quarta-feira, 31 de agosto de 2016

INTRODUÇÃO AO NOVO TESTAMENTO — ESTUDO 012 — INTRODUÇÃO AOS EVANGELHOS — INTRODUÇÃO AO EVANGELHO DE MATEUS — PARTE 007



Resultado de imagem para as palavras de jesus

Essa série pretende disponibilizar as informações mais importantes acerca de cada um dos 27 livros que compõem o Novo Testamento. Desde que lançamos nossa série de Introdução ao Antigo Testamento, muitos leitores têm nos questionando acerca de algum material semelhante com respeito ao Novo Testamento. Então, aproveitando que iniciamos uma série de estudos acerca dos manuscritos do Novo Testamento — tecnicamente chamada de “baixa crítica” — estamos usando essa oportunidade para lançar uma série que trate também do texto do Novo Testamento em si, e da interpretação geral do mesmo — “alta crítica”.

I. O EVANGELHO DE MATEUS

G. Estrutura do Evangelho de Mateus

O Evangelho de Mateus apresenta uma estrutura bem mais elaborada que os outros Evangelhos, o que possibilitou se mais amplo uso pela Igreja Primitiva. Por sua estrutura, não é difícil percebermos que estamos diante dum autor que possui uma mente extremamente ordeira como os detalhes a seguir irão deixar claro.

As Seções que Tratam dos Cinco Grandes Discursos

A característica mais óbvia do Evangelho de Mateus é que o mesmo alterna grandes porções de ensinamentos de Jesus com seções narrativas históricas. Após as narrativas iniciais que incluem as histórias acerca do nascimento de Jesus, a preparação do ministério de Jesus por meio de João Batista e os primeiro incidentes da obra de pregação do Senhor. A seguir, Mateus apresenta os ensinamentos de Jesus que chamamos de Sermão da Montanha — Mateus 5—7. Não é nossa intenção discutir aqui, se Jesus proferiu todas essas palavras numa mesma sequência ou se autor organizou várias falas da forma com temos no texto. Independentemente de qual tenha sido a situação, o fato é que Mateus decidiu colocar todo esse material numa única sequência pelo valor intrínseco do mesmo.
Em seguida temos outras narrativas que consistem, principalmente, dum grande número de milagres, que é imediatamente seguida por um novo discurso — Mateus 10. Nesse capítulo temos as instruções entregues aos discípulos, também de forma contínua. A próxima seção narrativa descreve várias situações que ilustram a crescente oposição enfrentada por Jesus e mostra também seu próprio método em tratar com as controvérsias, que preparam o próximo seguimento que apresenta uma série de parábolas acerca do Reino de Deus — Mateus 13.

A seguir temos outra sequência de narrativas — Mateus 14 a 17 — que culminam com a transfiguração e o anúncio dos sofrimentos, morte e ressurreição do Senhor. Esses elementos preparam o caminho para as palavras de Jesus que tratam da comunidade cristã — Mateus 18. A partir desse último capítulo a narrativa se move para além do rio Jordão, para voltar-se, rapidamente, a fim de descrever a volta de Jesus para Jerusalém e sua entrada triunfal de na cidade e a subsequente narrativa das dramáticas controvérsias entre Jesus e as lideranças religiosas dos judeus, em Jerusalém. De uma dessas controvérsias surge a severa condenação de Jesus sobre os escribas e os fariseus — Mateus 23. Essas palavras ao seguidas pelo disscurso escatológico de Jesus registrado em Mateus 24 e 25. O Evangelho de Mateus se encerra com as narrativas da paixão e da ressurreição de Jesus, acompanhadas pelas últimas palavras do Senhor no final de Mateus 28.

A estrutura do Evangelho de Mateus como descrita nos parágrafos acima, dificilmente, poderá ser considerada como algo meramente acidental. Dizemos isso porque encontramos uma mesma fórmula no final de cada bloco de palavras de Jesus, fórmulas essas que criam as condições ideais para a apresentação dos textos das narrativas que vêm logo em seguida. Um exemplo disso é o que encontramos em

Mateus 7:28—29

28 Quando Jesus acabou de proferir estas palavras, estavam as multidões maravilhadas da sua doutrina;

29 porque ele as ensinava como quem tem autoridade e não como os escribas.

