segunda-feira, 8 de agosto de 2016

ESTUDOS NO LIVRO DE PROVÉRBIOS — ESTUDO 009



Nesse estudo iremos abordar o Livro de Provérbios, mas iremos fazer isso de maneira diferente do que apenas apresentar uma exposição, versículo por versículo. Nossa intenção é apresentar os grandes temas que encontramos no livro e dar andamento no mesmo a partir daí.

ESTUDO 009

CONTINUAÇÃO

2. A segunda faceta da sabedoria que encontramos em Provérbios 1 e 2 é representada pelas expressões: entendimento e compreensão. As definições desses termos são como seguem em

Provérbios 1:2

Para aprender a sabedoria e o ensino; para entender as palavras de inteligência.

בִיןbyin, cujo significado é:

Discernir, compreender, considerar, perceber, saber — com a mente — observar, marcar, atentar, distinguir, ter discernimento, ser inteligente, discreto, ter compreensão.

Provérbios 2:2

Para fazeres atento à sabedoria o teu ouvido e para inclinares o coração ao entendimento.

תְּבוּנָה tebunah, cujo significado é:

Compreensão, inteligência, o ato do entendimento, habilidade, a capacidade do entendimento, compreensão, percepção, o objeto do conhecimento, professor — como personificação. A ideia principal por trás dessas duas expressões pode ser melhor avaliada, pelo fato das duas serem derivadas de um mesmo e único verbo que é “discernir”. Foi o próprio rei Salomão que uniu essas duas ideias ao pedir para Deus que tivesse —

1 Reis 3:9—10

Dá, pois, ao teu servo coração compreensivo para julgar a teu povo, para que prudentemente discirna entre o bem e o mal; pois quem poderia julgar a este grande povo?

Comparar com:

Filipenses 1:9

E também faço esta oração: que o vosso amor aumente mais e mais em pleno conhecimento e toda a percepção, para aprovardes as coisas excelentes e serdes sinceros e inculpáveis para o Dia de Cristo.

Hebreus 5:14

Mas o alimento sólido é para os adultos, para aqueles que, pela prática, têm as suas faculdades exercitadas para discernir não somente o bem, mas também o mal.
Ainda de Provérbios 2:2 acima, nós podemos nos apropriar da expressão hebraica לֵב leb — traduzida comumente por coração, mas que também tem o sentido de: ser interior, mente, vontade, inteligência. Desse modo, a mesma pode ser interpretada como “entendimento” como temos na Versão de Almeida Revista e Corrigida nos versos de —

Provérbios 6:32 na ARC

O que adultera com uma mulher é falto de entendimento; destrói a sua alma o que tal faz.

Provérbios 10:13 na ARC

Nos lábios do sábio se acha a sabedoria, mas a vara é para as costas do falto de entendimento.
Um exemplo prático disso pode ser visto em –

Oséias 7:11

Porque Efraim é como uma pomba enganada, sem entendimento; chamam o Egito e vão para a Assíria.

Outras vezes, לֵבlebcoração, pode ser traduzida pela palavra “senso” —

Provérbios 10:13 na ARA

Nos lábios do prudente, se acha sabedoria, mas a vara é para as costas do falto de senso.

CONTINUA...

Que Deus abençoe a todos.

Alexandros Meimaridis
PS. Pedimos a todos os nossos leitores que puderem que “curtam” nossa página no Facebook através do seguinte link:


Desde já agradecemos a todos. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário