segunda-feira, 20 de junho de 2016

ESTUDO DA VIDA DE JESUS – PARTE 2 – ESTUDO 046 — A DIVINDADE DE JESUS SEGUNDO O EVANGELHO DE JOÃO — PARTE 013




II. O Prólogo do Evangelho de João – João 1:1—18 — Continuação

C. Exposição de João 1:1—18 — Continuação.


5. João 1:4 - A vida estava nele e a vida era a luz dos homens – Continuação.

Continuando com a exposição de como Mateus nos apresenta a divindade de Jesus, que foi iniciada no último estudo que pode ser acessado por meio desse link aqui:


A. Mateus capítulo 10 se concentra no relacionamento de Jesus com seus discípulos.

B. O capítulo 11 de Mateus retoma o ministério de Jesus, mas a ênfase já mudou bastante:

1. Primeiro, nós temos o questionamento feito por João Batista se Ele – Jesus – era de fato o Messias esperado? — ver Mateus 11:2—6.

2. Em seguida Jesus dá um testemunho a favor de João, mas deixa bem claro a condição superior dos seguidores do reino dos céus quando comparados com os seguidores da Antiga Aliança. Ver Mateus 11:7—11.

3. Neste mesmo contexto, o Senhor Jesus identifica João Batista com o “Elias” mencionado em Malaquias — ver Malaquias 3:1—2 e 4:5—6. Ao fazer isto, Jesus indica que a última profecia do Antigo Testamento se cumpriu e que aquela geração e todas as gerações seguintes estavam diante do Salvador prometido por Deus desde o jardim do Éden — ver Gênesis 3:15.

C. Jesus volta então Sua atenção para a maneira como as pessoas estavam, de fato, reagindo à Sua presença bem como aos atos que Ele estava praticando – ver Mateus 11:16—19.

D. Em seguida Mateus narra as duras palavras de Jesus acerca de como o rigor do juízo de Deus está diretamente atrelado à quantidade de “luz”, ou revelação, que as pessoas possuem. Aqueles que tiveram a oportunidade de ver e ouvir a Jesus — a própria Luz do Mundo — sofreriam um julgamento bem mais severo dos que todas as gerações anteriores, por mais perversas que tivessem sido – ver Mateus 11:20—24. O motivo de tanto rigor, nos explica Jesus, é que todos aqueles que rejeitam ou não aceitam o Salvador, o Cristo de Deus, estão na realidade desprezando o próprio Deus — ver Lucas 10:13—15.

E. Mas Jesus segue em frente com seu ministério e faz uma revelação e um convite deveras impressionantes — ver Mateus 11:25—30.

F. No capítulo 12 Mateus dá continuidade à construção da imagem do Senhor Jesus como sendo superior a todos os outros emissários vindos da parte de Deus, pois até do sábado ele era Senhor. Além disso, Jesus declara ser maior do que o próprio Templo, algo que era inconcebível para os judeus daquela época. A área do templo cobria aproximadamente 20% de toda a extensão da cidade de Jerusalém e, por este motivo, a afirmação de Jesus era recebida com tanta incredulidade — ver Mateus 12:1—8.

G. Depois Mateus nos diz que Jesus efetuou mais uma cura dramática — a cura do homem com a mão ressequida. Os fariseus conspiram em como tirar a vida de Jesus. E por quê? Porque Jesus expunha a hipocrisia deles — ver Mateus 12:9— 14.

H. Jesus então se retira, mas prossegue com seu ministério, indicando que havia vindo mesmo para ser o Salvador da humanidade — ver Mateus 12:15—21.

I. A cena muda rapidamente e Jesus se encontra novamente na presença de uma multidão de pessoas e dos fariseus. Jesus expele um demônio e livra um homem de uma surdez — falta da capacidade de ouvir — e de uma cegueira — falta da capacidade de enxergar, que eram causadas pela ação de um demônio. Não temos dúvidas de que a cura deste homem é sintomática da condição de todas as pessoas. Novamente Jesus confronta tanto os fariseus como a multidão que continuava incrédula — ver Mateus 12:22—32.

J. Jesus passa então a questionar os fariseus e a multidão com base na lógica do que eles estavam vendo comparada com a maneira como estavam reagindo — ver Mateus 12:33—34.

K. Os fariseus juntamente com os escribas pedem um sinal ao Senhor, como se já não tivessem visto sinais suficientes. Jesus, como era de se esperar, se recusa, mas ainda assim faz referência a um sinal futuro que certamente seria lembrado — ver Mateus 12:38—42.

L. Jesus já estava farto de todas aquelas manifestações de incredulidade e decide selar de forma definitiva o estado daquelas pessoas. Isso é um indicativo bastante claro do que acontece com todas as pessoas que possuem a luz, mas se recusam a andar de acordo com a mesma. O último estado, após a manifestação da luz, é pior do que o primeiro — ver Mateus 12:43—45.

M. Mateus faz, na sequência, um comentário editorial, como uma maneira de nos ajudar a pausar e pensar na gravidade das palavras anteriormente proferidas por Jesus. Mas esse comentário tem também seus próprios méritos porque desmonta um dos argumentos mais caros da Igreja Romana. Esse argumento é de que Maria é mais do que as Escrituras lhe reservam. Como o texto deixa bem claro, ela não é. Diante de tudo o que Mateus vem referindo a conclusão não poderia ser outra: o que realmente importa é como reagimos à revelação de Deus. Podemos ser obedientes ou desobedientes. Mas temos que estar conscientes de que, de uma ou de outra forma haverá consequências — ver Mateus 12:46—50.

N. O início do capítulo 13 de Mateus já nos apresenta uma grande mudança na abordagem de Jesus, pois o texto nos diz que naquele mesmo dia o Senhor continuou ensinando, como era seu costume, mas o fez através de parábolas – ver Mateus 13:1—3a.

O. Jesus passa a ensinar através de parábolas – ver Mateus 13:3b—9.

P. Os discípulos acusaram o golpe e questionaram ao Senhor o porquê daquela mudança de estratégia — ver Mateus 13:10.

Q. A resposta de Jesus é inequívoca: a oportunidade daquelas pessoas havia passado, nada mais restava fazer senão agir de acordo com os fatos. Eles, a multidão e os fariseus, os escribas etc, não queriam acreditar. Não valia à pena insistir. A porta ou oportunidade de salvação se havia fechado sobre aquelas pessoas — ver Mateus 13:10—18.

R. Note como a parábola do Semeador nos revela a verdadeira condição ou condições dos corações humanos diante da semeadura da Palavra de Deus — ver Mateus 13:18—23. Que tipo é o teu coração caro leitor?

CONTINUA...

Outros estudos acerca da vida de Jesus podem ser encontrados nos links abaixo:

001 — Estudos Na Vida de Jesus — Porque Jesus Veio a Este Mundo

002 — Estudos na Vida de Jesus — O Registro Escrito Acerca de Jesus — Parte 001

003 — Estudos na Vida de Jesus — O Registro Escrito Acerca de Jesus — Parte 002.

004 — Estudos Na Vida de Jesus — A Revelação de Jesus e o Fim das Religiões —

005 — Estudos Na Vida de Jesus — A Revelação de Jesus e o Fim das Religiões — Parte 2.

006 — Estudos Na Vida de Jesus — A Revelação de Jesus e o Fim das Religiões — Parte 3.

007 — Estudos Na Vida de Jesus — A Revelação de Jesus e o Fim das Religiões — Parte 4.

008 — Estudos Na Vida de Jesus — A Revelação de Jesus e o Fim das Religiões — Parte 5.

009 — Estudos Na Vida de Jesus — A Revelação de Jesus e o Fim das Religiões — Parte 6.

010 — Estudos Na Vida de Jesus — A Revelação de Jesus e o Fim das Religiões — Parte 7.

011 — Estudos Na Vida de Jesus — A Revelação de Jesus e o Fim das Religiões — Parte 8.

012 — Estudos Na Vida de Jesus — A Revelação de Jesus e o Fim das Religiões — Parte 9.

013 — Estudos Na Vida de Jesus — A Revelação de Jesus e o Fim das Religiões — Parte 10.

014 — Estudos Na Vida de Jesus — A Revelação de Jesus e o Fim das Religiões — Parte 11.

015 — Estudos na Vida de Jesus — A Revelação de Deus e o Fim das Religiões — Parte 12

016 — Estudos na Vida de Jesus — A Revelação de Deus e o Fim das Religiões — Parte 13

017 A — Estudos na Vida de Jesus — A Revelação de Deus e o Fim das Religiões — Parte 14A

017 B — Estudos na Vida de Jesus — A Revelação de Deus e o Fim das Religiões — Parte 14B

017 C — Estudos na Vida de Jesus — A Revelação de Deus e o Fim das Religiões — Parte 14C

017 D — Estudos na Vida de Jesus — A Revelação de Deus e o Fim das Religiões — Parte 14D

018 A — Estudos na Vida de Jesus — A Revelação de Deus e o Fim das Religiões — Parte 15A

018 B — Estudos na Vida de Jesus — A Revelação de Deus e o Fim das Religiões — Parte 15B

019A — Estudos na Vida de Jesus — A Revelação de Deus e o Fim das Religiões — Parte 16A

019B — Estudos na Vida de Jesus — A Revelação de Deus e o Fim das Religiões — Parte 16B

020 — Estudos na Vida de Jesus — A Revelação de Deus e o Fim das Religiões — Parte 17

021 — Estudos na Vida de Jesus — A Revelação de Deus e o Fim das Religiões — Parte 18

022 — Estudos na Vida de Jesus — A Revelação de Deus e o Fim das Religiões — Parte 19

023 — Estudos na Vida de Jesus — A Revelação de Deus e o Fim das Religiões — Parte 20

024 — Estudos na Vida de Jesus — A Revelação de Deus e o Fim das Religiões — Parte 21

025 — Estudos na Vida de Jesus — A Revelação de Deus e o Fim das Religiões — Parte 22

026 — Estudos na Vida de Jesus — A Revelação de Deus e o Fim das Religiões — Parte 23
http://ograndedialogo.blogspot.com.br/2014/04/estudo-da-vida-de-jesus-parte-1-estudo.html

OUTROS ESTUDOS ACERCA DA VIDA DE JESUS — PARTE 2 PODEM SER ENCONTRADOS NOS LINKS ABAIXO:
001 — Estudos Na Vida de Jesus — PARTE 02 — ESTUDO 027 — OS PRÓLOGOS AOS EVANGELHOS — 001 — A PLENITUDE DO TEMPO
http://ograndedialogo.blogspot.com.br/2014/05/estudo-da-vida-de-jesus-parte-2-estudo.html
002 — Estudos Na Vida de Jesus — PARTE 02 — ESTUDO 028 — OS PRÓLOGOS AOS EVANGELHOS — 002 — INTRODUÇÃO AO EVANGELHO DE LUCAS — LUCAS 1:1—4
003 — Estudos Na Vida de Jesus — PARTE 02 — ESTUDO 029 — OS PRÓLOGOS AOS EVANGELHOS — 003 — INTRODUÇÃO AO EVANGELHO DE JOÃO — JOÃO 1:1—18 — PARTE 001
http://ograndedialogo.blogspot.com.br/2014/07/estudo-da-vida-de-jesus-parte-2-estudo.html
004 — Estudos Na Vida de Jesus — PARTE 02 — ESTUDO 030 — OS PRÓLOGOS AOS EVANGELHOS — 004 — INTRODUÇÃO AO EVANGELHO DE JOÃO — JOÃO 1:1—18 — PARTE 002
http://ograndedialogo.blogspot.com.br/2014/08/estudo-da-vida-de-jesus-parte-2-estudo.html
005 — Estudos Na Vida de Jesus — PARTE 02 — ESTUDO 031 — OS PRÓLOGOS AOS EVANGELHOS — 005 — INTRODUÇÃO AO EVANGELHO DE JOÃO — JOÃO 1:1—18 — PARTE 003
http://ograndedialogo.blogspot.com.br/2014/09/estudo-da-vida-de-jesus-parte-2-estudo.html
006 — Estudos Na Vida de Jesus — PARTE 02 — ESTUDO 032 — OS PRÓLOGOS AOS EVANGELHOS — 006 — INTRODUÇÃO AO EVANGELHO DE JOÃO — JOÃO 1:1—18 — PARTE 004
007A — A DIVINDADE DE JESUS E A IGREJA DE JESUS CRISTO DOS SANTOS DOS ÚLTIMOS DIAS OU IGREJA DOS MÓRMONS.
http://ograndedialogo.blogspot.com.br/2014/11/estudo-da-vida-de-jesus-parte-2-estudo.html
007C —  A DIVINDADE DE JESUS E OS ADVENTISTAS DO SÉTIMO DIA
http://ograndedialogo.blogspot.com.br/2014/11/estudo-da-vida-de-jesus-parte-2-estudo_30.html
007D — A DIVINDADE DE JESUS E  IGREJA CATÓLICA APOSTÓLICA ROMANA — PARTE 001http://ograndedialogo.blogspot.com.br/2014/12/estudo-da-vida-de-jesus-parte-2-estudo.html
007E — A DIVINDADE DE JESUS E  IGREJA CATÓLICA APOSTÓLICA ROMANA — PARTE 002http://ograndedialogo.blogspot.com.br/2014/12/estudo-da-vida-de-jesus-parte-2-estudo_3.html
008 — A DIVINDADE DE JESUS COMO APRESENTADA PELO EVANGELHO DE JOÃO — PARTE 001
http://ograndedialogo.blogspot.com.br/2014/12/estudo-da-vida-de-jesus-parte-2-estudo_31.html
009 — A DIVINDADE DE JESUS SEGUNDO O EVANGELHO DE JOÃO — PARTE 002
http://ograndedialogo.blogspot.com.br/2015/02/estudo-da-vida-de-jesus-parte-2-estudo.html
010 — A DIVINDADE DE JESUS SEGUNDO O EVANGELHO DE JOÃO — PARTE 003
http://ograndedialogo.blogspot.com.br/2015/03/estudo-da-vida-de-jesus-parte-2-estudo.html
011 — A DIVINDADE DE JESUS SEGUNDO O EVANGELHO DE JOÃO — PARTE 004http://ograndedialogo.blogspot.com.br/2015/05/estudo-da-vida-de-jesus-parte-2-estudo.html
012 — A DIVINDADE DE JESUS SEGUNDO O EVANGELHO DE JOÃO — PARTE 005http://ograndedialogo.blogspot.com.br/2015/06/estudo-da-vida-de-jesus-parte-2-estudo.html
013 — A DIVINDADE DE JESUS SEGUNDO O EVANGELHO DE JOÃO — PARTE 006
http://ograndedialogo.blogspot.com.br/2015/07/estudo-da-vida-de-jesus-parte-2-estudo.html
014 — A DIVINDADE DE JESUS SEGUNDO O EVANGELHO DE JOÃO — PARTE 007
http://ograndedialogo.blogspot.com.br/2015/08/estudo-da-vida-de-jesus-parte-2-estudo.html
015 — A DIVINDADE DE JESUS SEGUNDO O EVANGELHO DE JOÃO — PARTE 008
http://ograndedialogo.blogspot.com.br/2015/09/estudo-da-vida-de-jesus-parte-2-estudo.html
016 — A DIVINDADE DE JESUS SEGUNDO O EVANGELHO DE JOÃO — PARTE 009
http://ograndedialogo.blogspot.com.br/2015/11/estudo-da-vida-de-jesus-parte-2-estudo.html
017 — A DIVINDADE DE JESUS SEGUNDO O EVANGELHO DE JOÃO — PARTE 010
http://ograndedialogo.blogspot.com.br/2015/12/estudo-da-vida-de-jesus-parte-2-estudo.html
018 — A DIVINDADE DE JESUS SEGUNDO O EVANGELHO DE JOÃO — PARTE 011
http://ograndedialogo.blogspot.com.br/2016/02/estudo-da-vida-de-jesus-parte-2-estudo.html
019 — A DIVINDADE DE JESUS SEGUNDO O EVANGELHO DE JOÃO — PARTE 012
http://ograndedialogo.blogspot.com.br/2016/04/estudo-da-vida-de-jesus-parte-2-estudo.html
020 — A DIVINDADE DE JESUS SEGUNDO O EVANGELHO DE JOÃO — PARTE 013
http://ograndedialogo.blogspot.com.br/2016/06/estudo-da-vida-de-jesus-parte-2-estudo.html
21 — A DIVINDADE DE JESUS SEGUNDO O EVANGELHO DE JOÃO — PARTE 014
http://ograndedialogo.blogspot.com.br/2016/08/estudo-da-vida-de-jesus-parte-2-estudo.html
022 — A DIVINDADE DE JESUS SEGUNDO O EVANGELHO DE JOÃO — PARTE 015 — A LUZ DOS HOMENS
http://ograndedialogo.blogspot.com.br/2016/10/estudo-da-vida-de-jesus-parte-2-estudo.html
023 — A DIVINDADE DE JESUS SEGUNDO O EVANGELHO DE JOÃO — PARTE 016 — JESUS VEIO TRAZER O PERDÃO E A SALVAÇÃO DE DEUS
http://ograndedialogo.blogspot.com.br/2016/12/estudo-da-vida-de-jesus-parte-2-estudo_8.html
024 — A DIVINDADE DE JESUS SEGUNDO O EVANGELHO DE JOÃO — PARTE 017 — JESUS É O MESSIAS PROMETIDO NA PROFECIA DAS 70 SEMANAS
http://ograndedialogo.blogspot.com.br/2016/12/estudo-da-vida-de-jesus-parte-2-estudo_11.html
025 — A DIVINDADE DE JESUS SEGUNDO O EVANGELHO DE JOÃO — PARTE 018 — JESUS É O SOL DA JUSTIÇA PROMETIDO NA PROFECIA DE MALAQUIAS
http://ograndedialogo.blogspot.com.br/2017/01/estudo-da-vida-de-jesus-parte-2-estudo.html
26 — A DIVINDADE DE JESUS SEGUNDO O EVANGELHO DE JOÃO — PARTE 019 — O TESTEMUNHO DE JOÃO ACERCA DE JESUS
http://ograndedialogo.blogspot.com.br/2017/02/estudo-da-vida-de-jesus-parte-2-estudo.html
27 — A DIVINDADE DE JESUS SEGUNDO O EVANGELHO DE JOÃO — PARTE 020 — O TESTEMUNHO DE JOÃO ACERCA DE JESUS — PARTE 002

Que Deus abençoe a todos. 

Alexandros Meimaridis 

PS. Pedimos a todos os nossos leitores que puderem que “curtam” nossa página no Facebook através do seguinte link: 


Desde já agradecemos a todos.      

Nenhum comentário:

Postar um comentário