Em Mateus 11:1 vemos Jesus ainda falando com grandes multidões — Mateus 11:7 —ao passo que logo após as parábolas acerca do Reino de Deus — Mateus 13 — a fórmula nos apresenta Jesus se dirigindo para a região onde tinha nascido — no norte do país em Mateus 17 — para, logo em seguida dirigir-se para a região da Judeia, onde Jerusalém estava localizada. A apresentação final da fórmula pode ser vista em

Mateus 26:1

Tendo Jesus acabado todos estes ensinamentos, disse a seus discípulos:

As palavras de cristo registradas na sequência de Mateus 26 antecipam a celebração da páscoa judaica por Jesus e seus discípulos e falam também da prisão, coisas bem apropriadas para apresentar as informações contidas nas narrativas envolvendo a paixão do Senhor. Cada vez que essas fórmulas são apresentadas, nós estamos diante de ligações literárias que ajudam o texto a fluir de modo para outro e ilustram bem a grande habilidade literária do autor. Todavia, devemos destacar que nenhum dos evangelistas pertencia a qualquer tipo de classe literária. Portanto, o que temos diante de nós no Evangelho de Mateus é a clara ação do Espírito Santo guiando qualquer habilidade que Mateus possuía, para conduzi-lo a alcançar o mais elevado objetivo.

CONTINUA...

OUTROS ESTUDOS ACERCA DA INTRODUÇÃO AO NOVO TESTAMENTO

INTRODUÇÃO AO NOVO TESTAMENTO — PARTE 001 — INTRODUÇÃO GERAL AOS EVANGELHOS — ESTUDO 001

INTRODUÇÃO AO NOVO TESTAMENTO — PARTE 002 — A FORMA LITARÁRIA DOS EVANGELHOS

INTRODUÇÃO AO NOVO TESTAMENTO — PARTE 003 — MOTIVOS PORQUE OS EVANGELHOS FORAM ESCRITOS

INTRODUÇÃO AO NOVO TESTAMENTO — PARTE 004 — O LUGAR OCUPADO PELOS QUATRO EVANGELHOS NO NOVO TESTAMENTO

INTRODUÇÃO AO NOVO TESTAMENTO — PARTE 005 —  A MELHOR FORMA DE ABORDAR OS QUATRO EVANGELHOS

INTRODUÇÃO AO NOVO TESTAMENTO — ESTUDO 006 – INTRODUÇÃO AOS EVANGELHOS — INTRODUÇÃO AO EVANGELHO DE MATEUS — PARTE 001
INTRODUÇÃO AO NOVO TESTAMENTO — ESTUDO 007 – INTRODUÇÃO AOS EVANGELHOS — INTRODUÇÃO AO EVANGELHO DE MATEUS — PARTE 002

INTRODUÇÃO AO NOVO TESTAMENTO — ESTUDO 008 – INTRODUÇÃO AOS EVANGELHOS — INTRODUÇÃO AO EVANGELHO DE MATEUS — PARTE 003

INTRODUÇÃO AO NOVO TESTAMENTO — ESTUDO 009 – INTRODUÇÃO AOS EVANGELHOS — INTRODUÇÃO AO EVANGELHO DE MATEUS — PARTE 004

INTRODUÇÃO AO NOVO TESTAMENTO — ESTUDO 010 – INTRODUÇÃO AOS EVANGELHOS — INTRODUÇÃO AO EVANGELHO DE MATEUS — PARTE 005

INTRODUÇÃO AO NOVO TESTAMENTO — ESTUDO 011 – INTRODUÇÃO AOS EVANGELHOS — INTRODUÇÃO AO EVANGELHO DE MATEUS — PARTE 006

INTRODUÇÃO AO NOVO TESTAMENTO — ESTUDO 012 – INTRODUÇÃO AOS EVANGELHOS — INTRODUÇÃO AO EVANGELHO DE MATEUS — PARTE 007

INTRODUÇÃO AO NOVO TESTAMENTO — ESTUDO 013 — INTRODUÇÃO AOS EVANGELHOS — INTRODUÇÃO AO EVANGELHO DE MATEUS — PARTE 008



IINTRODUÇÃO AO NOVO TESTAMENTO — ESTUDO 014 — INTRODUÇÃO AOS EVANGELHOS — INTRODUÇÃO AO EVANGELHO DE MATEUS — PARTE 009
http://ograndedialogo.blogspot.com.br/2016/12/introducao-ao-novo-testamento-estudo.html

Que Deus abençoe a todos.

Alexandros Meimaridis

PS. Pedimos a todos os nossos leitores que puderem que “curtam” nossa página no Facebook através do seguinte link:


Desde já agradecemos a todos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário