 — Introdução ao Gênesis — Parte 5 — A Criação da Vida

006 — Introdução ao Gênesis — Parte 6 — O DEUS CRIADOR

007 — Introdução ao Gênesis — Parte 7 — OS NOMES DO DEUS CRIADOR, OS CÉUS E A TERRA

008 – Gênesis — A Criação de Deus - Parte 1 – A Criação de Deus Dia a Dia – O Primeiro Dia — Parte 1

009 – Gênesis — A Criação de Deus - Parte 8A – A Criação de Deus Dia a Dia – O Primeiro Dia — Parte 2

010 — Estudo de Gênesis — A Criação de Deus - Parte 9 – A Criação de Deus Dia a Dia – O Segundo e o Terceiro Dia

011 — Estudo de Gênesis — A Criação de Deus — Parte 10 — A Criação de Deus Dia a Dia — O Quarto Dia

012 — Estudo de Gênesis — A Criação de Deus — Parte 11 — A Criação de Deus Dia a Dia — O Quinto Dia

013 — Estudo de Gênesis — A Criação de Deus — Parte 12 — A Criação de Deus Dia a Dia — O Sexto Dia — Parte 1

013A — Estudo de Gênesis — A Criação de Deus — Parte 12A — A Criação de Deus Dia a Dia — O Sexto Dia — Parte 2

014 — Estudo de Gênesis — A Criação de Deus — Parte 13 — Teorias Evolutivas

015 — Estudo de Gênesis — Gênesis 2 — Parte 14 — GÊNESIS 2A

016 — Estudo de Gênesis — Gênesis 2 — Parte 15 — GÊNESIS 2B

017 — Estudo de Gênesis — Gênesis 3 — Parte 16 — GÊNESIS 3A

018 — Estudo de Gênesis — Gênesis 3 — Parte 17 — GÊNESIS 3B

019 — Estudo de Gênesis — Gênesis 3 — Parte 18 — GÊNESIS 3C

020 — Estudo de Gênesis — Gênesis 3 — O Livre Arbítrio — Parte 19

021 — Estudo de Gênesis — Gênesis 3 — O Dois Adãos — Parte 20

022 — Estudo de Gênesis — Gênesis 4 — A Era Pré-Patriarcal e a Mulher de Caim — Parte 21

023 — Estudo de Gênesis — Gênesis 4 — Caim, O Primeiro Construtor de Uma Cidade — Parte 22

024 — Estudo de Gênesis — Gênesis 4 — Caim, Como Assassino e Fugitivo da Presença de Deus — Parte 23

025 — Estudo de Gênesis — Gênesis 4 — Caim, Como Primeiro Construtor de uma Cidade e Pseudo-Salvador da Humanidade — Parte 24

026 — Estudo de Gênesis — Gênesis 4 — A Conclusão Acerca de Caim — Parte 25

027 — Estudo de Gênesis — Gênesis 5 — Sete e outros Patriarcas Antediluvianos — Parte 26

028 — Estudo de Gênesis — Gênesis 6 — A Perversidade Humana, Os Filhos de Deus e as Filhas dos Homens— Parte 27A

029 — Estudo de Gênesis — Gênesis 6 — OS Nefilim e os Guiborim — Os Gigantes e os Valentes — Parte 27B

030 — Estudo de Gênesis — Gênesis 6 — A Maldade do Coração Humano— Parte 27C.

031 — Estudo de Gênesis — Gênesis 6 — A Corrupção Humana Sobre a Face da Terra e Deus Pode se Arrepender? — Parte 27D.

032 — Estudo de Gênesis — Gênesis 6 — Noé e a arca que ele construiu orientado por Deus — Parte 28A.

033 — Estudo de Gênesis — Gênesis 6 — Noé e a arca que ele construiu orientado por Deus — Parte 28B.

034 — Estudo de Gênesis — Gênesis 7 — Noé e a arca que ele construiu orientado por Deus — Parte 29 — O Dilúvio Foi Global Ou Local?

035 — Estudo de Gênesis — Gênesis 8 — A promessa que Deus Fez a Noé e seus descendentes — Parte 30 — Nunca Mais Destruirei a Terra Pela Água

036 — Estudo de Gênesis —  O Valor Perene do Dilúvio para todas as Gerações — PARTE 001

037 — Estudo de Gênesis — O Valor Perene do Dilúvio para todas as Gerações — PARTE 002

038 — Estudo de Gênesis — A Aliança de Deus com Noé — PARTE 001

039 — Estudo de Gênesis — A Aliança de Deus com Noé — PARTE 002

040 — Estudo de Gênesis — A Aliança de Deus com Noé — PARTE 003

041 — Estudo de Gênesis — A Aliança de Deus com Noé — PARTE 004 — A NATUREZA DA ALIANÇA ENTRE DEUS E NOÉ



042 — Estudo de Gênesis — A Aliança de Deus com Noé — PARTE 005 — OS FILHOS DE NOÉ — PARTE 001

043 — Estudo de Gênesis — A Aliança de Deus com Noé — PARTE 006 — OS FILHOS DE NOÉ — PARTE 002 — OS NEGROS SÃO AMALDIÇOADOS?
Que Deus abençoe a todos.

Alexandros Meimaridis

PS. Pedimos a todos os nossos leitores que puderem que “curtam” nossa página no Facebook através do seguinte link:


Desde já agradecemos a todos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário