domingo, 3 de abril de 2016

APOCALIPSE: INTRODUÇÃO E AS CARTAS ÀS SETE IGREJAS DA ÁSIA - SERMÃO 021 - APOCALIPSE 3:1-6 – UMA CARTA PARA A IGREJA EM SARDES — PARTE 003



O objetivo dessa série é apresentar os três primeiros capítulos do Livro do Apocalipse. Neles vamos encontrar uma REVELAÇÃO muito especial da pessoa de Jesus Cristo. Cremos que é disso que a Igreja dos nossos Dias precisa: Um encontro pessoal e profundo com o Senhor que diz de si mesmo: Eu sou o Alfa e Ômega, diz o Senhor Deus, aquele que é, que era e que há de vir, o Todo-Poderoso. No Final de cada estudo o leitor encontrará os links para os estudos seguintes:

LIVRO DO APOCALIPSE — INTRODUÇÃO E AS CARTAS ÀS SETE IGREJAS DA ÁSIA


Introdução.

A. Na mensagem anterior nós tivemos a oportunidade de aprender três realidades acerca da Igreja em Sardes: 
1. Em primeiro lugar vimos que era uma igreja morta espiritualmente: TENS NOME DE QUE VIVES E ESTÁS MORTO! 
2. Em segundo lugar vimos que as pessoas professavam uma fé nominal, de lábios, mas seus corações estavam muito longe de Deus. 
3. Em terceiro lugar vimos que era uma igreja onde a vasta maioria dos seus membros era composta de pessoas Hipócritas. Pessoas que se escondem por trás de uma máscara fingindo ser o que não são. 
B. Mas como Jesus sabe todas as coisas e Ele sabia dessa verdadeira condição em que se encontrava a Igreja em Sardes e, sendo ele o “Pantocrátor” ou Todo-Poderoso, nem tudo está perdido. Pelo contrário. Quando nos voltamos para Deus até mesmo aqueles que estão mortos espiritualmente podem tornar a viver.
 C. É disso que queremos nos ocupar na mensagem de hoje:

VOLTANDO PARA JESUS, O DEUS TODO PODEROSO

I. O Remédio Proposto por Cristo

A. O que poderia fazer uma igreja como a de Sardes? As palavras de Jesus são bem claras em Apocalipse 3:2—3 — Sê vigilante e consolida o resto que estava para morrer, porque não tenho achado íntegras as tuas obras na presença do meu Deus. 3  Lembra-te, pois, do que tens recebido e ouvido, guarda-o e arrepende-te. Porquanto, se não vigiares, virei como ladrão, e não conhecerás de modo algum em que hora virei contra ti. 
B. O texto nos apresenta cinco verbos no imperativo de modo breve e seco: Sê vigilante, consolida, lembra-te, guarda-o e arrepende-te. Esse era o único caminho a seguir para a maioria dos cristãos em Sardes. 
C. Por outro, pela graça de Deus, havia em Sardes um grupo pequeno que não havia sucumbido à hipocrisia, à fé nominal e à morte espiritual. Esse grupo é mencionado em Apocalipse 3:4 — Tens, contudo, em Sardes, umas poucas pessoas que não contaminaram as suas vestiduras e andarão de branco junto comigo, pois são dignas. 
D. No meio da intoxicação reinante no seio daquela igreja havia uma “bolha de ar puro”. Havia um remanescente que estava vivo e ainda servia a Deus da forma como Deus deseja ser servido. 
II. O Verdadeiro Remanescente 
A. A história da humanidade em seu relacionamento com Deus é a história da preservação de uma remanescente. 
B. Assim temos que, quando toda a humanidade se afastou de Deus e o Senhor estabeleceu o prazo de 120 anos para que se arrependessem e voltassem atrás de seus maus caminhos — Gênesis 6 — no meio de toda aquela má geração nós podemos ler o seguinte: 
Gênesis 6:9 
Eis a história de Noé. Noé era homem justo e íntegro entre os seus contemporâneos; Noé andava com Deus. 
C. Quando Deus decidiu destruir as cidades de Sodoma e Gomorra, ele também decidiu o seguinte: 
2 Pedro 2:6—7 
6 Reduzindo a cinzas as cidades de Sodoma e Gomorra, ordenou-as à ruína completa, tendo-as posto como exemplo a quantos venham a viver impiamente; 
7 e livrou o justo Ló, afligido pelo procedimento libertino daqueles insubordinados.  
D. Nos dias de Acabe, rei de Israel e de sua perversa esposa, Jezabel, o profeta Elias imaginou que era o único a temer a Deus, mas a resposta divina a ele foi a seguinte: 
1 Reis 19:18 
Também conservei em Israel sete mil, todos os joelhos que não se dobraram a Baal, e toda boca que o não beijou. 
E. Mais tarde foi a vez do reino de Judá se afastar do Senhor e colher o amargo fruto da destruição. Todavia a promessa do profeta naqueles dias foi a seguinte: 
Isaías 6:13 
Mas, se ainda ficar a décima parte dela, tornará a ser destruída. Como terebinto e como carvalho, dos quais, depois de derribados, ainda fica o toco, assim a santa semente é o seu toco. 
III. Um Pequeno, Mas Verdadeiro Rebanho 
A. A igreja em Sardes era composta de um pequenino, mas verdadeiro rebanho. Mas não tem mesmo sido sempre esse o caso? De um lado temos igrejas enormes, explodindo de pessoas, mas que são, na REALIDADE, verdadeiros cemitérios espirituais. Por outro lado Jesus conforta seus discípulos dizendo: 
Lucas 12:32 
Não temais, ó pequenino rebanho; porque vosso Pai se agradou em dar-vos o seu reino. 
B.Diante desse privilégio tem uma coisa apenas que nos resta fazer: 
C. FORTALECER O QUE RESTA. 
1. Temos que nos envolver profundamente uns com os outros e nos fortalecer mutuamente. 
2. Tem muita gente, no meio de tão poucos, que ainda têm duvidas. Eles precisam ser esclarecidos e fortalecidos no conhecimento. 
3. Tem gente fraquejando na fé. Não confiam em Deus. Poucos leem a Bíblia e oram menos ainda. Esses precisam ser cercados por um grupo amoroso que os estimule a confiarem no Senhor e demonstrarem tal confiança através da oração. 
4. Temos alguns cristãos novos aqui — adolescentes e jovens adultos — são ainda crianças em Cristo e precisam de alimento sólido da Palavra. Precisam ser fortalecidos e encorajados. Às vezes vejo crentes mais velhos e mais fortes desprezando os seus irmãos mais fracos. NÃO! Temos que buscar essas pessoas e fortalecê-las por meio do exemplo, do ensino e da verdadeira amizade cristã. 
5. Muitos, quando veem esse estado de coisas preferem desanimar e sair, deixando os outros fracos e feridos para morrer lentamente. Em vez disso, devemos nos envolver obedecendo às palavras de Jesus mencionadas acima.  
Conclusão:

A. Estamos vivendo dias muito difíceis e complicados. Nossos filhos estão sendo devorados pelo consumismo, pelas drogas ou pela rebeldia. As famílias estão sendo trituradas pela imoralidade, pela deslealdade e pela absoluta falta de amor.

B. Temos que despertar da letargia em que nos encontramos e nos voltar, imediatamente, para o Senhor, para que ele possa nos fortalecer, apesar de sermos um rebanho tão pequeno.

C. Todos aqui precisam de alguma coisa. Precisamos estender as nossas mãos e, como o Samaritano da parábola, alcançar um ao outro e ajudar um ao outro naquilo que mais estamos precisando.  

D. Se não despertarmos e se não começarmos a agir rapidamente, nossa pequena igreja estará a caminho de seu fim e cada um terá que prestar contas a Deus pela parte que teve nesse processo.

E. É isso que queremos? Ver nossa pequenina igreja sucumbir e fechar suas portas, ou queremos ser um remanescente vigoroso que se agrada em fazer toda a vontade do Senhor conforme ele mesmo deseja?

Que Deus abençoe a todos.  


OUTRAS MENSAGENS ACERCA DO APOCALIPSE: INTRODUÇÃO E CARTAS ÀS SETE IGREJAS

APOCALIPSE 1:1—20 — SERMÃO 001 — INTRODUÇÃO AO LIVRO DO APOCALIPSE

APOCALIPSE 1:1—20 — SERMÃO 002 — UMA VISÃO DE JESUS CRISTO — PARTE 001

APOCALIPSE 1:1—20 — SERMÃO 003 — UMA VISÃO DE JESUS CRISTO — PARTE 002

APOCALIPSE 2:1—7 — SERMÃO 004 — UMA CARTA PARA A IGREJA EM ÉFESO — PARTE 001

APOCALIPSE 2:1—7 — SERMÃO 005 — UMA CARTA PARA A IGREJA EM ÉFESO — PARTE 002

APOCALIPSE 2:8—11 — SERMÃO 006 — UMA CARTA PARA A IGREJA EM ESMIRNA — PARTE 001

APOCALIPSE 2:8—11 — SERMÃO 007 — UMA CARTA PARA A IGREJA EM ESMIRNA — PARTE 002

APOCALIPSE 2:12—17 — SERMÃO 008 — UMA CARTA PARA A IGREJA EM PÉRGAMO — PARTE 001

APOCALIPSE 2:12—17 — SERMÃO 009 — UMA CARTA PARA A IGREJA EM PÉRGAMO — PARTE 002

APOCALIPSE 2:12—17 — SERMÃO 010 — UMA CARTA PARA A IGREJA EM PÉRGAMO — PARTE 003

APOCALIPSE 2:12—17 — SERMÃO 011 — UMA CARTA PARA A IGREJA EM PÉRGAMO — PARTE 004

APOCALIPSE 2:12—17 — SERMÃO 012 — UMA CARTA PARA A IGREJA EM PÉRGAMO — PARTE 005 FINAL

APOCALIPSE 2:18—29 — SERMÃO 013 — UMA CARTA PARA A IGREJA EM TIATIRA — PARTE 001

APOCALIPSE 2:18—29 — SERMÃO 014 — UMA CARTA PARA A IGREJA EM TIATIRA — PARTE 002

APOCALIPSE 2:18—29 — SERMÃO 015 — UMA CARTA PARA A IGREJA EM TIATIRA — PARTE 003

APOCALIPSE 2:18—29 — SERMÃO 016 — UMA CARTA PARA A IGREJA EM TIATIRA — PARTE 004

APOCALIPSE 2:18—29 — SERMÃO 017 — UMA CARTA PARA A IGREJA EM TIATIRA — PARTE 005

APOCALIPSE 2:18—29 — SERMÃO 018A/B — UMA CARTA PARA A IGREJA EM TIATIRA — PARTE 006A/B

APOCALIPSE 3:1—6 — SERMÃO 019 — UMA CARTA PARA A IGREJA EM SARDES— PARTE 001

APOCALIPSE 3:1—6 — SERMÃO 020 — UMA CARTA PARA A IGREJA EM SARDES— PARTE 002

APOCALIPSE 3:1—6 — SERMÃO 021 — UMA CARTA PARA A IGREJA EM SARDES— PARTE 003

APOCALIPSE 3:1—6 — SERMÃO 022 — UMA CARTA PARA A IGREJA EM SARDES— PARTE 004

APOCALIPSE 3:1—6 — SERMÃO 023 — UMA CARTA PARA A IGREJA EM SARDES— PARTE 005 — FINAL



Apocalipse 3:7—13 — SERMÃO 024 – UMA CARTA PARA A IGREJA EM FILADÉLFIA — PARTE 001

Alexandros Meimaridis

PS. Pedimos a todos os nossos leitores que puderem que “curtam” nossa página no Facebook através do seguinte link:


Desde já agradecemos a todos.      

Um comentário:

  1. Graças a Deus pela oportunidade de ler e compartilhar este excelente estudo para a glória do Pai e edificação do povo do Senhor.

    ResponderExcluir